Como as informações científicas são distorcidas

Comentar

Esse post de Atila Iamarino, biólogo e doutorando em evolução de HIV-1, ilustra as distorções entre a fonte científica e a cadeia de transf...

Esse post de Atila Iamarino, biólogo e doutorando em evolução de HIV-1, ilustra as distorções entre a fonte científica e a cadeia de transformações que o meio promove na mensagem adicionando ruído e induzindo a erros de interpretação até chegar à população.


Não se trata de manipulação de má-fé, com a intenção de esconder dados ou provocar ciladas de lógica elaboradas e sofismáticas. Apenas erros de tradução e falhas de apuração jornalística. Por incompetência técnica ou negligência profissional, muitas vezes causadas pelos prazos apertados e falta de vontade política da gestão das redações que lidam com enormes quantidades de dados em processos fabris com baixo investimento em qualidade.

O texto mostra que colocar a fonte é uma profilaxia simples mas insuficiente para impedir que o problema ocorra.

As mídias sociais cumprem o papel de dar escalabilidade para o processo e interatividade na manipulação da informação por um número crescente de leigos, o que contribui para aumentar a confusão, a despeito da importância desses meios para a rápida difusão da informação. Mas vamos ao estudo de um caso verídico:

cicloNotíciasCientíficas

O PhD Comics acertou em cheio com o quadrinho acima, que peguei traduzido no Blog Brasil Acadêmico (clique para aumentar, se estiver ilegível). O povo dos blogs científicos gostou e reproduziu a imagem. Agora eu tenho a oportunidade de ilustrar com um artigo em que participo, acompanhem como a informação científica se deteriora ao ser propagada:

O artigo

grafico

Comecemos com o estudo. No artigo que acabamos de publicar na revista científica PLoS One, afirmamos com base no gráfico acima que o subtipo mais recente de Hepatite C no Brasil está associado à pessoas que possuem mais parceiros sexuais. A explicação completa está aqui, mas o gráfico é deixa bem claro. Na esquerda está a distribuição de subtipos (1b, 1a e 3a) dos pacientes que estudamos com 5 ou menos parceiros sexuais a vida toda, e à direita está a distribuição para os que tiveram 50 ou mais parceiros. O subtipo 1a é o segundo mais comum da nossa amostra, mas entre as pessoas com muitos parceiros sexuais ele é o principal.

A hepatite C não é tida como uma doença sexualmente transmissível, e nós não afirmamos isso no artigo. Usamos o número de parceiros para visualizar as interações sociais de nossos pacientes, pois vimos que os subtipos estão concentrados em pessoas de certas idades e queríamos saber se elas tinham comportamentos diferentes. E vimos, tanto que os pacientes com mais de 50 parceiros estão expostos a muitos outros comportamentos de risco, uso de drogas injetáveis, sexo desprotegido, etc, do que os outros, como a segunda metade do gráfico deixa clara - de novo, vejam o post anterior para entender.

O que este gráfico significa é que o subtipo mais recente está circulando em pessoas mais conectadas, praticantes de mais comportamentos de risco e com mais potencial para continuar se espalhando sem controle.

O press release

Embora eu mesmo tenha escrito nosso press release com ajuda dos autores principais do artigo - o press release é uma espécie de resumo, com destaque para os pontos altos do artigo, para a imprensa -, ainda comi bola. Tomamos todo o cuidado para afirmar que associamos subtipos mais recentes a redes sociais diferentes, e que não os relacionamos com a transmissão sexual, mas deixamos o dado errado de que os testes em bolsas de sangue foram implantados em 1990. Na verdade, as bolsas de sangue começaram a ser testadas em 1993, como dissemos no artigo.

Ou seja, mesmo sendo escrito pelos autores do artigo, o press release já distorceu um pouco a informação.

A imprensa

Com muito orgulho, tivemos o nosso artigo divulgado na Folha de São Paulo e na Agência Fapesp. E lá ocorreram os próximos passos de distorção:

Na Folha:
Hepatite C é ligada a jovens que fazem sexo com muitas pessoas

O "relacionamos subtipos mais recentes com pessoas mais novas e com mais parceiros" virou "Hepatite C é ligada a jovens que fazem sexo com muitas pessoas". Normal, um artigo de jornal tem outro tipo de conotação e é muito mais desenhado para chamar a atenção do público do que um artigo científico. No mais, o texto segue muito bem e deixa claro o tipo de associação que encontramos:
"Não existe confirmação de que a relação heterossexual possa transmitir hepatite C. Mas observamos uma maior incidência de um subtipo do vírus entre pessoas com mais parceiros", diz Romano.

Na Agência Fapesp, foi um pouco mais complicado (grifo meu):
O estudo mostrou que o subtipo 1b do VHC é o mais antigo e avançou mais lentamente que os subtipos 1a e 3a, em múltiplas classes sociais e faixas etárias. Por outro lado, os subtipos 1a e 3a estão associados a pessoas mais jovens, infectadas mais recentemente, com taxas mais altas de transmissão sexual.

Embora o autor do texto tenha vindo ao laboratório e conversado com os autores, acabou ocorrendo o deslize. Normal, é difícil não falar em transmissão sexual com os dados que apresentamos, e minutos após contatarmos o autor o texto já estava reparado.

Mas os minutos antes do reparo foram suficientes para que o exército do Ctrl+C Ctrl+V propagasse o erro por diversas agência de notícia, como o Correio do Brasil e mesmo o Estadão.

Aliás, o UOL dá uma imagem mais clara do que acontece. Assinando a notícia como "Da Redação", foram capazes de manter o seguinte trecho:
mas nós optamos por uma amostra aleatória", explicou Zanotto à Agência Fapesp.

No mínimo, quem copiou o texto não leu o que estava escrito. Caso contrário não teriam mantido a assinatura.

Até aqui, quem reproduziu a notícia e leu o artigo foram apenas os jornalistas da Agência Fapesp e da Folha.

A crítica

O mesmo problema de tratar do assunto sem ler o artigo em questão aconteceu no site de um grupo de apoio a portadores de Hepatite, o Hepato.com. Um trecho da crítica (grifo meu, novamente):
O artigo já começa desconhecendo o assunto. No primeiro parágrafo da matéria e colocado que a hepatite C e uma doença incurável. Lendo a integra da pesquisa publicada na PloS ONE eles colocam que desde 1990 o sangue e testado no Brasil, quando na realidade deveriam ter se informado que o teste nos bancos de sangue aconteceu no final de 1992 e 1993.
Falam ainda que os casos de hepatite C estão aumentando e para tal, erradamente, estão se baseando no diagnostico de casos crônicos. Ora bolas! Para se saber se existem novos infectados, se a doença está se propagando, devem ser analisados casos agudos, pois somente eles podem ser validos para assegurar quem se infectou recentemente. Qualquer profissional de saúde sabe disso.
Fazem ainda uma ilação entre o genótipo 1-a e a transmissão sexual. Ora bolas novamente! O genótipo 1-a e comum em São Paulo. Porque o relacionar com atividade sexual se na mesma pesquisa eles encontram que a maioria utilizou drogas. Tiveram o mínimo cuidado de pesquisar se tais indivíduos utilizaram instrumento de manicure, se foram ao dentista, se tomaram vacinas na infância quando as seringas eram de vidro, etc. etc.?

No artigo, usamos como data para tranfusão de risco quem recebeu sangue antes de 1993, baseamos nosso diagnóstico na diversidade genética viral, independente do caso ser crônico ou não, e não fizemos relação com transmissão sexual. Além disso, todos nossos pacientes tiveram um dente extraído ou alguma pequena cirurgia, e este tipo de risco não foi informativo, como deixamos claro nos métodos. Ou seja, quem escreveu a crítica não leu o artigo também. Mas esperem pela reação popular.

O público geral

Graças à notícia da Folha, pude acompanhar a reação das pessoas pelo Twitter buscando tweets com a palavra chave hepatite. Me digam se não é o final do ciclo:

twit3

O que mais chama a atenção é a relação entre Hepatite e quem tem muitos parceiros. Daí a divergências é um pulo.

twit4 twit5 twit2

Começa a sumir a associação e resta apenas o sexo com muitas pessoas. Sexo com muitas pessoas já virou uma atitude comum entre os infectados, apesar de afirmarmos que a relação depende de certas condições. Mas a melhor pérola eu deixo para o final.

twit1

Pronto, estabelecemos tudo. Artigo afirma que Hepatite é transmitida sexualmente, tudo foi explicado - claro que o uso de camisinha deve ser promovido e previne muita coisa, mas vamos com calma.

Só posso terminar com esta imagem:

vo

Retirado de O ciclo da notícia científica - Rainha Vermelha

COMMENTS

BLOGGER: 2
  1. Excelente post... interessante e ao mesmo tempo muito engraçado..hehehe

    As distorções ocorrem por descuido, mas infelizmente também, em muitas situações, por má-fé de alguns que tentam manipular informações... acredito que nesse período eleitoral teremos diversos exemplos de distorções, e acreditem, não será quanto à hepatite C...heheh.

    ResponderExcluir
Deixe suas impressões digitais aqui...

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,26,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,19,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,2,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,2,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,7,Android,3,Animação,47,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,149,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,25,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,14,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,251,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,3,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,46,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,46,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,9,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,174,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,107,Editoração Eletrônica,1,Educação,332,Educação a Distância,143,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,13,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,85,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,66,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,24,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,8,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,103,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,5,Freeware,67,Futebol,38,Futurologia,80,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,39,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,79,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,36,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,191,HIV,1,Hololens,2,homenagem,45,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,209,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,43,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,6,Imprensa,33,Impressora 3D,16,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,47,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,22,Inovação,180,Inspiração,1,Inteligência Artificial,98,intercâmbio,1,Interface,188,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,55,Livro,58,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,69,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,76,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,471,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,70,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,12,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,82,MVC,1,Nanotecnologia,33,Nasa,16,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,83,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,26,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,198,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,288,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,18,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,267,Psicologia Animal,24,Psiquiatria,13,Pública,12,publicidade,19,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,37,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,39,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,45,Roma,5,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,488,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,23,Segurança,117,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,29,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,61,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,540,Tecnologia da Informação,28,TED,390,TED-Ed,40,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,7,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,114,Vídeos,929,Vídeos 360,1,Violência,5,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,136,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Como as informações científicas são distorcidas
Como as informações científicas são distorcidas
http://2.bp.blogspot.com/_cM2l6Y3Ulgg/TDDqdkalW5I/AAAAAAAAEIE/Xtykf5oJU6Y/s400/distor%C3%A7%C3%A3o.jpg
http://2.bp.blogspot.com/_cM2l6Y3Ulgg/TDDqdkalW5I/AAAAAAAAEIE/Xtykf5oJU6Y/s72-c/distor%C3%A7%C3%A3o.jpg
Brasil Acadêmico
https://blog.brasilacademico.com/2010/07/como-as-informacoes-cientificas-sao.html
https://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2010/07/como-as-informacoes-cientificas-sao.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy