Agnotologia: nova ciência estuda a ‘produção da ignorância’ de forma intencional

Compartilhar

Outro dia tomei conhecimento de uma estranha teoria da conspiração que afirmava que os pássaros não existem (sempre achei o bico do tucano m...

Outro dia tomei conhecimento de uma estranha teoria da conspiração que afirmava que os pássaros não existem (sempre achei o bico do tucano muito estranho - #ironia). Não passam de aparelhos de vigilância  artificiais estatais que se recarregam ao pousar nos fios. E há muitos que acreditam nessa teoria. Tudo isso me motivou a republicar essa matéria que mostra uma certa reação da academia à "produção da ignorância". Agnotologia (do grego, agnosis - “não conhecimento” ou “ignorância” - e logia - “estudo”).

Em algumas universidades do mundo, incluindo algumas importantes na Europa, já está se consolidando um novo ramo da ciência chamado Agnotologia. O termo foi difundido pelo historiador americano Robert Proctor, da Universidade de Stanford, em diversas palestras que ministrou em 2005. As palestras depois se transformaram no livro “Agnotologia: a construção e a desconstrução da ignorância”.

Nos últimos 20 anos, não só Robert Proctor, mas outros historiadores da ciência como Londa Schiebinger, Peter Galison e Naomi Oreskes têm investigado e conceituando esse novo ramo científico. A produção da ignorância acontece tanto de forma intencional, com o objetivo de obter vantagens, como não intencional.

De acordo com os estudos que estão se consolidando, o conhecimento científico às vezes é bloqueado, sabotado ou prejudicado intencionalmente. 

E isso se torna mais grave no capitalismo avançado porque há um financiamento e grandes recursos para produção da ignorância em massa, como ocorreu com o tabaco. Intenções políticas, financeiras, segredos comerciais ou militares, mas também estratégias de longo prazo destinadas a lançar dúvidas constantes sobre o conhecimento e a realidade com objetivos ideológicos e financeiros. Todo o governo Bolsonaro e o próprio presidente do Brasil são exemplos de como a produção da ignorância em parte da população produz ganhos políticos, eleitorais e financeiros, além de manter privilégios de classes intocados. Isso ficou demonstrado pela CPI da Covid, realizada pelo Senado Federal, mas começou bem antes com o Kit Gay, mamadeira de piroca e outras barbaridades.
A produção intencional da ignorância foi percebida como um ramo importante a ser estudado no final dos anos 70, quando foi revelado um estudo secreto da indústria do tabaco. 
Nos anos 50, após pesquisadores comprovarem que o fumo era um agente causador de câncer, os fabricantes de cigarro se reuniram em um hotel em Nova York e, em forma de cartel, iniciaram ações e pesquisas para combater o conhecimento sobre o fumo.

Durante anos, eles contestaram a ciência e produziram conteúdo falsamente científico para espalhar desinformação e incerteza sobre o conhecimento dos pesquisadores sérios de universidades. A produção intencional da ignorância promovida pela indústria do tabaco foi descoberta quando uma universidade dos EUA recebeu documentos, de forma anônima, que demonstravam como a indústria manipulava a pesquisa para promover a desinformação sobre a relação entre o cigarro e o câncer.

Não é por acaso que vários integrantes do governo Bolsonaro atacam as universidades públicas, aparelham ideologicamente com nomeação de reitores e cortam de forma drástica os recursos para pesquisadores. Aqui há duas estratégias bem marcadas: não basta produzir informações falsas, que fortalecem a ignorância, mas é preciso também desqualificar as pesquisas científicas.
O que parece ficar evidente atualmente é que grupos políticos da extrema direita no mundo todo estão usando as estratégias de grande corporações, como a do tabaco, para lançar dúvidas, provocar incertezas e produzir confusão sobre o o conhecimento científico e histórico.
O estudo precursor de Robert Proctor sobre Agnotologia partiu justamente de um memorando secreto da indústria do tabaco que caiu em domínio público em 1979 sob o nome do “O Tabagismo e a proposta de saúde”. O artigo foi escrito uma década antes pela empresa Brown & Williamson e revelou muitas das táticas empregadas pelas grandes companhias para neutralizar os esforços dos pesquisadores e do combate ao cigarro.

Depois dos cigarros, ocorreram outros grandes casos como o do bisfenol A em garrafas plásticas, que pesquisadores também associaram ao câncer e surgiram contestações dos fabricantes de garrafas plásticas. Atualmente, na área científica, o centro da produção da desinformação está ligada à morte das abelhas em todo mundo, movimento antivacina e ideias contra as evidências do aquecimento global. Na maioria dos casos, gigantescos recursos financeiros estão em jogo, induzindo a fabricação da ignorância.

A Agnotologia tenta desvendar também os métodos e as estratégias de como a produção da ignorância é construída para ter credibilidade. Alguns formatos já estão bem definidos: a produção da ignorância usa de metodologia ‘aparentemente’ científica, qualitativa e quantitativa, mas injeta um ingrediente que vai deturpar a pesquisa final. Por exemplo, usar uma temperatura, uma medição, um animal, que provavelmente vai levar a outro resultado, gerando intencionalmente confusão e incerteza.
Para difundir essas informações falsas, também são usados métodos e formatos jornalísticos, de modo que a informação falsa ganhe um ar de critério jornalístico sério.
Outra forma muito usada para difundir informação falsa, principalmente com a internet, é o uso de formatos humorísticos. Assim como, durante décadas, o preconceito, o machismo e o racismo foram reproduzidos pelo humor, hoje a ‘produção da ignorância’ também se utiliza desses métodos, principalmente, na política e na história. 

(Por Susiana Drapeau)

Veja abaixo um documentário sobre o tema da DW.

 

Nota do editor: A teoria que diz que os pássaros não são reais, segundo seu autor, é uma forma de combater as teorias da conspiração com uma ainda mais absurda. E ele mesmo afirma que os pássaros de fato existem. Quem acreditam nessa teoria, segundo ele, acredita em qualquer teoria, por mais absurda que seja.

Não deixe de ler também:  Gráficos que Mentem



Comentários

BLOGGER

$show=mobile

Nuvem de Categorias

Nome

#existepesquisanobrasil,1,Abelha,3,Acessibilidade,24,Acessórios,2,Acidente,51,Acústica,16,Adestramento,5,Administração,41,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,9,África,6,Agência Bori,1,Agência Brasil,25,Agência FAPESP,5,Agência Fiocruz,5,Agência Porvir,1,Agência Senado,2,Agência USP,5,Agnotologia,1,Agricultura,7,Agropecuária,4,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,10,Alemão,4,Alerta,2,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,4,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Análise de Texto,2,Anatomia,7,Android,3,Animação,51,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Armamento,1,Arqueologia,6,arquitetura,33,Arte,169,Astrobiologia,3,Astrofísica,4,Astronomia,31,Ativismo,32,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,15,Automóvel,22,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,6,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,173,Biologia Marinha,15,bioquímica,7,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,33,Boato,6,Bomba,1,Botânica,6,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,40,Brasília,16,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Caltech,1,Câmera lenta,1,Campanha,47,Canadá,1,cardiologia,16,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,5,Cérebro,2,Charge,22,China,21,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,212,Cinema,68,Climatologia,1,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,2,Complemento de dois,1,Comportamento,264,Computação,84,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,139,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,143,Concurso,2,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,4,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,55,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Covid-19,98,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,4,Crime,48,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,Croácia,1,crônica,7,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,15,Curiosidades,113,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dale Dougherty,2,Dança,6,DAO,1,Darwin,12,Davos,1,Debate,2,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,12,Dermatologia,7,Desastre Natural,14,Descoberta,2,Desenho instrucional,14,Desenvolvimento de jogos,11,Design,32,Design Instrucional,14,Destaque,7,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,Dinamarca,1,diplomacia,3,Direito,183,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,29,Direito Militar,1,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,4,Direitos Humanos,38,Disney,7,Distrito Federal,4,Documentário,68,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,84,Economia,115,Editoração Eletrônica,1,Educação,393,Educação a Distância,180,Educação Corporativa,6,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,2,Eleições,26,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eleições 2020,2,Eletricidade,10,eletrônica,4,Em Operários,1,Embrapa,4,empreendedorismo,7,enciclopédia,1,endocrinologia,6,Enem,3,Energia,15,Energia Alternativa,18,Energia Nuclear,11,Enfermagem,1,Engenharia,67,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,6,Engenharia de materiais,17,Engenharia de Software,5,Engenharia Genética,32,Engenharia Mecânica,2,Enretenimento,1,Ensino a Distância,11,Ensino Superior,5,Entomologia,7,Entretenimento,45,Entrevista,90,Entrevista.,1,Epidemiologia,70,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,6,Escritório,1,Espaço,69,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,43,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,39,estrutura de dados,1,Ética,31,EUA,18,Europa,2,Evento,48,Evolução,5,Exercícios físicos,2,Exobiologia,3,experiência,43,fábulas,3,Facebook,20,Família,1,Farmacologia,22,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,10,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,17,Filosofia,47,Finep,2,Finlândia,2,Fintech,1,Firefox,1,Física,115,Física Quântica,4,Fisiologia,10,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fomento,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,7,Fotografia,46,Fotos em 360 graus,6,França,9,Francês,4,Frase,3,Fraude,5,Freeware,74,Futebol,39,Futurologia,91,gadget,87,gadgets,1,Gafe,2,Gamificação,7,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,45,Geofísica,1,Geografia,54,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,21,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,11,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,8,Gestão de Projetos,21,Gestão do conhecimento,7,Ginecologia,3,Glass,1,Google,80,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,15,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,2,Guerra,38,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,37,História,209,HIV,1,Hololens,2,homenagem,46,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,212,Humor Negro,9,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,55,IESB,2,IHC,8,ilo,29,ilusão,35,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,7,Imagine Cup,1,Império Romano,7,Imprensa,34,Impressora 3D,21,Imunologia,7,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,4,Índios,1,Infectologia,36,Infográfico,56,Informática,38,Inglaterra,4,Inglês,26,Inovação,199,Inspiração,1,Inteligência Artificial,133,intercâmbio,1,Interface,199,Interfaces Hápticas,23,Internacional,23,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,164,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,7,Itália,2,Japão,5,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,15,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,72,José Saramago,1,Justiça,4,Ken Robinson,1,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,2,Lexicografia,5,Liderança,4,Life Hacking,20,línguas estrangeiras,3,Linguística,11,Literatura,58,Livro,69,Lógica,26,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,92,Mário Sérgio Conti,1,Marte,3,Mastologia,1,Matemática,81,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,47,Medicina,550,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,121,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,77,mercosul,1,Mestrado,4,Metaverso,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,53,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,16,Mídia Social,57,Militar,15,Mineralogia,1,Mistério,3,MIT,14,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,Moda,1,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,2,MSF,1,Mudança Climática,25,Mulher,4,Multimídia,14,museu,16,Música,88,MVC,1,Nanotecnologia,36,Nasa,17,Natação,2,Natal,17,Natureza,2,Nefrologia,1,Negócios,30,Netflix,1,Neurociência,90,Neurologia,80,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,2,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,2,Nutrição,69,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,27,Obstetrícia,4,Oceanografia,7,odontologia,9,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,9,oncologia,50,ONU,10,Opinião,102,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,4,Ótica,8,Otorrinolaringologia,2,Oxfam,3,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,4,Palestina,1,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Paulo Freire,1,Pedagogia,3,Pediatria,6,Pensamentos,3,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,240,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,29,Política,314,Polônia,1,Portugal,8,português,19,Pós-graduação,2,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,7,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,2,privacidade,22,produtividade,7,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,57,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,280,Psicologia Animal,25,Psiquiatria,16,Pública,13,publicidade,19,Publieditorial,5,PUC Minas,1,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,34,REA,2,realidade aumentada,45,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,3,Realidade Virtual,46,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,12,Referência,5,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,2,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,42,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,15,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,3,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,Robô,49,robótica,50,Roda Viva,49,Roma,6,roteiro,1,RSA,1,RTP,1,Rússia,5,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,5,Saúde,601,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,24,Segurança,124,Segurança da Informação,63,Seleção Natural,3,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,35,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,18,Sociedade,5,Sociologia,53,Software,34,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,3,SOPA,2,Star Wars,1,Startup,2,Steve Cutts,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,65,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,585,Tecnologia da Informação,28,TED,443,TED-Ed,47,TedMed,2,TEDx,5,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,61,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Teoria dos Jogos,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,12,transporte,59,Tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,27,Tutorial,23,Twitter,9,Uber,7,Ucrânia,10,UFC,1,UFG,2,UFMG,1,ufologia,5,UFRJ,3,UFSC,1,UNB,1,Unicamp,4,UNIFESP,1,universidade,6,Universidade Corporativa,1,Universidade da Califórnica,1,Universidade da Geórgia,1,Universidade da Pensilvânia,1,Universidade de Brasília,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Chicago,1,Universidade de Columbia,1,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Universidade de Rochester,1,Universidade de Washington,3,University College London,1,Urbanismo,26,Urologia,2,URSS,1,User Experience,1,USP,11,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,9,Venezuela,1,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,118,Vídeos,983,Vídeos 360,1,Vietnã,1,Violência,5,Vírus,18,Visão Computacional,10,Vôlei,1,Vulcanologia,7,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web,1,Web 2.0,29,Web Application,155,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,12,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zimbábue,1,Zoologia,59,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Agnotologia: nova ciência estuda a ‘produção da ignorância’ de forma intencional
Agnotologia: nova ciência estuda a ‘produção da ignorância’ de forma intencional
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEhN2ESqmXVzI9ro-bwIahWxtoXnwh9bHCPjnW-SqWge3P8x1uKSOKzFxH3l5csOPMespeH4I3TSKkSOiuN8jPaEDV381avGqxEm2S-5N98IBqRaV9jM6eqe7v1Qb4R1aij77KvbwbzJxHwKBgRl9EAF5u4WjdmTndf_1YgEpw_G7z8b8bcjA4z7RdxK=s320
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEhN2ESqmXVzI9ro-bwIahWxtoXnwh9bHCPjnW-SqWge3P8x1uKSOKzFxH3l5csOPMespeH4I3TSKkSOiuN8jPaEDV381avGqxEm2S-5N98IBqRaV9jM6eqe7v1Qb4R1aij77KvbwbzJxHwKBgRl9EAF5u4WjdmTndf_1YgEpw_G7z8b8bcjA4z7RdxK=s72-c
Brasil Acadêmico
https://blog.brasilacademico.com/2022/01/agnotologia-nova-ciencia-estuda.html
https://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2022/01/agnotologia-nova-ciencia-estuda.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhum post encontrado Ver todos Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início Páginas POSTS Ver todos Especialmente para você Categoria Arquivo Busca Todos os posts Nenhum post coincide com sua busca Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir Conteúdo PREMIUM fechado Passo 1: Compartilhar com a rede social Passo 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo código Selecionar todo código Todos os código copiados para a memória Não posso copiar o código / textos, favor teclar [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Tabela de Conteúdo