Como resolver os engarrafamentos

Comentar

É uma realidade lamentável em quase toda cidade grande — congestionamento de vias, especialmente durante horário de pico. Jonas Eliasson rev...

É uma realidade lamentável em quase toda cidade grande — congestionamento de vias, especialmente durante horário de pico. Jonas Eliasson revela como induzir sutilmente apenas um pequeno percentual de motoristas a ficar fora das principais vias pode tornar os engarrafamentos uma coisa do passado.



Olá. Estou aqui para falar sobre congestionamento, especialmente congestionamento nas vias.



Congestionamento nas vias é um fenômeno generalizado. Basicamente ele existe em todas as cidades do mundo, o que é um pouquinho surpreendente se você pensa sobre isso. Quero dizer, pense em quão diferentes são as cidades. Explico, você tem as cidades europeias típicas, com um centro urbano denso, bom transporte público em geral, sem muitas vias. Então, de outro lado, você tem as cidades americanas. Elas se movem por si mesmas, ok. De qualquer forma, as cidades americanas: muitas vias dispersas por áreas amplas, quase não há transporte público. E em seguida você tem as cidades do mundo emergente, com uma mistura variada de veículos, mistura de padrões de uso do solo, também bastante dispersas mas frequentemente com um núcleo urbano muito denso. E os planejadores de tráfego de todo o mundo têm tentado muitas medidas diferentes: cidades densas ou cidades expandidas, muitas vias ou muito transporte público, muitas ciclovias ou mais informação, ou muitas coisas diferentes, entretanto nada parece funcionar.

Mas todas essas tentativas têm algo em comum. Elas são essencialmente tentativas de imaginar o que as pessoas deveriam fazer em vez de dirigir em horário de pico. Fundamentalmente, são, de certa maneira, tentativas de planejar o que outras pessoas deveriam fazer, planejando a vida delas para elas.

Bem, planejar um sistema social complexo é algo muito difícil de fazer, e deixem-me contar uma história. Em 1989, quando o muro de Berlim caiu, um planejador urbano em Londres recebeu um telefonema de um colega em Moscou, que dizia basicamente: "Oi, aqui é Vladimir. Eu gostaria de saber quem é o responsável pelo suprimento de pão de Londres?"

E o planejador urbano em Londres diz: "O que você quer dizer com quem é o responsável de Londres -- digo, ninguém é o responsável." "Oh, mas com certeza alguém deve ser o encarregado. Quero dizer, é um sistema muito complicado. Alguém deve controlar tudo isso."

"Não. Não. Ninguém é o encarregado. Explico -- eu não tinha realmente pensado nisso. Ele basicamente se organiza por si só."

Organiza-se sozinho. Este é um exemplo de um sistema social complexo que tem a habilidade de auto-organizar-se, e este é um discernimento bastante profundo. Quando você tenta resolver problemas sociais realmente complexos, a coisa certa a fazer é, na maioria das vezes, criar os incentivos. Você não planeja os detalhes, e as pessoas irão descobrir o que fazer, como se adaptar a essa nova estrutura.

E agora vamos dar uma olhada em como podemos utilizar esse critério para combater o congestionamento do tráfego.

Este é o mapa de Estocolmo, minha cidade natal. Bem, Estocolmo é uma cidade de porte médio, aproximadamente dois milhões de pessoas, mas Estocolmo tem também muita, muita água e isso significa muitas pontes -- pontes estreitas, antigas -- o que quer dizer muito congestionamento nas vias. E estes pontos vermelhos mostram as partes mais congestionadas, que são as pontes que levam para o centro da cidade. Então alguém surgiu com a ideia, além de bom transporte público, além de despender recursos em vias, vamos tentar cobrar dos motoristas um ou dois euros nesses gargalos.

Vejam, um ou dois euros, isso não é realmente muito dinheiro, quero dizer, comparado às tarifas de estacionamento e custos de rodagem, etc.. então você provavelmente esperaria que os motoristas não reagissem de fato a esta tarifa bastante pequena. Você se enganou. Um ou dois euros foi o bastante para fazer 20 por cento dos carros desaparecerem nos horários de pico. Agora, 20 por cento, bem, este é um número bastante grande, você poderia pensar, mas você ainda fica com 80 por cento do problema, certo? Porque você ainda tem 80 por cento do tráfego. Bem, isso também está errado, porque acontece que o tráfego é um fenômeno não linear, o que significa que quando você ultrapassa um certo patamar de capacidade então o congestionamento começa a aumentar de fato muito rapidamente. Mas, felizmente, isso também funciona ao contrário. Se você consegue reduzir o tráfego, ainda que pouco, então o congestionamento diminuirá mais rápido do que você possa imaginar. Bem, as tarifas de congestionamento foram introduzidas em Estocolmo em 03 de janeiro de 2006, e a primeira foto aqui é uma foto de Estocolmo, uma das ruas típicas, em 02 de janeiro. O primeiro dia com as tarifas de congestionamento ficou assim. Isso é o que acontece quando você tira fora 20 por cento dos carros das ruas. Você de fato reduz o congestionemento muito substancialmente.

Mas, bem, como eu disse, os motoristas se adaptam, certo? Então, depois de algum tempo todos voltariam porque meio que se acostumaram às tarifas. Errado de novo. Faz agora seis anos e meio que as tarifas de congestionamento foram introduzidas em Estocolmo e basicamente ainda temos os mesmos níveis baixos de tráfego.

Mas vejam, há um hiato interessante aqui na linha do tempo, em 2007. Bem, acontece que, as tarifas de congestionamento, elas foram introduzidas primeiramente como um experimento, assim foram adotadas em janeiro e abolidas novamente no final de julho, seguidas de um referendo, e então reintroduzidas em 2007, o que, é claro, foi uma oportunidade científica maravilhosa. Quero dizer, este foi um experimento realmente divertido para começar, e na verdade tivemos que fazê-lo duas vezes. E, pessoalmente, eu gostaria de fazer isso a cada ano mais ou menos, mas não me permitiriam. Mas foi divertido de qualquer maneira.

Então, nós o acompanhamos. O que aconteceu? Este é o último dia com as tarifas de congestionamento, 31 de julho e você vê a mesma rua, mas agora é verão, e o verão em Estocolmo é um período do ano muito bonito e iluminado, e o primeiro dia sem as tarifas de congestionamento ficou assim. Todos os carros estavam de volta novamente, e você tem mesmo que admirar os motoristas. Eles se adaptam extremamente rápido. No primeiro dia todos voltaram. E este efeito perdurou. Assim, os números de 2007 ficaram assim.

Agora, estas estatísticas de tráfego são realmente entusiasmantes. um pouquinho surpreendentes e muito úteis para conhecimento, mas eu diria que o 'slide' mais surpreendente que vou mostrar hoje não é esse. É este aqui. Ele mostra o apoio público para a tarifação de congestionamento de Estocolmo, e você vê que, quando a tarifa de congestionamento foi introduzida, no início da primavera de 2006, as pessoas eram fortemente contra ela. Setenta por cento da população não queria isso. Mas o que aconteceu quando as tarifas de congestionamento estavam estabelecidas não é o que você esperaria -- que as pessoas a odiariam mais e mais. Não, ao contrário, elas mudaram, até o ponto em que agora temos 70 por cento de apoio pela manutenção das tarifas, o que significa -- deixem-me repetir isso: 70 por cento da população em Estocolmo quer manter um preço por algo que costumava ser grátis.

Ok. Como pode ser isso? Por que é assim? Bem, pense sobre isso desta forma. Quem mudou? Quero dizer, os 20 por cento de motoristas que desapareceram, com certeza devem estar descontentes de certa forma. E para onde foram? Se pudermos entender isto, então talvez possamos imaginar como as pessoas podem estar tão felizes com isso. Bem, fizemos esta enorme pesquisa entrevistando muitos serviços de viagem e tentando imaginar quem mudou e para onde eles foram. E acontece que eles não conhecem a si mesmos. (Risadas) Por alguma razão, os motoristas estão -- eles estão confiantes de que realmente dirigem da mesma forma que costumavam fazer. E por que é assim? É porque aqueles padrões de viagem são muito menos estáveis do que você pode pensar. A cada dia as pessoas tomam decisões novas, e as pessoas mudam e o mundo muda ao redor delas, e a cada dia todas essas decisões são meio que impelidas sempre tão suavemente para longe de dirigir nos horários de pico de uma forma que as pessoas nem mesmo notam. Eles não estão nem mesmo cientes disso.

E a outra questão, quem mudou de ideia? Quem mudou de opinião e por quê? Então fizemos outra pesquisa, tentando descobrir por que as pessoas mudaram de ideia, e que tipo de grupo mudou de ideia. E após analisar as respostas, acontece que mais da metade deles acredita que não mudaram de ideia. Estão realmente seguros de que eles sempre apreciaram a tarifação de congestionamento. O que significa que agora estamos numa posição em que reduzimos o tráfego através desse cordão de tarifação em 20 por cento, e reduzimos o congestionamento em números enormes, e as pessoas não estão nem mesmo cientes de que mudaram, e elas honestamente acreditam que sempre aprovaram isso.

Este é o poder de impulsionamentos ao tentar resolver problemas sociais complexos, e, quando você faz isso, não deveria tentar dizer às pessoas como se adaptar. Você deveria apenas impulsioná-las na direção correta. E se você faz isso corretamente, na verdade as pessoas adotarão a mudança, e se você faz isso corretamente, as pessoas irão realmente gostar disso. Obrigado.

(Aplausos)

Fonte:
[Visto no Brasil Acadêmico]

COMMENTS

BLOGGER

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,27,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,19,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,3,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,2,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,7,Android,3,Animação,47,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,152,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,25,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,15,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,252,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,4,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,48,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,48,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,9,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,177,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Militar,1,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,107,Editoração Eletrônica,1,Educação,336,Educação a Distância,147,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,16,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,87,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,66,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,24,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,9,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,105,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,5,Freeware,68,Futebol,38,Futurologia,81,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,39,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,79,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,36,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,195,HIV,1,Hololens,2,homenagem,46,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,209,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,46,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,6,Imprensa,33,Impressora 3D,17,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,48,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,25,Inovação,181,Inspiração,1,Inteligência Artificial,100,intercâmbio,1,Interface,190,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,55,Livro,59,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,69,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,77,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,475,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,71,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,13,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,84,MVC,1,Nanotecnologia,34,Nasa,16,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,84,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,27,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,199,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,289,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,18,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,267,Psicologia Animal,24,Psiquiatria,13,Pública,13,publicidade,19,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,38,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,40,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,47,Roma,5,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,492,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,23,Segurança,117,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,30,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,62,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,544,Tecnologia da Informação,28,TED,395,TED-Ed,42,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Teoria dos Jogos,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Universidade de Rochester,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,8,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,115,Vídeos,940,Vídeos 360,1,Violência,5,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,137,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Como resolver os engarrafamentos
Como resolver os engarrafamentos
http://2.bp.blogspot.com/-UGW5ykBpsUk/VhrYj3ziecI/AAAAAAAAg4s/LzSa9kpVegs/s400/jonas.jpg
http://2.bp.blogspot.com/-UGW5ykBpsUk/VhrYj3ziecI/AAAAAAAAg4s/LzSa9kpVegs/s72-c/jonas.jpg
Brasil Acadêmico
https://blog.brasilacademico.com/2015/10/como-resolver-os-engarrafamentos.html
https://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2015/10/como-resolver-os-engarrafamentos.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy