Videogames de Combate não Respeitam Leis de Guerra

Comentar

Os jogos de combate em primeira pessoa como a série Call of Duty ou mesmo os que simulam estratégia de guerra, como os da grife Tom Clancy, ...

Os jogos de combate em primeira pessoa como a série Call of Duty ou mesmo os que simulam estratégia de guerra, como os da grife Tom Clancy, não respeitam tratados internacionais, como as convenções de Genebra. É o que diz relatório sobre o tema. Mas será que os jogos deveriam respeitá-las?

Duas organizações suíças, a Pro Juventute, cujo objetivo é proteger as crianças da violência ilimitada em videogames, e a Trial, que visa evitar que crimes de guerra fiquem impunes, realizaram um estudo conjunto sobre 20 jogos do gênero, de acordo com o caderno de games do site The Register Hardware.

Após a análise, o relatório final concluiu que os videogames deveriam respeitar as regras internacionais de guerra e apontou várias inconformidades nesses jogos, além de pedirem mudanças.

Atirador em helicóptero. Call of Duty 4 - Modern Warfare


Pode até parecer que um campo de batalha é um lugar sem lei, ou pelo menos que a lei não "pegou". Mas as leis internacionais de guerra existem (a maioria, assinada em Genebra desde 1864) e em 2002 foi criado pela ONU o Tribunal Penal Internacional, para aumentar a eficácia dessas leis e julgar crimes e violações graves das leis que regulam guerras internacionais e civis travadas em todo o globo.

Basicamente, a lei internacional proíbe que seja causado sofrimento desnecessário aos soldados combatentes ou à população civil. Assim, é proibido, dentre outros exemplos, o uso de tortura, ataque a civis ou o uso de armas químicas.

Essas leis precisam acompanhar as mudanças trazidas pelas novas armas e formas de combate mais avançadas. Por isso, é importante atualizar essas regras.
Peter Rowe. Jurista britânico da Universidade de Lancaster, no Reino Unido


A seguir um trecho do relatório que descreve os delitos observados no jogo Call of Duty 4 - Modern Warfare:

Em uma das cenas, o jogador é um atirador do helicóptero, cuja missão consiste em fornecer suporte para as unidades no solo abaixo, que estão lutando contra o inimigo. A fim de identificar o inimigo no campo de batalha, que é uma aldeia, os atiradores no helicóptero usam equipamentos de visão térmica.
Por causa do uso de equipamentos de visão térmica mas acima de tudo, devido à distância em que o helicóptero está voando, é difícil distinguir as forças inimigas das próprias tropas, que aparecem no jogo como figuras piscando. Isto torna extremamente difícil de cumprir o princípio da distinção entre civis e/ou mercadorias civil e os militares, o que é fundamental sob IHL (N.T.:International Humanitarian Law, Lei Humanitária Internacional).
Em uma situação real seria, portanto, questionável se tal operação em uma aldeia poderia ser realizada em conformidade com o IHL, uma vez que o ataque é indiscriminado já que emprega um método ou meios de combate cujos efeitos não podem ser limitados a determinados objetivos militares, ou pelo menos, é mais provável que venha "causar incidental perda de vidas civis, ferimentos a civis, danos a objetos civis, ou uma combinação dos mesmos, que seriam excessivos em relação à vantagem militar concreta e direta antecipado."



Vídeo amador mostra a missão do helicóptero do Call of Duty 4 - Modern Warfare


E houve até elogios:

É louvável, porém, que esta cena inclui a proibição de atacar um objeto civil em especial, ou seja, a igreja. No jogo, o desrespeito à instrução de não acertar a Igreja (que é dada pela voz de um comandante invisível ao fundo) resulta em fracasso da missão. Consideramos esta característica do jogo um passo positivo na direção que desejamos para os outros jogos: o jogador percebe que há limites na guerra e que ao ultrapassar estes limites resulta em um tipo de punição.


O relatório, intitulado "Playing by the Rules: Applying International Humanitarian Law to Video and Computer Games", aponta que a maioria dos jogos continha “elementos que violam normas internacionais” e que entre as não conformidades reveladas, as mais frequentes desrespeitam “os princípios jurídicos de distinção e proporcionalidade”. Um exemplo citado seria a possibilidade de se jogar uma bomba, sobre uma cidade povoada, apenas para matar um atirador de elite.

O objetivo do estudo é sensibilizar a opinião pública e os desenvolvedores de jogos, bem como as autoridades, educadores e os meios de comunicação sobre a prática de crimes em videogames, além de estabelecer um diálogo entre as produtoras de jogos eletrônicos sobre a necessidade da incorporação de regras essenciais da Declaração Universal dos Direitos Humanos em seus títulos
Trecho introdutório do estudo.


As organizações responsáveis pelo estudo se preocupam principalmente com o fato de que esses jogos elevam os jogadores à categoria de protagonistas ativos na trama. Além disso, muitos desses títulos já estão sendo utilizados pelas forças armadas como instrumentos de formação.

Considerando que a Declaração Universal dos Direitos Humanos está em constante melhoria e adaptação às novas realidades, esta evolução não deve ser ignorada na concepção de novos jogos.
Trecho das recomendações do relatório


Será que futuramente teremos um selo nos jogos de guerra com os dizeres: "compatível com a convenção de Genebra e o estatuto de Roma"?


Army of Two (Exército de dois). Indicação de atividades mercenárias.


Será que jogos assim serão muito chatos? Acho que não. Lembro bem de um simples e antigo jogo de arcade (acho que se chamava Bazooka) cujo o objetivo era atirar em tudo que cruzasse a tela exceto as ambulâncias da cruz vermelha (que era justamente quando o jogador perdia suas "vidas").
À medida que os jogos vão ficando mais inteligentes (mais estratégicos e menos de tiro indiscriminado) esse tipo de abordagem deve ficar mais em tela.
A missão perfeita será aquela que não haverá perda de vida nem entre os inimigos, que deverão ser capturados vivos para serem interrogados, julgados, trocados etc.

A perda de civis seria considerada uma falha estratégica que poderá ser um ganho para a propaganda das forças adversárias que assim conseguirão mais simpatizantes e voluntários. Dessa forma, o jogador poderá até ganhar a batalha, mas jamais conseguirá obter o coração e a mente dos vencidos. O que poderá ser considerado um estratagema deficiente.

Leia o documento na íntegra aqui (inglês).

Fonte: Geek, Mundo Estranho

COMMENTS

BLOGGER: 2
  1. As autoridades não tem mais o que fazer mesmo, vem falar de algo ficticio, e repercute dessa maneira ainda. Quem joga quer aventura, emoção, não quer saber se o jogo obedece regras. Pra que mais sem lei que a vida real, tem filho matando pai por dinheiro, tem invasão de país por motivos financeiros. Vivemos uma ideologia barata, onde os homens se matam por motivos futeis, essa devia ser a preocupação das autoridades, não um jogo ficticio que busca divertir e provocar emoções no jogador. Direitos Humanos? Tem gente morrendo na África, e o que eles fazem? Pouca se mobiliza pra ajudar... Na vida real ta tudo errado, isso porque o homem é ganancioso e acaba se destruindo... Esse assunto envolve muita coisa, mas é absurdo ler isso quando se tem um mundo real em caos. No videogame, o cara enjoa desliga, ou se não joga, não joga, e na vida? Não se tem essas duas opções, e quem recomenda essa balela pra jogos, parece que vive numa caverna, será que não vê o mundo a sua volta.

    ResponderExcluir
  2. hauahauhaua ridiculo... vão querer proibir tb que nos jogos tipo Counter strike se tenha um time de terroristas com refens tb? Eles não cuidam direito nem das guerras de verdade, querem dar pitaco nos jogos?

    ResponderExcluir
Deixe suas impressões digitais aqui...

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,26,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,18,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,2,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,1,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,6,Android,3,Animação,46,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,149,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,24,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,14,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,249,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,3,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,45,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,46,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,8,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,173,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,106,Editoração Eletrônica,1,Educação,331,Educação a Distância,143,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,13,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,83,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,65,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,19,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,23,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,8,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Firefox,1,Física,103,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,4,Freeware,67,Futebol,38,Futurologia,78,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,38,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,78,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,35,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,187,HIV,1,Hololens,2,homenagem,45,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,208,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,43,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,5,Imprensa,33,Impressora 3D,16,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,47,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,22,Inovação,178,Inspiração,1,Inteligência Artificial,98,intercâmbio,1,Interface,188,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,9,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,54,Livro,57,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,68,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,76,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,470,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,68,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,12,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,82,MVC,1,Nanotecnologia,33,Nasa,15,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,82,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,26,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,198,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,287,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,17,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,265,Psicologia Animal,23,Psiquiatria,13,Pública,12,publicidade,18,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,37,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,39,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,45,Roma,4,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,484,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,20,Segurança,116,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,28,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,61,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,538,Tecnologia da Informação,28,TED,389,TED-Ed,39,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,7,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,17,Vida Selvagem,10,Videogame,114,Vídeos,927,Vídeos 360,1,Violência,4,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,134,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,1,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Videogames de Combate não Respeitam Leis de Guerra
Videogames de Combate não Respeitam Leis de Guerra
http://3.bp.blogspot.com/_cM2l6Y3Ulgg/SxJAmGkmO0I/AAAAAAAAC0M/ND4ICBFZM3Y/s400/modern-warfare-2-Favela.jpg
http://3.bp.blogspot.com/_cM2l6Y3Ulgg/SxJAmGkmO0I/AAAAAAAAC0M/ND4ICBFZM3Y/s72-c/modern-warfare-2-Favela.jpg
Brasil Acadêmico
https://blog.brasilacademico.com/2009/11/videogames-de-combate-nao-respeitam.html
https://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2009/11/videogames-de-combate-nao-respeitam.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy