Uma nova forma de curar o coração sem cirurgia

Comentar

No cruzamento entre invenção médica e cultura indígena, o pediatra e cardiologista Franz Freudenthal corrige buracos nos corações de criança...

No cruzamento entre invenção médica e cultura indígena, o pediatra e cardiologista Franz Freudenthal corrige buracos nos corações de crianças ao redor do mundo usando um dispositivo nascido nos tradicionais teares bolivianos. "Os problemas mais complexos da atualidade", diz ele, "podem ser resolvidos com técnicas muito simples, se formos capazes de sonhar".

Os problemas mais complexos da atualidade podem ser resolvidos com técnicas muito simples, se formos capazes de sonhar.



Quando era criança, descobri que criatividade era a chave para o sonho se tornar realidade. Aprendi isso com a minha avó, a doutora Ruth Tichauer, uma refugiada judia que decidiu morar no coração dos Andes. Foi assim que eu cresci: encorajado a ver além de qualquer limitação. Assim, parte da minha educação incluía ajudá-la em comunidades indígenas remotas. Eu valorizo aquelas lembranças, porque me ajudaram a entender como era a vida fora da cidade, uma vida cheia de possibilidades, sem barreiras como a língua ou a cultura.

Durante essas viagens, minha avó costumava recitar um poema do Kipling: "Algo escondido. Vá, e encontre. Vá e procure atrás das montanhas. Algo perdido atrás das montanhas. Perdido e esperando por você. Vá!"

Nos anos seguintes, tornei-me estudante de medicina. Uma em cada 100 crianças que nasce no mundo apresenta algum tipo de doença cardíaca. Há uma parte desse problema que eu consigo resolver, a parte em que passei minha vida trabalhando.

O problema começa durante a gravidez. O feto precisa sobreviver dentro da mãe. Sua sobrevivência depende da comunicação entre o sangue da circulação sistêmica e pulmonar. No momento do nascimento, essa comunicação precisa ser interrompida. Se ela não fechar, o bebê fica com um buraco no coração. Isso pode ocorrer em partos prematuros e se houver predisposição genética. Mas o que sabemos hoje, é que a falta de oxigênio é também uma das causas.

Como vocês podem ver no gráfico, a frequência de casos desse tipo aumenta drasticamente com a altitude.



Vídeo: (Bebê chorando)

Ao observarmos pacientes com essa condição, notamos que estão desesperados para respirar. Para fechar o orifício, era necessário fazer uma grande cirurgia.

Uma noite, eu e meu amigo estávamos acampando na região Amazônica. A única coisa que não queimava na fogueira era um galho de abacateiro. E aí veio um momento de inspiração. Usamos o galho como um molde para nossa primeira invenção. O buraco no coração dos bebês poderia ser fechado com isso. A bobina é um pedaço de arame enrolado sobre si mesmo. Pode não parecer tão sofisticado agora, mas esta foi nossa primeira tentativa bem-sucedida: criar um dispositivo para este grande problema. Neste vídeo, vemos como um catéter muito pequeno leva a bobina para o coração e fecha o orifício. Depois daquele momento de inspiração, veio um longo período de esforços para desenvolver um protótipo. Os estudos, in vitro e in vivo, consumiram milhares de horas no laboratório. Se tudo desse certo, a bobina poderia salvar vidas.

Eu voltei da Alemanha para a Bolívia, pensando que, aonde quer que fôssemos, tínhamos a oportunidade de fazer a diferença. Junto com minha esposa e companheira, a doutora Alexandra Heath, começamos a atender pacientes. E depois de ter sucesso no tratamento com a bobina, ficamos muito entusiasmados. Mas vivemos em um lugar que está a 3,6 mil metros de altitude. E... os pacientes precisavam de um dispositivo especial para curar o problema cardíaco. O buraco no coração desses pacientes é diferente, porque o orifício entre as artérias é maior. A maioria dos pacientes não são tratados a tempo e acabam morrendo. A primeira bobina teve sucesso em apenas metade dos pacientes na Bolívia. A pesquisa foi retomada. Foi preciso delinear um novo plano.

Depois de vários testes, e com a ajuda dos amigos indígenas da minha avó, nas montanhas, obtivemos um novo dispositivo. Por séculos, mulheres indígenas contam histórias, tecendo padrões complexos em teares, e uma habilidade inesperada foi importante para o nosso dispositivo. Nós adotamos esse método tradicional de tear e fizemos um modelo usando um material que grava seu formato anterior.

E parece que dessa vez, o entrelaçamento nos permitiu criar um dispositivo sem costuras, e que nunca enferruja, por ser feito apenas de uma peça. Ele consegue se transformar em estruturas muito complexas através de um procedimento que demorou décadas para ser desenvolvido.

Como vocês podem ver, o dispositivo entra no corpo através de canais naturais. Os médicos precisam apenas posicionar o catéter no buraco. O dispositivo se expande no local e fecha o buraco. Nós temos esse lindo sistema de condução que é muito simples de usar, pois faz todo o trabalho sozinho. Sem a necessidade de cirurgia aberta.

(Aplausos)

Como médicos lutamos contra doenças que precisam de muito tempo e esforço para se curarem. Esta é a criança mostrada anteriormente, depois do procedimento. Como vocês podem ver...

(Aplausos)

Como vocês podem ver, depois que o dispositivo foi colocado, o paciente está 100% curado. Do início ao fim, o procedimento levou apenas 30 minutos. Isso é muito gratificante, seja do ponto de vista médico ou humano. Estamos orgulhosos de que alguns dos nossos antigos pacientes são agora parte do nosso time, um time, graças a sua proximidade com pacientes que trabalham com a gente. Juntos, temos apenas uma ideia: as melhores soluções precisam ser as mais simples. Nós perdemos o medo de criar algo novo.

O caminho não é fácil. Vários obstáculos surgem a todo momento. Mas nós recebemos força dos nossos pacientes. A resiliência e coragem deles inspira a nossa criatividade. Nossa meta é garantir que nenhuma criança seja deixada para trás por falta de dinheiro ou oportunidade.

Precisamos criar uma fundação com um modelo um-para-um. Nós daremos um dispositivo de graça para garantir que todas as crianças sejam tratadas. Já estamos em vários países, mas precisamos estar em toda parte. Tudo isso começou com uma ideia impossível e irá continuar desta forma: "Nenhuma criança será deixada para trás".

(Espanhol) Muito obrigado.

(Aplausos)

Fonte: TED
[Visto no Brasil Acadêmico]

COMMENTS

BLOGGER

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,27,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,19,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,2,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,2,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,7,Android,3,Animação,47,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,151,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,25,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,14,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,251,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,3,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,47,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,46,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,9,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,174,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,107,Editoração Eletrônica,1,Educação,335,Educação a Distância,147,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,13,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,86,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,66,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,24,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,8,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,103,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,5,Freeware,68,Futebol,38,Futurologia,81,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,39,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,79,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,36,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,194,HIV,1,Hololens,2,homenagem,45,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,209,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,46,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,6,Imprensa,33,Impressora 3D,16,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,48,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,25,Inovação,180,Inspiração,1,Inteligência Artificial,98,intercâmbio,1,Interface,189,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,55,Livro,58,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,69,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,76,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,471,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,71,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,12,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,83,MVC,1,Nanotecnologia,33,Nasa,16,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,84,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,26,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,199,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,288,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,18,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,267,Psicologia Animal,24,Psiquiatria,13,Pública,12,publicidade,19,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,37,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,39,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,46,Roma,5,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,488,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,23,Segurança,117,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,29,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,61,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,540,Tecnologia da Informação,28,TED,390,TED-Ed,40,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,7,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,114,Vídeos,932,Vídeos 360,1,Violência,5,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,137,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Uma nova forma de curar o coração sem cirurgia
Uma nova forma de curar o coração sem cirurgia
https://2.bp.blogspot.com/-imjsXJyHIA0/V_iG3CIMHVI/AAAAAAAAn-A/VMsDZdwl8qEpSAkPE3PhQ7xlsJfvljYdQCPcB/s400/coracao.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-imjsXJyHIA0/V_iG3CIMHVI/AAAAAAAAn-A/VMsDZdwl8qEpSAkPE3PhQ7xlsJfvljYdQCPcB/s72-c/coracao.jpg
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2016/10/uma-nova-forma-de-curar-o-coracao-sem.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2016/10/uma-nova-forma-de-curar-o-coracao-sem.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy