Gráficos que mentem: Manipulando gráficos e dados

Comentar

As táticas de manipulação de dados e gráficos vêm sendo usadas pelos órgãos de imprensa para direcionar a opinião pública aqui e ali. Aprend...

As táticas de manipulação de dados e gráficos vêm sendo usadas pelos órgãos de imprensa para direcionar a opinião pública aqui e ali. Aprenda como funciona e não seja mais enganado.
Quanta diferença! Gráfico mostra uma diferença de 0,3% entre
as audiências das TVs espanholas Telecinco e Antena 3 (SoloTele).
Detestamos ser enganados. Mas a toda hora nos deparamos com tentativas sutis (ou nem tão sutis assim) de nos venderem gatos por lebres gráficas. Antigamente, quando não havia internet, éramos obrigados a nos contentar comentando com o nosso vizinho que muitas vezes não acreditava que a TV, coitadinha, fizesse esse tipo de maldade com a população. Afinal todo mundo lá usa terno e tem um sorriso branquinho.
Dois pesos, duas medidas: Quase 13 pontos a favor do Jornal Nacional parece irrisório,
ao passo que 0,8 ponto em favor do Câmera Record parece um grande degrau. (Ooops)
Certamente as informações seriam checadas e comentadas de modo imparcial. Felizmente, a web chegou e uma geração inteira está desligando a TV e preferindo ver as informações de várias fontes diferentes daqui e do exterior. Ou seja, a opinião pública parece estar escapando ao controle da mídia tradicional. Então, resolvemos dar nossa cota de contribuição adaptando e disseminando o post "Como são feitos os gráficos enganosos – e como não ser enganado por eles" publicado pelo Gizmodo Brasil. Vamos ver as formas mais comuns de deturpação de gráficos e alguns exemplos reais:

Truncando o Eixo Y

Mexer com o eixo y (vertical) de um gráfico de barras, gráfico de linha ou de dispersão é uma maneira certeira de levar a cabo a distorção no entendimento. Quando aprendemos a fazer um gráfico, e na parte das vezes, o eixo y varia de 0 a um valor máximo, que contemple o intervalo de dados. Todavia, podemos alterar o eixo evidenciando melhor as diferenças. O problema é que essa mesma técnica, se levada ao extremo, pode fazer diferenças em dados parecerem bem maiores do que são na verdade.

Exemplificando: Os gráficos abaixo mostram os mesmos dados, mas usam diferentes escalas no eixo y:


Na figura à esquerda, o eixo y está graduado na faixa de 3,140% a 3,154%. Assim, parece haver uma subida exponencial nas taxas de juros. Ao adotarmos a forma mais comum de graduação, exibindo os dados com o eixo vertical iniciando em 0,00%, as taxas de juros aparentam estar bem mais comportadas, poderíamos até dizer que as diferenças são desprezíveis.

Veja mais alguns exemplos:

Aqui o que parece ser a expectativa de aumento se o corte das taxas de Bush expirarem:


Este gráfico do canal fechado Globo News no programa Conta Corrente foi bem além: Mostrou um eixo y começando em 4% sem deixar isso claro, e ainda errou a última barra, fazendo 5,91% parecer maior que 6,50%.



Eles retificaram o gráfico dias depois (ambos os, digamos, erros):

Agora já não parece tããão acima do centro da meta, não é? ;D

Gráficos acumulativos

Gráfico acumulativo então, é uma festa (ou uma farsa)! Geralmente ele tenderá a ser sempre crescente. Como esse gráfico acumulativo de receita anual no exemplo abaixo.


Isso pouco ajuda na hora de fazermos uma análise do que ocorreu com a receita no período em questão. Quando vemos os mesmos dados em um gráfico não-cumulativo temos uma ideia mais clara das variações históricas.


Outro exemplo, Tim Cook mostrou com um gráfico acumulativo as vendas de iPhone em 2013.


Porém, o site Quartz montou um gráfico um pouco mais informativo. Indicando queda nas vendas nos trimestres após o lançamento do smartphone da Apple.
É barra! Antídoto contra gráfico acumulativo.
Ignorando convenções

Você provavelmente já está acostumado com padrões bem intencionado na hora de montar gráficos, como gráficos de pizza representando partes de um todo. Então, nada melhor que ignorar esses padrões para levar você a uma leitura equivocada.


Nesse exemplo temos um gráfico de pizza cuja soma não dá 100%. Certamente porque a pesquisa permitia múltiplas respostas. Nesse gráfico temos a impressão que cada candidato possui um terço de apoio, o que pode não corresponder à realidade.

Já nesse outro gráfico apresentado pela Reuters, o eixo Y está invertido.


O gráfico parece mostrar uma tendência de queda no número de assassinatos por armas de fogo, quando é justamente o contrário.

Existem inúmeras outras formas de tentar ludibriar a audiência. Veja outros exemplos:

O site palpitando apresentou um gráfico aribuído ao jornal Metro que mostrava as multas aplicadas aos candidatos.


No gráfico, Lula está com o mesmo número de multas que Índio da Costa, mas sua barra parece ser muito maior. Então talvez o critério adotado seria o valor pago? Se fosse, Lula deveria estar em primeiro e Dilma figuraria em segundo, não? E aí ela estaria mais próxima do candidato do PSDB, que foi quem realmente competiu na eleição. Além disso, a foto de Marina está no mesmo nível dos demais candidatos do PSDB, embora não tivesse nenhuma multa, um samba.



O site Discoberta "descobriu" que a Folha não parece saber que o menor caminho entre dois pontos é uma reta (Por que no gráfico da Folha de São Paulo não é uma reta que une dois pontos ?). Para mim, o zigue-zague pode dar a ideia de que a avaliação positiva de Lula (no caso analisado) tem variado, e seu bom momento é apenas um instante de aferição em um mar de incertezas, e não uma consistente tendência de subida.
Ligue os pontos! O mesmo gráfico indo direto ao ponto.
Já o Viomundo se indignou com um gráfico do Financial Times que quis mostrar que o Brasil está tão vulnerável quanto os demais emergentes mostrando a relação entre as reservas internacionais e a necessidade de financiamento. A bronca é principalmente pelo tamanho das barras, que tentam passar a ideia que ter US$ 369 bi de reservas no caso do Brasil (o valor correto seria US$ 376 bi), é semelhante a ter US$ 41 bi, como é o caso do Chile.



Mas como podemos ver no gráfico com uma proporção menos "maquiada" podemos perceber que há diferenças enormes entre eles (Viomundo se desculpa dizendo não conseguir fazer gráficos tão "fofinhos" quanto ao da publicação britânica).


Aqui Steve Jobs, conforme salienta o site El Arte de Presentar, usa um gráfico de pizza em 3D onde a fatia da Apple está voltada para o público (o que faz com que ela parece maior) e a fatia outros está do lado oposto. Assim pode parecer que a Apple estaria em segundo (em relação à categoria outros). O gráfico de barra 2D desaparece com a ilusão de ótica.

Segunda até na legenda. É como dizia o grupo Kid Abelha:
"Depois de você, os outros são os outros, e só..."
[Via BBA]

COMMENTS

BLOGGER

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,26,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,19,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,2,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,2,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,6,Android,3,Animação,47,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,149,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,24,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,14,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,250,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,3,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,46,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,46,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,8,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,174,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,107,Editoração Eletrônica,1,Educação,332,Educação a Distância,143,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,13,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,85,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,65,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,23,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,8,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,103,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,4,Freeware,67,Futebol,38,Futurologia,80,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,38,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,78,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,35,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,188,HIV,1,Hololens,2,homenagem,45,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,209,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,43,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,5,Imprensa,33,Impressora 3D,16,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,47,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,22,Inovação,180,Inspiração,1,Inteligência Artificial,98,intercâmbio,1,Interface,188,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,9,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,54,Livro,57,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,68,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,76,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,470,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,70,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,12,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,82,MVC,1,Nanotecnologia,33,Nasa,15,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,83,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,26,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,198,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,288,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,18,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,265,Psicologia Animal,23,Psiquiatria,13,Pública,12,publicidade,19,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,37,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,39,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,45,Roma,4,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,485,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,21,Segurança,116,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,28,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,61,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,539,Tecnologia da Informação,28,TED,389,TED-Ed,40,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,7,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,114,Vídeos,929,Vídeos 360,1,Violência,4,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,134,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,1,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Gráficos que mentem: Manipulando gráficos e dados
Gráficos que mentem: Manipulando gráficos e dados
https://1.bp.blogspot.com/-GpQFZbxEsuo/U1BvNydpABI/AAAAAAAAYtc/QbHmFZ1DGtk/s1600/telecinco.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-GpQFZbxEsuo/U1BvNydpABI/AAAAAAAAYtc/QbHmFZ1DGtk/s72-c/telecinco.jpg
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2014/04/graficos-que-mentem-manipulando.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2014/04/graficos-que-mentem-manipulando.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy