Preppers: Esperando o apocalipse

Comentar

Prever o fim do mundo é um passo clássico de seitas e igrejas. Mas, diferentemente dos milenaristas, os preppers não esperam um desastre esp...

Prever o fim do mundo é um passo clássico de seitas e igrejas. Mas, diferentemente dos milenaristas, os preppers não esperam um desastre específico em determinada data. Tudo pode acontecer, a qualquer hora: meteorito gigante se chocando com a Terra, erupção vulcânica, combinação de desastres ecológicos, pandemia...

Preppers: Esperando o apocalipse.
por Denis Duclos

Aprender a cultivar feijão, couve-flor e nabo, fazer pão (ou bolinhos de urtiga), criar galinhas ou fazer geleias, conservar pacotes de sementes, curar-se com Aloe vera, tricotar uma camisola, fazer um motor a óleo diesel funcionar com óleo de cozinha, recuperar a água da chuva e de poço, tornar sua casa autônoma em termos de energia etc.

Tudo isso pode parecer inocente ou mesmo divertido. Para os preppers – ou seguidores do prepping, “preparação” , no entanto, isso não se trata de um simples hobby, mas de um treinamento para um futuro provável.



Essa “subcultura de norte-americanos que se preparam para o colapso da civilização”1 desenha uma vasta constelação de preocupações. Ela combina a ideia de “se preparar”, geralmente aplicada a emergências como furacões ou terremotos, com o conjunto das crises, locais ou sistêmicas.

Eles estão se tornando cada vez mais numerosos – pelo menos 3 milhões –, trabalhando em planos detalhados para sobreviver ao “fim do mundo como o conhecemos”.2 O famoso canal de televisão da National Geographic lhes dedica um reality show muito visto; a cada mês, 300 mil pessoas visitam o portal Survivalblog.com, e várias redes têm se desenvolvido nos Estados Unidos e no Canadá (Viking Preparedness, The Survival Mom, Ready Nutrition, Pioneer Living Survival Magazine, Prepper, The Suburban Prepper, The Prepper E-Book READY – Prepare / Plan / Stay Informed…), na América Latina e agora na Europa e na Ásia.

Cena do filme Redentor.

Figuras emblemáticas surgiram a partir de blogs, livros de grande tiragem ou programas de rádio. Assim, o papa dos preppers, James Wesley Rawles, um ex-oficial de inteligência e cristão conservador, vende várias centenas de milhares de cópias de suas obras. Ele se cerca de mistério ao não revelar o ranch secret onde instalou sua família para sobreviver ao momento fatídico.

Prever o fim do mundo é um passo clássico de seitas e igrejas. Mas, diferentemente dos milenaristas, os preppers não esperam um desastre específico em uma determinada data. Tudo pode acontecer, a qualquer hora: meteorito gigante ou planeta se chocando com a Terra, erupção vulcânica, combinação de desastres ecológicos, pandemia, guerra nuclear entre o Ocidente e a China, hiperinflação, colapso do sistema bancário mundial, distúrbios revolucionários, lei marcial.


Assim, os preppers interpelam tanto paranoicos teóricos da conspiração quanto urbanos burgueses boêmios; tanto populistas isolacionistas quanto ambientalistas. Eles sensibilizam aqueles que gostariam simplesmente de saber o que fazer em caso de corte de água ou de eletricidade. Em suma, considerando todos os cenários possíveis, eles conduzem o rebanho de ovelhas “materialistas” ao modelo de predestinação calvinista que separa os eleitos (ou winners), identificáveis por sua vigilância ativa, dos condenados (ou losers), vítimas de sua culposa frivolidade. Enfrentando a dura concorrência, as várias igrejas se irritam com esse fenômeno, argumentando que o treinamento material para sobreviver em meio ao caos não pode substituir o esforço espiritual para a salvação da alma.

Ao contrário dos hippies e dos sobrevivencialistas dos anos 1990, os preppers não professam particularmente a rejeição de um estilo de vida ou a desconfiança em relação a um governo suspeito de traição em favor das elites da chamada nova ordem mundial. Eles se consideram simples cidadãos que buscam reunir informações úteis. Observa-se, entre as contribuições para blogs preppers, a recorrência de dois temas que vão muito além: a fuga para o isolamento e a desconfiança armada em relação aos “não preparados”, que se tornam suspeitos porque poderiam se transformar em saqueadores.

O medo do outro

“Como preparar seu recolhimento durante o colapso geral?”, pergunta-se Joel Skousen, ex-piloto de caça convertido em cientista político e especialista em “relocalização estratégica” (strategic relocation). E, quando for a hora de deixar as grandes cidades – especialmente as mais perigosas, infestadas de “zumbis desempregados” –, o que colocar em sua bug out bag(“bolsa para a grande pane”)? Como escolher um porto seguro no coração do reduto norte-americano, rico em vizinhos cristãos que se supõe serem moralmente seguros? Como se manter seis meses em uma “residência autônoma durável” ou mesmo em um tubo de concreto colocado no fundo do jardim? Um casal se orgulha de manter víveres para cinquenta anos e 25 mil munições. Outro interlocutor explica como alimenta mil tilápias em sua piscina.


Para a vida “pós-apocalipse”, dizem em tom sério, talvez precisemos nos tornar caçadores-coletores. De qualquer forma, deve-se manter o conhecimento necessário para “reconstruir a civilização” (tecer, curar, reciclar, ter água pura, soldar etc.), de acordo com o modelo dos futuros exploradores do espaço.

O segundo tema favorito dos prepperspode ser deduzido disso: o medo do outro. Eles oferecem mapas das “atividades terroristas suspeitas” no mundo e nos Estados Unidos, bem como métodos para criar rapidamente seu condomínio bunker (gated community) e ali organizar torres de vigília armadas, esperando a irrupção das hordas de miseráveis que não tardarão a tentar violar seu santuário.

Mas o delírio de alguns não deve obscurecer o fato de que a maioria permanece como consumidora tão compulsiva quanto aqueles que esvaziam os supermercados na véspera das festas. Ao comprarem armas para se prevenir de invasões, produtos de “primeira necessidade” ou medicamentos (os três “Bs”: bullets, beans, band-aids – balas, feijão, band-aids), esses clientes desesperados substituem um produto por outro.

É claro que o bom prepper vai se virar como o escoteiro “sempre alerta” de outrora: ele saberá fazer um candeeiro com uma batata, uma toalha com um tecido, uma colher com papelão, acender fogo sem fósforos etc. Mas isso ainda apela para o serviço remunerado de professores, e aí se trata de um trabalho “de consumidor”: faça você mesmo seu sabão, mas com ingredientes do comércio – borato, carbonato de sódio, ralador de queijo, tudo vendido numa loja nas proximidades.

A espera do desastre e do socorro evita pensar no que nos acontece agora. Percebem-se nos preppers constatações sobre a ganância financeira, mas sua representação individualista da autonomia e seu reflexo de fuga oferecem poucas perspectivas de ação socializada e política fora dos quadros atuais do sistema.


O prepper não supõe que a civilização possa corrigir sua trajetória. Mergulhado na ideologia neodarwiniana da luta de todos contra todos, ele não poderia imaginar que uma simples redistribuição da riqueza seria mais eficaz do que a deslocação estratégica para evitar os horrores da depressão. Em suma, ele se recusa a se preparar para... a continuação do mundo após o capitalismo.

Denis Duclos

Antropólogo, é diretor de pesquisa do Centre National de la Recherche Scientifique – CNRS, na França. Autor de Éloge de la pluralité - Conversion entre cultures et continuation de l'humanité, Bibliothéque de la Revue du Mass permanente, Paris, 2012

Ilustração: Alves

1 “Subculture of Americans prepares for civilization’s collapse” [Subcultura de norte-americanos que se preparam para o colapso da civilização], Reuters, 21 jan. 2012.
2 “The End Of The World As We Know It” [O fim do mundo como o conhecemos], ou, para os iniciados,“Teotwawki”.
3 Por exemplo: Survivors: a novel of the coming collapse [Sobreviventes: uma novela do colapso que está por vir], Simon & Schuster, Atria Books, Nova York, 2011; e How to survive the end of the world as we know it [Como sobreviver ao fim do mundo como o conhecemos], Plume, Nova York, 2009.

A edição eletrônica de Le Monde Diplomatique é regida pelos princípios do conhecimento compartilhado (copyleft), que visam estimular a ampla circulação de idéias e produtos culturais. A leitura e reprodução dos textos é livre, no caso de publicações não-comerciais. A única exceção são os artigos da edição mensal mais recente. A citação da fonte é bem-vinda. Mais informações sobre as licenças de conhecimento compartilhado podem ser obtidas na página brasileira da Creative Commons
 

[Via BBA]

COMMENTS

BLOGGER: 3
  1. O pessimista sempre se dá bem. Ou por estar certo, e com isso poder dizer que tinha razão, ou por estar errado, e gozar do fato da realidade ser melhor do que ele esperava.

    ResponderExcluir
  2. O autor do texto é mais um idiota que ainda acredita nas baboseiras do socialismo/comunismo. Mais de 100 milhões de vidas já foram perdidas para que ideólogos ingênuos e ridículos que vivem nas nuvens pudessem fazer seus experimentos sociais. Ainda hoje em Cuba e na coréria do Norte o comunismo fracassa berrantemente, mas para essas pessoas não adianta mostrar história, fatos, evidencias ou mesmo expanca-las com a realidade, tudo o que suas cabeças vazias e doutrinadas conseguem ver é a ideologia utópica que nunca funcionou e nunca vai funcionar.
    Não apoio os loucos do fim do mundo, mas percebo claramente que assim como todo comunista/socialista o autor não entendeu nada sobre o assunto que fala e tenta passar tudo pelo prisma ideológico que é a única coisa que existe dentro de sua cabeça vazia.

    Um texto mediocre fruto de um autor patético e ignorante.

    ResponderExcluir
  3. Para o anônimo aí de cima: Em nenhum momento do texto o autor se mostrou pró-comunista/socialista. Ninguém discute que a utopia comunista falhou. Ele apenas cita a redistribuição de riqueza perante a brutal desigualdade do mundo capitalista atual, onde 1% da população detém 99% da riqueza do mundo. Fala-se apenas em lucrar um pouco menos e distribuir um pouco mais, apenas isso. Sua ira talvez signifique que a carapuça serviu... pois se o comunismo falhou, a farsa do capitalismo neoliberal aos poucos entra em colapso. Afinal, como já dizia o velho ditado "Se o Comunismo é o homem escravo do homem, o capitalismo é o oposto".

    ResponderExcluir
Deixe suas impressões digitais aqui...

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,26,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,18,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,2,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,1,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,6,Android,3,Animação,46,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,149,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,24,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,14,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,249,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,3,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,45,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,46,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,8,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,173,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,106,Editoração Eletrônica,1,Educação,331,Educação a Distância,143,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,13,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,83,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,65,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,23,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,8,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Firefox,1,Física,103,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,4,Freeware,67,Futebol,38,Futurologia,78,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,38,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,78,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,35,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,187,HIV,1,Hololens,2,homenagem,45,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,208,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,43,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,5,Imprensa,33,Impressora 3D,16,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,47,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,22,Inovação,178,Inspiração,1,Inteligência Artificial,98,intercâmbio,1,Interface,188,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,9,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,54,Livro,57,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,68,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,76,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,470,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,68,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,12,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,82,MVC,1,Nanotecnologia,33,Nasa,15,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,82,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,26,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,198,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,287,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,17,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,265,Psicologia Animal,23,Psiquiatria,13,Pública,12,publicidade,18,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,37,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,39,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,45,Roma,4,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,484,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,21,Segurança,116,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,28,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,61,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,538,Tecnologia da Informação,28,TED,389,TED-Ed,40,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,7,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,17,Vida Selvagem,10,Videogame,114,Vídeos,928,Vídeos 360,1,Violência,4,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,134,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,1,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Preppers: Esperando o apocalipse
Preppers: Esperando o apocalipse
http://3.bp.blogspot.com/-l5s1FDOXgKY/UCXvSUnGmOI/AAAAAAAALfk/RYjW62PfeNI/s1600/zumbiland.jpg
http://3.bp.blogspot.com/-l5s1FDOXgKY/UCXvSUnGmOI/AAAAAAAALfk/RYjW62PfeNI/s72-c/zumbiland.jpg
Brasil Acadêmico
https://blog.brasilacademico.com/2012/08/preppers-esperando-o-apocalipse.html
https://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2012/08/preppers-esperando-o-apocalipse.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy