Estudo liga beber moderadamente com menos risco para o coração

Comentar

Embora haja evidências dos efeitos benéficos de se beber quantidades moderadas de álcool sobre o risco de desenvolver uma série de doenças c...

Embora haja evidências dos efeitos benéficos de se beber quantidades moderadas de álcool sobre o risco de desenvolver uma série de doenças cardíacas, o papel que ele desempenha no risco de desenvolver insuficiência cardíaca tem sido pouco pesquisados ​​e há resultados conflitantes. Agora, um grande estudo aponta para a diminuição do risco, especialmente entre os homens.



Um grande estudo, publicado on-line hoje (terça-feira) no European Heart Journal, realizado com cerca de 15.000 homens e mulheres mostra que beber até sete doses por semana no início da meia-idade está associada a um risco 20% menor de homens desenvolver insuficiência cardíaca no futuro, quando comparado com pessoas que não bebem, além de um benefício mais modesto, um risco 16% menor, para as mulheres.

A insuficiência cardíaca é uma condição em que o coração não consegue bombear o sangue para todo o corpo, como costumava. A razão mais comum é que o músculo cardíaco tenha sido danificado, por exemplo, por um ataque cardíaco. A pressão arterial elevada, doença do músculo cardíaco (cardiomiopatia), problemas nas válvulas cardíacas, um batimento cardíaco irregular (arritmia), infecções virais, beber quantidades excessivas de álcool, consumo de drogas e os efeitos colaterais do tratamento de radioterapia para o câncer podem contribuir para a desenvolver a falha no músculo do croração. A insuficiência cardíaca é um importante problema de saúde pública, com mais de 23 milhões de pessoas vivendo com ele em todo o mundo.

Scott Solomon, professor de Medicina na Harvard Medical School e Médico Sênior no Hospital Brigham and Women, em Boston, EUA, Dr. Alexandra Gonçalves, pesquisador do Hospital Brigham and Women, e colegas analisaram dados de 14.629 pessoas com idade entre 45-64 anos que tinha sido recrutados para a pesquisa Atherosclerosis Risk in Communities Study entre 1987 e 1989 em quatro comunidades nos EUA. Eles seguiram os participantes por 24-25 anos ao final de 2011, e questionaram sobre o seu consumo de álcool no início e em cada uma das três visitas subseqüentes feitas em intervalos de três em três anos.

Eles definiram um "drinque" como aquele que contém 14g de álcool, o equivalente a cerca de um pequeno (125 ml) copo de vinho, pouco mais de metade de um litro ou um terço de um litro de cerveja, e menos de uma dose de bebidas alcoólicas como uísque ou vodka. Os participantes do estudo foram divididos em seis categorias: abstêmios (pessoas que registraram não ter ingerido álcool a cada visita pelos pesquisadores), ex-bebedores, as pessoas que bebiam até sete drinques por semana, ou entre 7-14 drinques, 14-21 drinques, ou 21 ou mais drinques por semana.

Durante o período de acompanhamento 1.271 homens e 1.237 mulheres desenvolveram insuficiência cardíaca. A menor taxa de insuficiência cardíaca ocorreu em pessoas que tomavam até 7 doses por semana e a maior taxa foi observada entre os ex-bebedores.

Depois de levar em conta diversos fatores que poderiam afetar os resultados, tais como idade, diabetes, pressão alta, doenças cardíacas ou ataques cardíacos, índice de massa corporal, níveis de colesterol, a atividade física, educação e tabagismo, os homens que consumiam até sete doses por semana teve um risco 20% menor de desenvolver insuficiência cardíaca em comparação com os abstêmios, enquanto que o risco foi reduzido em 16% em mulheres que consomem a mesma quantidade.

Os ex-bebedores tiveram o maior risco de desenvolver insuficiência cardíaca - um aumento de risco de 19% e 17% entre os homens e mulheres, respectivamente, em comparação com os abstêmios. Curiosamente, entre homens e mulheres que consumiram a maior quantidade de álcool (14 ou mais drinques por semana), o risco de insuficiência cardíaca não foi significativamente diferente em comparação com o risco para os abstêmios. Ingestão excessiva de álcool, durante um longo período de tempo é conhecido por aumentar o risco de cardiomiopatia. No entanto, o número de bebedores "pesados" ​no estudo foi pequena, o que pode ter limitado seu poder de detectar tal associação.

No entanto, quando os pesquisadores analisaram morte por qualquer causa, houve um aumento do risco de morte de 47% para os homens e 89% das mulheres que relataram consumir 21 ou mais drinques por semana no início do estudo.

Professor Solomon disse:

Estes resultados sugerem que beber álcool com moderação, não contribui para um aumento do risco de insuficiência cardíaca e podem até serem protetores. No nível de ingestão de álcool foi associado a um maior risco de insuficiência cardíaca Entretanto, o uso abusivo de álcool é, sem dúvida, um fator de risco para mortes por qualquer causa.

"As pessoas que foram classificados como ex-bebedores no início do estudo tinham um risco maior de desenvolver insuficiência cardíaca e de morte por qualquer causa em comparação com os abstêmios. Isso pode estar relacionado com as razões pelas quais eles tinham parado de beber, em primeiro lugar, por exemplo, porque eles já haviam desenvolvido problemas de saúde que possa ter feito os mais propensos a ir para desenvolver insuficiência cardíaca ".

O efeito protetor do consumo moderado de álcool foram mais marginal em mulheres do que em homens e os autores acham que isso pode ser devido ao fato de que as mulheres metabolizam o álcool de forma diferente para os homens e pode afetá-los de forma diferente.

No geral, a maioria dos participantes eram abstêmios (42%) ou ex-bebedores (19%), com 25% relatando até sete doses por semana, oito por cento relatando sete a 14 drinques por semana, e três por cento relatórios beber 14-21 e 21 ou mais drinques por semana, respectivamente. A maioria dos bebedores também bebia mais do que um tipo de bebida. Isto significava que os pesquisadores não foram capazes de avaliar o papel do consumo excessivo de álcool ou quaisquer diferenças entre os tipos de bebida.

É importante ter em mente que o nosso estudo mostra que há uma associação entre beber quantidades moderadas de álcool e um menor risco de insuficiência cardíaca, mas isso não significa necessariamente que o consumo moderado de álcool faz com que o risco seja reduzido, mas fez ajustar nossos resultados para levar em conta, na medida do possível, uma variedade de outros fatores de estilo de vida que podem afetar o risco de uma pessoa.

Concluiu o Professor Salomão.

Fonte: ScienceDaily
[Via BBA]

COMMENTS

BLOGGER

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,26,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,19,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,2,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,2,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,7,Android,3,Animação,47,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,149,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,25,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,14,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,251,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,3,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,47,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,46,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,9,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,174,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,107,Editoração Eletrônica,1,Educação,332,Educação a Distância,143,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,13,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,85,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,66,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,24,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,8,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,103,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,5,Freeware,67,Futebol,38,Futurologia,80,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,39,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,79,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,36,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,191,HIV,1,Hololens,2,homenagem,45,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,209,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,43,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,6,Imprensa,33,Impressora 3D,16,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,47,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,22,Inovação,180,Inspiração,1,Inteligência Artificial,98,intercâmbio,1,Interface,188,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,55,Livro,58,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,69,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,76,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,471,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,70,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,12,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,82,MVC,1,Nanotecnologia,33,Nasa,16,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,83,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,26,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,198,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,288,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,18,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,267,Psicologia Animal,24,Psiquiatria,13,Pública,12,publicidade,19,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,37,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,39,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,45,Roma,5,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,488,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,23,Segurança,117,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,29,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,61,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,540,Tecnologia da Informação,28,TED,390,TED-Ed,40,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,7,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,114,Vídeos,929,Vídeos 360,1,Violência,5,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,136,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Estudo liga beber moderadamente com menos risco para o coração
Estudo liga beber moderadamente com menos risco para o coração
http://4.bp.blogspot.com/-fNdtm6MlKGg/VL8FqohRxDI/AAAAAAAAb-Y/IUTXOyJfEJ8/s400/drink.jpg
http://4.bp.blogspot.com/-fNdtm6MlKGg/VL8FqohRxDI/AAAAAAAAb-Y/IUTXOyJfEJ8/s72-c/drink.jpg
Brasil Acadêmico
https://blog.brasilacademico.com/2015/01/estudo-liga-beber-moderadamente-com.html
https://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2015/01/estudo-liga-beber-moderadamente-com.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy