Engenharia grandiosa: a construção da Ponte do Brooklyn

Comentar

Em meados do século 19, pontes suspensas estavam desmoronando por toda a Europa. Então, quando o engenheiro germano-norte-americano John Roe...

Em meados do século 19, pontes suspensas estavam desmoronando por toda a Europa. Então, quando o engenheiro germano-norte-americano John Roebling propôs a construção da maior e mais cara ponte suspensa até então construída, as autoridades de Nova York, com razão, duvidaram. Nessa animação TED Ed, Alex Gendler detalha a construção da icônica Ponte do Brooklyn. Lição de Alex Gendler, direção de Jeremiah Dickey.

Em meados do século 19, pontes suspensas estavam desmoronando por toda a Europa. Seus cabos de sustentação se desgastavam com o clima turbulento e se rompiam com o peso dos tabuleiros. Então, quando o engenheiro germano-norte-americano John Roebling propôs a construção da maior e mais cara ponte suspensa já construída sobre o Rio East, em Nova York, as autoridades locais, com razão, duvidaram. Mas Manhattan estava ficando cada vez mais superlotada e trabalhadores do Brooklyn congestionavam o rio. Em fevereiro de 1867, o governo aprovou a proposta de Roebling.


Para evitar o fracasso das pontes europeias, Roebling projetou um modelo de ponte híbrido. Ele incorporou, às pontes suspensas, longos cabos sustentados por pilares centrais e ancorados a cada margem. Este projeto era ideal para aguentar tabuleiros longos, sustentados por cabos verticais menores. Mas o modelo de Roebling também se inspirava nas pontes estaiadas. Estas estruturas mais curtas sustentavam os tabuleiros com cabos diagonais que se estendiam em linha reta para as torres de apoio.



Ao incluir estes cabos adicionais, Roebling melhorou a estabilidade da ponte, enquanto também reduzia o peso sobre os seus cabos de ancoragem.

Projetos similares haviam sido usados para outras pontes, mas, aqui, a extensão do plano de Roebling ofuscou todos os demais. O tabuleiro de sua nova ponte estendia-se por mais de 480 metros;

1,5 vezes mais comprido do que o de outra ponte suspensa até então construída. Como a corda comum de cânhamo se romperia com as 14.680 toneladas do tabuleiro, sua proposta necessitou de mais de 5,6 mil quilômetros de fios de metal para criar os cabos da ponte. Para aguentar todo este peso, as torres teriam que estar a 90 metros acima do nível do mar; tornando-as as mais altas estruturas do hemisfério Ocidental.

Roebling estava confiante de que seu projeto iria funcionar, mas enquanto conferia o local em 1869, um barco vindo em sua direção esmagou o seu pé contra a doca. No prazo de um mês, o tétano tirou sua vida. Felizmente, seu filho Washington, também era um engenheiro experiente e assumiu o lugar do pai. No ano seguinte, as construções das fundações das torres, por fim, começaram.

A primeira etapa de construção foi também a mais desafiadora. Construir no leito do agitado rio envolvia o amplo uso de tecnologias não testadas: caixões pneumáticos. Trabalhadores colocavam esses caixões herméticos de madeira no rio, onde um sistema de canos bombeava ar pressurizado para dentro e água para fora. Uma vez fixados, as câmaras de ar permitiam que os trabalhadores entrassem e escavassem o fundo do rio. Eles colocavam camadas de pedra sobre o caixão à medida que cavavam. Quanto este finalmente chegava à base, eles o enchiam com concreto, tornando-se a fundação permanente da torre. As condições de trabalho nesses caixões eram calamitosas e perigosas. Iluminadas apenas por velas e lâmpadas a gás, as câmaras pegaram fogo várias vezes, forçando-as a serem evacuadas e submersas.

Ainda mais perigosa era a doença misteriosa chamada "the bends".

Atualmente, sabemos que trata-se da doença da descompressão, mas naquela época, parecia ser uma dor inexplicável ou tontura que matava muitos trabalhadores. Em 1872, quase tirou a vida do engenheiro-chefe. Washington sobreviveu, mas ficou paralítico e acamado. Ainda assim, os Roeblings se mostraram indomáveis. Emily, a esposa de Washington, não apenas conduziu as comunicações entre o marido e os engenheiros, mas também logo assumiu a gerência do dia a dia do projeto.

Infelizmente, os problemas da ponte estavam longe de terminar. Em 1877, a construção estava acima do orçamento e atrasada. Pior ainda, a empreiteira responsável pelos cabos da ponte estava vendendo cabos com defeito a eles. Isto teria sido uma falha fatal, não fosse pelas amplas margens de segurança do projeto de Roebling. Após reforçar os cabos com fios adicionais, eles suspenderam os tabuleiros um a um.

Foram 14 anos, o equivalente a mais de US$ 400 milhões nos dias atuais, e o trabalho de três diferentes Roeblings, mas quando a Ponte do Brooklyn foi, por fim, inaugurada, aos 24 de maio de 1883, o seu esplendor era inegável. Atualmente, a Ponte do Brooklyn ainda permanece sobre os seus caixões antigos, sustentando as torres góticas e cabos entrecruzados que emolduram uma porta de entrada à cidade de Nova York.

Fonte: TED Ed
[Visto no Brasil Acadêmico]

COMMENTS

BLOGGER

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,Abelha,3,Acessibilidade,21,Acessórios,2,Acidente,50,Acústica,16,Adestramento,5,Administração,29,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Bori,1,Agência Brasil,22,Agência FAPESP,3,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,3,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,3,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,7,Android,3,Animação,48,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,30,Arte,154,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,26,Ativismo,28,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,15,Automóvel,20,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,4,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,160,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,33,Boato,6,Bomba,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,38,Brasília,16,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,46,cardiologia,15,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,4,Cérebro,2,Charge,22,China,19,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,192,Cinema,63,Climatologia,1,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,258,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,138,Concurso,2,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,4,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,51,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Covid-19,45,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,48,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,11,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,10,Davos,1,Debate,2,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,Desenho instrucional,12,Desenvolvimento de jogos,9,Design,26,Design Instrucional,8,Destaque,32,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,178,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Militar,1,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,4,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,109,Editoração Eletrônica,1,Educação,353,Educação a Distância,157,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,3,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,17,Energia Nuclear,11,Engenharia,63,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,16,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,31,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,10,Ensino Superior,4,Entomologia,7,Entretenimento,45,Entrevista,90,Entrevista.,1,Epidemiologia,52,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,66,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,41,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,34,estrutura de dados,1,Ética,25,EUA,15,Europa,2,Evento,38,Evolução,5,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,43,fábulas,3,Facebook,17,Família,1,Farmacologia,14,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,7,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finep,2,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,108,Física Quântica,4,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fomento,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,42,Fotos em 360 graus,6,França,7,Francês,2,Frase,3,Fraude,5,Freeware,71,Futebol,38,Futurologia,85,gadget,87,gadgets,1,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,39,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,5,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,79,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,36,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,198,HIV,1,Hololens,2,homenagem,46,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,211,Humor Negro,9,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,46,IESB,1,IHC,8,ilo,29,ilusão,35,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,7,Imagine Cup,1,Império Romano,6,Imprensa,34,Impressora 3D,20,Imunologia,3,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,25,Infográfico,53,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,25,Inovação,186,Inspiração,1,Inteligência Artificial,105,intercâmbio,1,Interface,192,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,163,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Itália,2,Japão,4,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,71,José Saramago,1,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,56,Livro,63,Lógica,26,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,75,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,78,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,513,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,74,mercosul,1,Mestrado,3,meteorologia,11,Metodologia Científica,45,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,15,Mídia Social,56,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,13,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,Moda,1,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,2,MSF,1,Mudança Climática,21,Mulher,4,Multimídia,14,museu,12,Música,86,MVC,1,Nanotecnologia,35,Nasa,16,Natação,2,Natal,17,Natureza,2,Negócios,26,Netflix,1,Neurociência,86,Neurologia,78,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,2,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,64,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,27,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,49,ONU,8,Opinião,96,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,4,Ótica,8,Otorrinolaringologia,2,Oxfam,3,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,2,Pediatria,6,Pensamentos,3,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,208,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,29,Política,298,Portugal,6,português,19,Pós-graduação,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,7,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,18,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,271,Psicologia Animal,24,Psiquiatria,14,Pública,13,publicidade,19,Publieditorial,5,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,40,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,11,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,40,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,5,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,2,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,100,Roda Viva,49,Roma,5,roteiro,1,RSA,1,RTP,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,543,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,23,Segurança,119,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,30,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Startup,2,Suécia,3,Sugestão de presentes,63,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,559,Tecnologia da Informação,28,TED,412,TED-Ed,45,TedMed,2,TEDx,2,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,60,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Teoria dos Jogos,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,Tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,22,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,UFSC,1,Unicamp,2,UNIFESP,1,universidade,6,Universidade Corporativa,1,Universidade da Califórnica,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Universidade de Rochester,1,Urbanismo,24,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,8,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,116,Vídeos,961,Vídeos 360,1,Violência,5,Vírus,18,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,141,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Engenharia grandiosa: a construção da Ponte do Brooklyn
Engenharia grandiosa: a construção da Ponte do Brooklyn
https://2.bp.blogspot.com/-8fDIQAQJWBw/Xk6D1a8nlsI/AAAAAAABAyE/V0lKi3FDs9cmrmBjPxmWJTHwTClYeep3QCLcBGAsYHQ/s1600/ponteBrooklyn.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-8fDIQAQJWBw/Xk6D1a8nlsI/AAAAAAABAyE/V0lKi3FDs9cmrmBjPxmWJTHwTClYeep3QCLcBGAsYHQ/s72-c/ponteBrooklyn.jpg
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2020/02/engenharia-grandiosa-construcao-da.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2020/02/engenharia-grandiosa-construcao-da.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy