$show=mobile

Acordar mais cedo uma hora pode reduzir em 23% o risco de depressão grave

Comentar

Acordar apenas uma hora antes poderia reduzir em dois dígitos o risco de uma pessoa ter depressão grave, sugere um novo estudo genético de g...

Acordar apenas uma hora antes poderia reduzir em dois dígitos o risco de uma pessoa ter depressão grave, sugere um novo estudo genético de grande alcance publicado no dia 26 de maio na revista JAMA Psychiatry.

Estudo feito com 840.000 pessoas, realizado por pesquisadores da University of Colorado Boulder e do Broad Institute of MIT and Harvard, levanta algumas das mais fortes evidências até agora de que o cronótipo – a propensão de uma pessoa a dormir em um determinado momento – influencia o risco de depressão.

Também está entre os primeiros estudos para quantificar quanta mudança é necessária para influenciar a saúde mental.

Conforme as pessoas emergem, pós-pandêmicas, de trabalhar e freqüentar a escola remotamente – uma tendência que levou muitos a mudar para um horário de sono mais tardio – as descobertas podem ter implicações importantes.
“Sabemos há algum tempo que existe uma relação entre a hora do sono e o humor, mas uma questão que muitas vezes ouvimos dos médicos é: Para quanto mais cedo precisamos deslocar as pessoas para ver um benefício? Descobrimos que mesmo uma hora antes de dormir está associada a um risco significativamente menor de depressão.”
Celine Vetter. Autora sênior e professora assistente de fisiologia integrativa na UC Boulder. 
Estudos observacionais anteriores mostraram que as pessoas “noturnas” têm o dobro da probabilidade de sofrer de depressão do que as pessoas que se levantam cedo, independentemente de quanto tempo elas dormem. Mas como os próprios distúrbios de humor podem perturbar os padrões de sono, os pesquisadores têm tido dificuldade em decifrar o que causa o quê.

Outros estudos tiveram amostras pequenas, baseando-se em questionários de um único momento, ou não levaram em conta fatores ambientais que podem influenciar tanto o tempo de sono quanto o humor, com resultados potencialmente confusos.

Em 2018, Vetter publicou um grande estudo de longo prazo com 32.000 enfermeiras mostrando que os “madrugadores” tinham até 27% menos probabilidade de desenvolver depressão ao longo de quatro anos, mas isso suscitou a pergunta: O que significa ser um “madrugador”?

Visando obter  uma noção mais nítida se a mudança para um tempo de sono mais cedo é realmente protetora, e qual é a mudança necessária, o autor principal Iyas Daghlas, M.D., recorreu aos dados da empresa de testes de DNA 23 and Me e do banco de dados biomédico UK Biobank. Daghlas então usou um método chamado “Randomização Mendeliana” que alavanca as associações genéticas para ajudar a decifrar causa e efeito.

“Nossa genética é definida ao nascer, de modo que alguns dos preconceitos que afetam outros tipos de pesquisa epidemiológica tendem a não afetar os estudos genéticos”, disse Daghlas, que se formou em maio na Harvard Medical School.

Mais de 340 variantes genéticas comuns, incluindo variantes do chamado “gene do relógio” PER2, são conhecidas por influenciar o cronótipo de uma pessoa, e a genética explica coletivamente 12-42% de nossa preferência pelo tempo de sono.

Os pesquisadores avaliaram dados genéticos não-identificados sobre essas variantes de até 850.000 indivíduos, incluindo dados de 85.000 que tinham usado rastreadores de sono vestíveis por 7 dias e 250.000 que tinham preenchido questionários de referência de sono. Isto lhes deu uma imagem mais granular, até a hora, de como as variantes nos genes influenciam quando dormimos e acordamos.

Na maior destas amostras, cerca de um terço dos sujeitos pesquisados se identificaram como “madrugadores”, 9% eram “noturnos” e o restante estava no meio. No geral, o ponto médio do sono era 3 da manhã, o que significa que eles foram para a cama às 23 horas e se levantaram às 6 horas da manhã.

Com estas informações em mãos, os pesquisadores voltaram-se para uma amostra diferente que incluía informações genéticas juntamente com registros médicos e de prescrições anônimas e pesquisas sobre diagnósticos de grandes desordens depressivas.

Usando novas técnicas estatísticas, eles perguntaram: 
Aqueles que têm variantes genéticas que os predispõem a serem os primeiros a se levantarem também têm menor risco de depressão?
A resposta é um firme sim.

Cada hora de sono precoce a meio do sono (a meio da hora de dormir e acordar) correspondia a um risco 23% menor de distúrbio depressivo grave.

Isto sugere que se:
  • alguém que normalmente vai para a cama à 1 da manhã for dormir à meia-noite e dormir a mesma duração, pode reduzir seu risco em 23%;
  • se for para a cama às 23 horas, pode reduzi-lo em cerca de 40%.
Não está claro no estudo se aqueles que já são madrugadores poderiam se beneficiar de se levantar ainda mais cedo. Mas para aqueles na faixa intermediária ou noturna, mudar para uma hora de dormir mais cedo provavelmente seria útil.

O que poderia explicar este efeito?

Algumas pesquisas sugerem que uma maior exposição à luz durante o dia, que os primeiros levantadores tendem a ter, resulta em uma cascata de impactos hormonais que podem influenciar o humor.

Outros observam que ter um relógio biológico, ou ritmo circadiano, que tende a ser diferente dos da maioria das pessoas pode, por si só, ser deprimente.

“Vivemos em uma sociedade que é projetada para as pessoas de manhã, e as pessoas à noite muitas vezes se sentem como se estivessem em constante desalinhamento com aquele relógio social”, disse Daghlas.

Ele enfatiza que um grande ensaio clínico aleatório é necessário para determinar definitivamente se ir para a cama cedo pode reduzir a depressão. 
“Mas este estudo muda definitivamente o peso das evidências para apoiar um efeito causal do tempo de sono sobre a depressão”.
Para aqueles que querem mudar para um horário de sono mais cedo, Vetter oferece este conselho:
“Mantenha seus dias brilhantes e suas noites escuras. Tome seu café da manhã no alpendre. Ande ou ande de bicicleta para o trabalho, se puder, e escureça esses aparelhos eletrônicos à noite.”

[Acesso ao artigo ##link##]

Fonte: ScienceDaily
Visto no Brasil Acadêmico

COMMENTS

BLOGGER

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,Abelha,3,Acessibilidade,24,Acessórios,2,Acidente,51,Acústica,16,Adestramento,5,Administração,40,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,9,África,6,Agência Bori,1,Agência Brasil,23,Agência FAPESP,4,Agência Fiocruz,5,Agência Porvir,1,Agência Senado,2,Agência USP,4,Agricultura,6,Agropecuária,4,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,6,Alemão,4,Alerta,2,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,3,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Análise de Texto,2,Anatomia,7,Android,3,Animação,51,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Armamento,1,Arqueologia,6,arquitetura,33,Arte,164,Astrobiologia,3,Astrofísica,3,Astronomia,28,Ativismo,30,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,15,Automóvel,21,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,6,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,167,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,33,Boato,6,Bomba,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,40,Brasília,16,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,47,Canadá,1,cardiologia,16,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,5,Cérebro,2,Charge,22,China,21,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,209,Cinema,67,Climatologia,1,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,2,Complemento de dois,1,Comportamento,262,Computação,83,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,139,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,140,Concurso,2,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,4,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,54,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Covid-19,94,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,4,Crime,48,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,7,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,15,Curiosidades,113,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,10,Davos,1,Debate,2,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,11,Dermatologia,7,Desastre Natural,14,Descoberta,2,Desenho instrucional,14,Desenvolvimento de jogos,11,Design,31,Design Instrucional,14,Destaque,8,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,180,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,29,Direito Militar,1,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,3,Direitos Humanos,37,Disney,6,Distrito Federal,4,Documentário,62,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,84,Economia,113,Editoração Eletrônica,1,Educação,388,Educação a Distância,177,Educação Corporativa,6,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,2,Eleições,26,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eleições 2020,2,Eletricidade,10,eletrônica,4,Em Operários,1,Embrapa,4,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,6,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,17,Energia Nuclear,11,Enfermagem,1,Engenharia,67,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,6,Engenharia de materiais,17,Engenharia de Software,5,Engenharia Genética,31,Engenharia Mecânica,2,Enretenimento,1,Ensino a Distância,11,Ensino Superior,5,Entomologia,7,Entretenimento,45,Entrevista,90,Entrevista.,1,Epidemiologia,69,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,67,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,42,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,38,estrutura de dados,1,Ética,26,EUA,17,Europa,2,Evento,44,Evolução,5,Exercícios físicos,2,Exobiologia,3,experiência,43,fábulas,3,Facebook,19,Família,1,Farmacologia,22,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,10,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finep,2,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,114,Física Quântica,4,Fisiologia,10,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fomento,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,7,Fotografia,45,Fotos em 360 graus,6,França,8,Francês,4,Frase,3,Fraude,5,Freeware,74,Futebol,39,Futurologia,91,gadget,87,gadgets,1,Gafe,2,Gamificação,7,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,42,Geofísica,1,Geografia,54,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,21,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,8,Gestão de Projetos,21,Gestão do conhecimento,7,Ginecologia,3,Glass,1,Google,79,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,15,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,2,Guerra,37,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,37,História,208,HIV,1,Hololens,2,homenagem,46,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,211,Humor Negro,9,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,55,IESB,2,IHC,8,ilo,29,ilusão,35,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,7,Imagine Cup,1,Império Romano,7,Imprensa,34,Impressora 3D,21,Imunologia,5,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,4,Índios,1,Infectologia,34,Infográfico,56,Informática,38,Inglaterra,4,Inglês,26,Inovação,190,Inspiração,1,Inteligência Artificial,123,intercâmbio,1,Interface,197,Interfaces Hápticas,22,Internacional,23,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,163,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Itália,2,Japão,5,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,15,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,71,José Saramago,1,Justiça,4,Ken Robinson,1,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,2,Lexicografia,5,Liderança,4,Life Hacking,20,línguas estrangeiras,3,Linguística,11,Literatura,57,Livro,67,Lógica,26,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,89,Mário Sérgio Conti,1,Marte,3,Mastologia,1,Matemática,80,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,542,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,113,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,75,mercosul,1,Mestrado,4,meteorologia,11,Metodologia Científica,52,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,16,Mídia Social,57,Militar,15,Mineralogia,1,Mistério,3,MIT,14,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,Moda,1,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,2,MSF,1,Mudança Climática,24,Mulher,4,Multimídia,14,museu,15,Música,88,MVC,1,Nanotecnologia,36,Nasa,17,Natação,2,Natal,17,Natureza,2,Negócios,29,Netflix,1,Neurociência,89,Neurologia,80,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,2,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,2,Nutrição,68,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,27,Obstetrícia,4,Oceanografia,7,odontologia,9,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,9,oncologia,49,ONU,9,Opinião,101,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,4,Ótica,8,Otorrinolaringologia,2,Oxfam,3,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,4,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Paulo Freire,1,Pedagogia,3,Pediatria,6,Pensamentos,3,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,237,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,29,Política,311,Portugal,7,português,19,Pós-graduação,2,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,7,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,22,produtividade,7,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,57,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,279,Psicologia Animal,25,Psiquiatria,15,Pública,13,publicidade,19,Publieditorial,5,PUC Minas,1,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,33,REA,2,realidade aumentada,45,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,3,Realidade Virtual,44,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,12,Referência,5,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,2,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,41,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,14,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,2,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,107,Roda Viva,49,Roma,6,roteiro,1,RSA,1,RTP,1,Rússia,2,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,591,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,23,Segurança,122,Segurança da Informação,63,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,35,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,18,Sociedade,5,Sociologia,54,Software,34,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,3,SOPA,2,Star Wars,1,Startup,2,Steve Cutts,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,64,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,582,Tecnologia da Informação,28,TED,437,TED-Ed,47,TedMed,2,TEDx,4,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,61,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Teoria dos Jogos,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,12,transporte,57,Tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,25,Tutorial,23,Twitter,8,Uber,5,UFC,1,UFG,1,UFMG,1,ufologia,5,UFRJ,3,UFSC,1,UNB,1,Unicamp,4,UNIFESP,1,universidade,6,Universidade Corporativa,1,Universidade da Califórnica,1,Universidade da Geórgia,1,Universidade da Pensilvânia,1,Universidade de Brasília,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Chicago,1,Universidade de Columbia,1,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Universidade de Rochester,1,Universidade de Washington,3,University College London,1,Urbanismo,26,Urologia,2,User Experience,1,USP,10,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,8,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,118,Vídeos,981,Vídeos 360,1,Violência,5,Vírus,18,Visão Computacional,10,Vôlei,1,Vulcanologia,7,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web,1,Web 2.0,29,Web Application,155,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,58,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Acordar mais cedo uma hora pode reduzir em 23% o risco de depressão grave
Acordar mais cedo uma hora pode reduzir em 23% o risco de depressão grave
https://1.bp.blogspot.com/-pATN7nY3yZ8/YLXiWtz0G8I/AAAAAAABHA0/nIysrjpgIAEzGlhKVbDj0yrjswlYsvuIwCLcBGAsYHQ/s320/depressaoMadrugador.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-pATN7nY3yZ8/YLXiWtz0G8I/AAAAAAABHA0/nIysrjpgIAEzGlhKVbDj0yrjswlYsvuIwCLcBGAsYHQ/s72-c/depressaoMadrugador.jpg
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2021/06/acordar-mais-cedo-uma-hora-pode-reduzir.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2021/06/acordar-mais-cedo-uma-hora-pode-reduzir.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO SEARCH TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April Mai June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content