Pedagogia Sistêmica

Comentar

A colunista voluntária Susana Martins fala sobre suas impressões da pedagogia e sua própria experiência como estudante.

A colunista voluntária Susana Martins fala sobre suas impressões da pedagogia e sua própria experiência como estudante.

Meu nome é Susana Martins, sou pedagoga e hoje tenho a convicção de que abracei a pedagogia como profissão para me entender como pessoa. Daí você pode até se perguntar por que não estudei psicologia já que é a ciência do comportamento, mas te respondo que durante boa parte da vida, minhas maiores dificuldades foram educacionais.

Apesar de ser filha de uma alfabetizadora de referência no município vizinho ao que morávamos, eu fui "reprovada" aos 5 anos de idade na alfabetização, mas minha mãe resolveu desconsiderar a avaliação da escola e eu prossegui no primeiro ano em outra escola. Nessa nova escola fiquei por mais 4 anos e era uma boa aluna, mas novamente ao entrar na 5ª série e trocar de escola mais uma vez fui reprovada e após repetir de ano novamente na 6ª série, fui novamente reprovada, troquei de escola mais uma vez.

Depois dessa última mudança de escola me tornei uma das melhores alunas da sala e assim foi até o ensino superior. Algumas vezes ainda ouvia familiares dizerem que eu não havia melhorado, mas que o ensino da nova escola era mais fraco do que da antiga escola. Lembro, hoje, mais de 30 anos depois de um dia que estava na aula de matemática da 5ª série, a professora falou para todos ouvirem:

“Seu avô paga sua escola e você não estuda, só conversa menina!”

Eu fiquei constrangida, sem graça, eu era a diferente da sala, pois a maioria ou todos os colegas da sala moravam com os pais e eu pelo que me lembre a única que morava com meus avós, filha de mãe solteira na década de 80 no interior da Bahia, era complicado.

E somente hoje, adulta, sinto que era julgada por não morar com meus pais, e que provavelmente não teria êxito nos estudos por falta deles em casa. Segundo minha mãe me contou já adulta que falaram para ela na escola que me reprovaram na alfabetização que minha dificuldade em se alfabetizar era possivelmente pela ausência de um lar com os pais. Porém, do mesmo jeito que tive a interferência de olhares preconceituosos também tive a intervenção de professores maravilhosos que sem julgarem foram capazes de se conectarem comigo e me levarem a caminhos de progresso na vida escolar e hoje consequentemente profissional. E foi a partir do entendimento desse meu passado que cheguei a pedagogia sistêmica a qual quero apresentar para vocês neste post como podemos interferir negativamente ou positivamente na vida das pessoas e que muitas vezes o que julgamos como certo é somente o nosso ponto de vista baseado no nosso próprio sistema familiar.

Pedagogia Sistêmica

Pedagogia sistêmica é um ramo da psicopedagogia com bases no trabalho do alemão filósofo, missionário e professor Bert Hellinger com as constelações familiares.

Bert Hellinger desenvolveu a terapia sistêmica devido a sua experiência com tribos na África do Sul. Dentre os fundamentos da sua terapia há leis que permeiam nas relações entre as pessoas partes de um mesmo sistema. São elas: pertencimento; hierarquia e equilíbrio.

Posteriormente Marianne Franke Gricksh desenvolveu pedagogia sistêmica com base nas constelações e estudo de Hellinger no qual se concebe os atores envolvidos no sistema escolar como parte dos seus sistemas familiares. Educadores que desenvolvem suas práticas pedagógicas sistêmicas têm mais sensibilidade e percepção ao olhar o educando na sua totalidade, respeitando sua história, crenças e principalmente respeitando seus pais e a educação que ele traz do lar.

Pedagogia sistêmica é ver além da escola, é enxergar os pais, os avós e toda a ancestralidade daqueles que estão no ambiente escolar. Porém diferente do que houve comigo na infância e adolescência em relação a alguns professores, o olhar deve ser livre de julgamentos, preconceitos e profecias. Cada família tem suas leis, suas regras, seus hábitos e nenhuma é melhor ou pior do que a outra, ter esse pensamento e agir considerando essa lei dará melhor fluência na dinâmica e relação entre professor e aluno, professor e pais, professor e diretor, diretor e aluno ou seja, nas relações estabelecidas dentro da escola.

Lei da Ordem ou Hierarquia

Segundo essa lei todos nós para mantermos em ordem o sistema do qual fazemos parte devemos respeitar a hierarquia de quem chegou primeiro naquele sistema ou seja, pai e mãe, filho mais velho, filho do meio e caçula. E na escola levamos o mesmo princípio para considerar quem chegou primeiro e tem maior respeito e honra perante os demais. O professor? Não! O aluno. Sim.

O discente é a essência da escola existir sem ele não haveria escola, portanto pensando que o aluno chega primeiro e os seus país são responsáveis por estes e são seus primeiros educadores, a ordem de respeito e hierarquia nesse sistema é devidamente dada aos pais, alunos e depois professores. Respeitar essa lei é fundamental para a harmonia do ambiente escolar. Muitas vezes essa ordem é desrespeitada ao desconsiderar um pai, mãe ou outro membro da família que seja principalmente mais velho do que aquela criança é excluir parte dela, negar a sua existência e importância naquela família.Todos tem o seu devido lugar na família e alguém excluído causa desordenamento, ferindo a lei do pertencimento.

Respeitar a hierarquia é olhar para seu aluno e ver o pai ou a mãe dele, mesmo que algum deles ou os dois não estejam presentes, mesmo que a família negue a sua existência por motivos que sejam socialmente aceitos, desde alguém que cumpre pena de prisão ou tenha ido morar em outra cidade e deixado os filhos com os avós, mas nunca será possível negar a sua existência por meio da vida daquela criança ou adolescente.

Lei do Pertencimento

O aluno quando chega na escola leva consigo toda sua bagagem familiar (genética ou não), suas crenças, sua história e seus valores. A escola deve trabalhar sempre considerando o aluno como parte do sistema ao qual ele pertence, então valorize as atividades que acolhem esse sistema familiar. As atividades pedagógicas devem ser significativas e contextualizadas a realidade na qual eles estão inseridos.

Valorize o bairro, as tradições culturais , familiares, religiosas e étnicas da criança. Desenvolva atividades nas quais eles se identifiquem e possam enxergar a si e a sua família como documentos de identidade, comprovantes de residência, mapas e árvore genealógica .

Toda pessoa é composta pelos DNAs do pai e da mãe e mesmo aqueles adotados, órfãos ou que por algum outro motivo não convivam com os pais biológicos mas trazem consigo a carga genética da história da sua família, sendo que esse passado deve ser honrado e valorizado como fonte do presente momento. É justamente nesse ponto aqui que vejo o quanto minha educação escolar negligenciou a presença dos meus pais que foram excluídos das minhas atividades escolares e inclusive foi expresso verbalmente por uma professora " seu avô paga sua escola". Sem julgar o fato, mas aquelas palavras me marcaram como criança que me senti sem pertencer aquele sistema familiar dos meus avôs e indigna de merecimento do pagamento da escola por meu avô.

Hoje estudado minha própria história identifico que a negação ao aprender e por consequência a reprovação foi um ato de repulsa a me manter naquela escola e não devido a dificuldades de aprendizagem como muitos julgavam. Eu me sentia diferente da maioria das crianças no ambiente escolar, pois até onde minhas memórias permitem lembrar eu era a única criada pelos avôs, de família evangélica numa escola católica, de família que não se destacava na sociedade do município, diferente de outros que eram filhos dos empresários, médicos, advogados e alguns professores da escola. Não me identificava em nada com a escola que estudava. Não era a escola para mim, era boa para muitos, servia para muitos, com um ensino de qualidade para quem tinha perfil para aquele tipo de ensino, mas para mim e com a família que tinha, que também não me entendia, era difícil acompanhar as atividades e aprender.

Lembro que uma vez tinha uma atividade na escola e eu pedi a mãe de uma colega para ser minha responsável. Minha matrícula do 7º ano foi realizada pelo marido de minha tia e já no 8º ano como ajudava o diretor, quase sendo uma professora, ele assinou como meu responsável, pois eu ajudei o dia inteiro na matrícula dos novos alunos preenchendo as fichas.

Você lembra como foi alfabetizada aos 5 ou 6 anos de idade? Eu lembro. O livro chamava "O Sonho de Talita" e sabe os motivos que me fazem lembrar? Talita era loira de cabelos lisos e eu negra de cabelos crespos queria ser loira de cabelos lisos. Por que será heim?! Um dia uma colega acabou um tubo de creme passando nos meus cabelos dizendo que ficariam lisos como os dela, eu provavelmente tinha uns 7 anos de idade.

Pensamentos fortes, igual as histórias de homens sequestrarem crianças para fazerem sabão no caminho da escola ( conto inventado para não falarmos com estranhos). Eu morria de medo de me separar da minha família, então a escola trazia a possibilidade de perder quem ainda me restava como meus avôs, tios e tias já que pai e mãe viviam distantes.

Pois bem, minha dificuldade de estudar não era bem dificuldade, não era questão cognitiva como podem perceber. Tenho mais uma grande memória, dessa vez tinha 4 anos e esqueceram de me buscar, lembro que fiquei no portão da escola olhando para a rua e ainda vi minha tia passar, gritei e gritei sendo que ela não me ouviu. Fui a última criança a voltar para casa naquele dia, já quase anoitecendo era somente eu e a auxiliar de limpeza na escola e 40 anos depois lembro daquele dia com toda nitidez como se fosse ontem.

Lei do equilíbrio entre dar e receber

Nessa lei é importante perceber e agir dentro do seu papel naquele sistema. Professor dar (ensina) e aluno recebe (aprende) os pais dão (educam) e os filhos recebem. Assumir o seu papel no sistema é agir de acordo com a função que você tem sem assumir a do outro, sem excluir o outro ou olhar para pai, mãe ou filhos que não fazem seu papel.

Muitas vezes professores terminam tendo comportamentos para suprir papeis maternos ou paternos ou até mesmo um coordenador, diretor ou orientador escolar. Esse tipo de relação por mais que seja pensada de forma a fazer bem para o educando pode ocasionar desequilíbrio nas relações e na vida do discente.

Escolhi o magistério desde criança, lembro que brincava de ser professora, fui uma criança que cresceu no meio de vizinhas professoras, tia professora, mãe professora, a escola era meu mundo, mas quando comecei a fazer parte dela meio que rejeitei, hoje me questiono e as vezes sinto como se a escola roubasse o tempo da minha mãe que poderia ser dedicado a mim. Queria tê-la perto, mas ela sempre estava na escola, suas alunas a admiravam e eu as invejava por terem mais tempo com minha mãe do que eu.

Com o passar do tempo dediquei também meu amor a profissão de ser professora, e percebi quando passei a ser professora que também dedicava muito tempo da minha vida ao trabalho, as crianças, querendo resolver problemas que não eram meus como professora.

Certa vez lembro que uma amiga professora na escola que eu trabalhava levou um aluno ao médico, pois ele estava com fungos na pele, ela chegou a comprar o remédio e foi na casa dela levar e explicar aos pais a posologia. Achei aquilo o máximo, tamanha a dedicação e compaixão que ela teve pelo aluno, sempre achei o magistério um ofício de amor, porém ao estudar sobre essa lei do dar e receber vejo que não cabe ao professor dar mais do que o ensinar, do exercício da educação formal. Inclusive Bert Helling tem estudos sobre as ordens da ajuda, para melhor nos orientar como e quando ajudar o outro.

Nos últimos anos muitos professores falam sobre a falta de educação doméstica da criança, que muitas vezes tem que ensinar pequenos hábitos que deveriam ser ensinados em casa, e nesse sentindo a lei do equilíbrio nos lembra que a partir do momento que dou mais do que recebo, a ajuda pode não resolver o problema e as coisas continuarem do mesmo jeito, pois tem alguém fora do papel de atuação, o que só torna cansativo e as vezes até apelativo.

Orientações

  • Considere o aluno como parte de toda a sua família;
  • Não julgue as atitudes dos pais, separe fatos de avaliações;
  • Tenha em mente que todo aluno tem pais, mesmo que more com avós , tios ou irmãos;
  • Conheça e trabalhe os aspectos culturais da comunidade na qual o aluno faz parte;
  • Realize exercícios que sejam contextualizados de acordo com a realidade da comunidade escolar; 
  • Estimule o autoconhecimento dos alunos, relacionar o que se sente as reações. Mostre que eles são os únicos responsáveis pelos sentimentos que se constroem.
  • Valorize todas as culturas, religiões , tradicionais familiares, traços étnicos e raciais, diversifique em apresentar personagens indígenas, negros, evangélicos, católicos, islâmicos nas atividades pedagógicas desenvolvidas;
  • Preze pelo amor, amor ao próximo e a si. Faça da sala de aula um espaço de amor e bem estar;
  • Cultive o respeito mutuo entre os colegas mesmo quando exercitar atividades competitivas;
  • Promova atividades que envolvam trocar experiências de vida em que cada um veja que somos diferentes e não melhores uns que os outros;
  • Exerça somente o papel de professor, coordenador ou diretor escolar, não ultrapasse sua função. Dizer ao pai ou a mãe o que deve fazer e como deve agir em casa é emitir julgamentos baseados nos seus valores e convicções;
  • Crie um ambiente agradável de competições saudáveis de pessoas percebidas como diferentes;
  • Proporcione a criança ou adolescente perceberem suas emoções, nomeando-as como sentimentos e como pretende reagir de forma benéfica.


Conclusão

Enfim, seja você na sua essência como educador e só ultrapasse as barreiras do amor . Por mais que a família queira te envolver nos problemas dela, por mais que tentem te colocar em funções até familiares, a ajuda será justamente quando você assumir somente o papel de professor.

Referências Bibliográficas

Vivendo a comunicação não-violenta. Rosenberg, Marshall. Rio de Janeiro. Sextante.2019
As constelações familiares em sua vida diária. Joy Manné. São Paulo. Cutrix. 2008.
Constelações familiares: o reconhecimento das ordens do amor. Bert Helliger, Gabriele Ten Hovel. São Paulo. Cutriz. 2007.
A pedagogia da Neurociência.Ensinando o cérebro e a mente.Oliveira , Gilberto Gonçalves de. 1 ed. Curitiba. Appris.2015.

[Visto no Brasil Acadêmico]

COMMENTS

BLOGGER

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,Abelha,3,Acessibilidade,21,Acessórios,2,Acidente,50,Acústica,16,Adestramento,5,Administração,29,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Bori,1,Agência Brasil,22,Agência FAPESP,2,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,3,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,3,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,7,Android,3,Animação,48,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,30,Arte,154,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,26,Ativismo,28,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,15,Automóvel,20,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,4,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,160,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,33,Boato,6,Bomba,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,37,Brasília,16,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,46,cardiologia,15,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,4,Cérebro,2,Charge,22,China,19,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,191,Cinema,63,Climatologia,1,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,258,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,138,Concurso,2,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,4,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,51,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Covid-19,45,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,48,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,11,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,10,Davos,1,Debate,2,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,Desenho instrucional,12,Desenvolvimento de jogos,9,Design,26,Design Instrucional,8,Destaque,32,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,178,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Militar,1,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,4,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,109,Editoração Eletrônica,1,Educação,352,Educação a Distância,156,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,3,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,17,Energia Nuclear,11,Engenharia,63,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,16,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,31,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,10,Ensino Superior,4,Entomologia,7,Entretenimento,45,Entrevista,90,Entrevista.,1,Epidemiologia,52,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,66,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,41,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,34,estrutura de dados,1,Ética,25,EUA,15,Europa,2,Evento,38,Evolução,5,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,43,fábulas,3,Facebook,17,Família,1,Farmacologia,14,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,7,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finep,2,Finlândia,1,Fintech,1,Firefox,1,Física,107,Física Quântica,4,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fomento,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,42,Fotos em 360 graus,6,França,7,Francês,2,Frase,3,Fraude,5,Freeware,71,Futebol,38,Futurologia,85,gadget,87,gadgets,1,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,39,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,5,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,79,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,36,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,198,HIV,1,Hololens,2,homenagem,46,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,211,Humor Negro,9,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,46,IESB,1,IHC,8,ilo,29,ilusão,35,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,7,Imagine Cup,1,Império Romano,6,Imprensa,34,Impressora 3D,20,Imunologia,3,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,25,Infográfico,53,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,25,Inovação,186,Inspiração,1,Inteligência Artificial,105,intercâmbio,1,Interface,192,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,163,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Itália,2,Japão,4,Java,2,Java.,2,jogos,10,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,70,José Saramago,1,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,56,Livro,63,Lógica,26,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,75,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,78,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,513,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,74,mercosul,1,Mestrado,3,meteorologia,11,Metodologia Científica,45,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,15,Mídia Social,56,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,13,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,Moda,1,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,2,MSF,1,Mudança Climática,21,Mulher,4,Multimídia,14,museu,12,Música,86,MVC,1,Nanotecnologia,35,Nasa,16,Natação,2,Natal,17,Natureza,2,Negócios,26,Netflix,1,Neurociência,86,Neurologia,78,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,2,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,64,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,27,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,49,ONU,8,Opinião,96,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,4,Ótica,8,Otorrinolaringologia,2,Oxfam,3,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,2,Pediatria,6,Pensamentos,3,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,208,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,29,Política,298,Portugal,6,português,19,Pós-graduação,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,7,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,18,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,271,Psicologia Animal,24,Psiquiatria,14,Pública,13,publicidade,19,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,40,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,11,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,40,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,5,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,2,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,100,Roda Viva,49,Roma,5,roteiro,1,RSA,1,RTP,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,543,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,23,Segurança,119,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,30,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Startup,2,Suécia,3,Sugestão de presentes,63,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,557,Tecnologia da Informação,28,TED,412,TED-Ed,45,TedMed,2,TEDx,2,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,60,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Teoria dos Jogos,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,Tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,22,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,UFSC,1,Unicamp,2,UNIFESP,1,universidade,6,Universidade Corporativa,1,Universidade da Califórnica,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Universidade de Rochester,1,Urbanismo,24,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,8,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,116,Vídeos,960,Vídeos 360,1,Violência,5,Vírus,18,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,140,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Pedagogia Sistêmica
Pedagogia Sistêmica
https://2.bp.blogspot.com/-czInNY3SXss/Xu6yauevN8I/AAAAAAABCw8/ApdPaErk2PYVQwLXvBiY_RbEZFqbgK2VQCLcBGAsYHQ/s1600/familia.png
https://2.bp.blogspot.com/-czInNY3SXss/Xu6yauevN8I/AAAAAAABCw8/ApdPaErk2PYVQwLXvBiY_RbEZFqbgK2VQCLcBGAsYHQ/s72-c/familia.png
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2020/06/pedagogia-sistemica.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2020/06/pedagogia-sistemica.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy