Google deixa memória mais preguiçosa

Comentar

Quem sabe usar bem o computador e ferramentas de busca possui um diferencial na hora de encontrar informações. Mas um estudo diz que esses m...

Quem sabe usar bem o computador e ferramentas de busca possui um diferencial na hora de encontrar informações. Mas um estudo diz que esses motores de buscas podem tornar nossa memória mais ineficaz. Uma vez que o cérebro delega a tarefa de memorizar para a nuvem.



Ok! O homem sempre registrou informações em locais externos à memória. Desde a pré-história temos evidências de pinturas rupestres que relatam histórias e que servem como algum tipo de armazenamento de informação.

A questão é que hoje a informação é abundante e tão confiável quanto a nossa própria memória natural. Pois essa facilidade pode estar nos deixando mais preguiçosos para memorizar essas mesmas informações.

É o que conclui estudo publicado na revista Science na última quinta-feira, dia 14. A pesquisa conclui que motores de busca como o Google, Bing e Yahoo, e as bases de dados na internet mudaram a forma como nosso cérebro se lembra das informaçãoes e se transformaram em uma espécie de "memória externa" do nosso cérebro. De acordo com a descoberta, as pessoas perdem a memória retentiva de dados, mas ganham habilidades de procura.



Betsy Sparrow, professora da Universidade de Columbia, em Nova York, e autora do estudo, disse que os educadores e cientistas já advertiam que nós estamos nos tornando cada vez mais dependente das informações online. Todavia, poucos estudos sustentavam essa afirmação.

Desde o advento dos motores de busca, estamos reorganizando a nossa maneira de lembrar das coisas. Nossos cérebros dependem da Internet para a memória da mesma maneira que eles contam com a memória de um amigo, familiar ou colega de trabalho. Lembramo-nos menos por meio de informações que sabemos do que por saber onde a informação pode ser encontrada.
Betsy Sparrow


O artigo intitulado: "Google Effects on Memory: Cognitive Consequences of Having Information at Our Fingertips" (Efeitos Google sobre a memória: consequências cognitivas de ter informações em nossas mãos, em tradução livre para o português) foi escrito com os colegas Jenny Liu, da Universidade de Wisconsin-Madison e Daniel M. Wegner, da Universidade Harvard. Sparrow explica que a Internet tornou-se uma forma primária do que os psicólogos chamam de memória transacional. Lembranças que são externas a nós, mas que sabemos quando e como acessar.

Um estudo de 46 estudantes universitários encontraram menores taxas de recall em recém-aprendido fatos quando os alunos pensaram esses fatos foram salvos em um computador para posterior recuperação.

A pesquisa foi realizada através de quatro estudos:

  1. No primeiro, os participantes foram convidados a responder uma série de difíceis questões triviais. Em seguida, eles foram imediatamente testados para ver se eles tinham maior dificuldade de uma tarefa de nomeação de cores básicas, que mostrou participantes palavras em azul ou vermelho. Seu tempo de reação para palavras relacionadas a motores de busca, como o Google ou Yahoo, revelou que, após as difíceis questões de trívia, os participantes estavam pensando em motores de busca na Internet como forma de encontrar informações.
  2. No segundo, a perguntas triviais foram transformadas em declarações. Os participantes liam as declarações e suas memórias eram testadas quando eles acreditavam que as declarações tinham sido salvas (isto é, acessíveis a eles mais tarde, como é o caso da Internet) ou quando acreditavam que as informações seriam apagadas. Os participantes não aprendiam a informação quando eles acreditavam que a informação seria acessível como quando acreditavam que os dados seriam apagados e ainda tiveram um desempenho pior no teste de memória.
  3. No terceiro, as mesmas instruções triviais foram usados ​​para testar a memória da informação em si e onde a informação poderia ser encontrada. Participantes novamente acreditavam que a informações seriam salvas em geral, salvas em um local específico, ou apagadas. Eles reconheceram as declarações que foram apagados mais do que as das categorias que foram salvas.
  4. No quarto, os participantes acreditavam que todas as declarações de trívia seriam salvas digitadas em uma das cinco pastas genéricas. Quando lhe pediram para lembrar os nomes de pasta, fizeram-no a taxas maiores do que a lembrança das declarações de trívia. Uma análise mais aprofundada revelou que as pessoas não necessariamente se lembram onde encontrar determinadas informações quando se lembram o que era essa informação, e que particularmente tendem a se lembrar onde encontrar a informação quando não conseguem se lembrar da informação em si.


[Infográfico Folha]


De acordo com Sparrow, uma maior compreensão de como a nossa memória funciona em um mundo com motores de busca tem o potencial para mudar o ensino e a aprendizagem em todos os campos.

Talvez aqueles que ensinam em qualquer contexto, sejam eles professores universitários, médicos ou empresários, serão cada vez mais focados em transmitir uma maior compreensão de ideias e modos de pensar, e menos centrados na memorização. E talvez aqueles que aprendem vão se tornar menos ocupados com fatos e mais engajados em questões mais amplas de compreensão.
Betsy Sparrow


O ensino pode até a tender a ter menos decoreba. Pelo menos em um contexto de maior dependência das informações digitais cada vez mais disponíveis. Mas o que é o conhecimento mínimo que se deve decorar é ainda um grande enigma.

Outra questão que podemos levantar com a pesquisa de Sparrow é o quanto nossa mente está migrando para Web. Os autores de ficção científica e os futurólogos já são quase indistinguíveis. O que o escritor Willian Gibson dizia em seu romance cyberpunk Neuromancer, em 1984, e o o neurocientista Miguel Nicolelis diz hoje tem algo em comum. Nós viraremos máquina. Ou melhor, silício (ou outra substância intimamente ligada à tecnologia que a nanotecnologia venha a desenvolver).



Nossa memória é apenas a ponta do iceberg. Hoje os motores de busca filtram os resultados para que vejamos o que, provavelmente, desejamos (as coisas de nossa região, aquilo que as pessoas que fizeram a mesma busca costumam acessar ou outro critério do gênero). Talvez já estejamos delegando não só a memória, mas o raciocínio também.

Assim, não só estamos confiando nossa memória a esses algoritmos como esses programas já nos ditam o que vamos lembrar. E parece que não teremos escolha. Alguém que não esteja usando a Internet hoje sofre de um "mal" chamado exclusão digital.

E esse é o paradoxo: quem está acostumado a encontrar informações sobre tudo na web tende a lembrar menos das informações. Aqueles que não têm acesso se lembram mais... de menos informações.

P.s.: Quer lutar contra a dependência da internet? Uma boa dica é jogar Perfil.

[Via BBA]

COMMENTS

BLOGGER: 3
  1. Isso é parecido com ter um livro na estante e achar que tem o conhecimento contido nele.

    ResponderExcluir
  2. Não é uma intenção (pelo menos inicialmente não seria), qualquer indexador da Internet teria esse papel se fosse tão eficiente quanto o Google.

    ResponderExcluir
Deixe suas impressões digitais aqui...

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,26,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,19,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,2,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,2,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,7,Android,3,Animação,47,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,149,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,25,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,14,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,251,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,3,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,46,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,46,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,9,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,174,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,107,Editoração Eletrônica,1,Educação,332,Educação a Distância,143,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,13,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,85,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,66,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,24,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,8,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,103,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,5,Freeware,67,Futebol,38,Futurologia,80,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,39,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,79,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,36,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,191,HIV,1,Hololens,2,homenagem,45,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,209,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,43,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,6,Imprensa,33,Impressora 3D,16,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,47,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,22,Inovação,180,Inspiração,1,Inteligência Artificial,98,intercâmbio,1,Interface,188,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,55,Livro,58,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,69,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,76,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,471,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,70,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,12,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,82,MVC,1,Nanotecnologia,33,Nasa,16,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,83,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,26,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,198,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,288,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,18,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,267,Psicologia Animal,24,Psiquiatria,13,Pública,12,publicidade,19,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,37,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,39,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,45,Roma,5,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,488,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,23,Segurança,117,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,29,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,61,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,540,Tecnologia da Informação,28,TED,390,TED-Ed,40,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,7,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,114,Vídeos,929,Vídeos 360,1,Violência,5,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,136,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Google deixa memória mais preguiçosa
Google deixa memória mais preguiçosa
http://4.bp.blogspot.com/-8LSmMCbTRws/TiRPGu13zTI/AAAAAAAAGhw/GQJhRXRXTxI/s400/homer-brain-google.jpg
http://4.bp.blogspot.com/-8LSmMCbTRws/TiRPGu13zTI/AAAAAAAAGhw/GQJhRXRXTxI/s72-c/homer-brain-google.jpg
Brasil Acadêmico
https://blog.brasilacademico.com/2011/07/google-deixa-memoria-mais-preguicosa.html
https://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2011/07/google-deixa-memoria-mais-preguicosa.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy