A controversa origem da enciclopédia

Comentar

E ncyclopédie, ou dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers foi uma das primeiras enciclopédias que já existiram, tendo si...

Encyclopédie, ou dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers foi uma das primeiras enciclopédias que já existiram, tendo sido publicada na França no século XVIII. Os últimos volumes foram publicados em 1772. Continha 70.000 verbetes e mais de 20 milhões de palavras. Foi banida por Luís XV e pelo Papa Clemente XIII. Addison Anderson reconta as origens daquela que é conhecida como a primeira enciclopédia.

Denis Diderot saiu de um calabouço perto de Paris, em 3 de novembro de 1749.

Clique     Retroceder    Avançar   Espaço /    /   F

Seus escritos já tinham sido queimados em público antes, mas, desta vez, ele havia sido preso sob ordens da realeza por causa de um ensaio sobre um filósofo que rejeitou Deus em seu leito de morte.

Para se ver livre, Denis prometeu nunca mais escrever tais coisas.

Então ele voltou a trabalhar em algo semelhante, só que muito pior, e muito maior.

Em 1745, o editor André le Breton havia contratado Diderot para adaptar a enciclopédia inglesa, ou um dicionário universal das artes e das ciências para assinantes franceses.

Já um escritor falido, Diderot sobreviveu traduzindo, dando aulas particulares, e escrevendo sermões para sacerdotes, e, certa vez, um romance pornográfico.

Le Breton o reuniu com o coeditor Jean le Rond d'Alembert, um gênio da matemática, encontrado na porta de uma igreja quando era bebê.

Dicionários técnicos, como a enciclopédia, não eram algo novo, mas ninguém havia tentado uma publicação que cobrisse todo o conhecimento, e foi o que eles fizeram.

Os dois homens reuniram as mentes mais brilhantes do Iluminismo francês para criar a primeira enciclopédia, ou dicionário racional das artes, ciências, e ofícios.

Incluindo todos os fatos e princípios essenciais, como se verificou, em mais de 70 mil entradas, 20 milhões de palavras em 35 volumes de texto e ilustrações criados ao longo de três décadas de pesquisa, escrita, discussão, clandestinidade, golpes traiçoeiros, infração à leis, e ordenação alfabética.

Para organizar o trabalho, Diderot adaptou "Classificação das Ciências", de Francis Bacon, num sistema de três partes, com base em abordagens da mente à realidade: memória, razão, e imaginação.

Ele também enfatizou a importância do comércio, da tecnologia, e ofícios, bisbilhotando lojas para estudar as ferramentas e técnicas de trabalhadores parisienses.

Para destacar alguns dos quase 150 filósofos colaboradores, Jean-Jacques Rousseau, amigo próximo de Diderot, escreveu grande parte da seção de música em três meses, e nunca foi pago por direitos autorais.

Sua entrada sobre economia política detém ideias que ele, mais tarde, continuaria a desenvolver em "O Contrato Social".

D'Alembert escreveu o famoso discurso preliminar, uma declaração essencial do Iluminismo francês, defendendo o raciocínio investigativo independente como o caminho para o progresso.

Louis de Jaucourt escreveu um quarto da enciclopédia, 18 mil artigos, 5 milhões de palavras, sem qualquer remuneração.

Louis passou 20 anos escrevendo um livro sobre anatomia, enviou-o para Amsterdã para ser publicado sem censura, e o navio afundou.

Voltaire contribuiu com entradas, entre elas, história, elegância, e fogo.

Entradas de Diderot, às vezes, exibem um ligeiro preconceito.

Em "autoridade política", desmantelou o direito divino dos reis.

Em "cidadão", argumentou que um Estado era mais forte sem uma grande disparidade de riqueza.

Nada surpreendente, vindo do sujeito que escreveu poesia sobre a humanidade estrangulando seus reis com as entranhas de um padre.

Assim, a obra-prima de Diderot não fez sucesso com o rei ou o sumo sacerdote.

Após a liberação dos dois primeiros volumes, Luís XV proibiu a coisa toda, mas manteve o seu exemplar.

Papa Clemente XIII ordenou que fosse queimada.

Era "perigosa", "repreensível," bem como "escrita em francês", e "no estilo muito sedutor".

Ele excomungou leitores e queria Diderot preso de imediato.

Mas Diderot agiu antes de ser preso, contrabandeando provas para publicação fora da França, e recebendo a ajuda de aliados no regime francês, incluindo a amante do rei, Madame de Pompadour, e Malesherbes, bibliotecário e censor real, que avisou Diderot sobre ataques iminentes, e até mesmo escondeu papéis de Diderot na casa de seu pai.

Ainda assim, ele enfrentou anos de dificuldades.

D'Alembert desistiu.

Rousseau rompeu sua amizade por causa de uma fala numa peça teatral.

Pior ainda, seu editor secretamente editou algumas provas para que parecessem menos radicais.

As páginas sem censura reapareceram na Rússia, em 1933, muito tempo depois de Diderot ter considerado o trabalho concluído e ter morrido durante o almoço.

A enciclopédia que ele deixou é muitas coisas: um alicerce do Iluminismo, um testamento à crise de autoridade da França, a prova de migração de opiniões populares do púlpito e bancos da igreja para café, salão de beleza, e imprensa.

Ela até traz receitas.

É também irreprimivelmente humana, como pode-se ver pela entrada de Diderot sobre uma planta chamada aguaxima.

Leia você mesmo, de preferência em voz alta, com sotaque francês.
  • [message]
    • AGUAXIMA
      • (Hist. nat. bot.), planta do Brasil e outras ilhas da América do Sul. Isso é tudo que nos foi dito a seu respeito e eu gostaria de saber a quem se destinam tais descrições. Não devem ser para os nativos do país em questão, os quais certamente sabem mais sobre a Aguaxima do que o aqui contido e que não precisam ser ensinados que ela cresce em seu país; seria o mesmo que dizer a um francês que a pereira é uma árvore que cresce na França, na Alemanha, etc. Para nós também não é, pois o que nos importa saber que há no Brasil uma árvore por nome Aguaxima, se nada mais sabemos a seu respeito a não ser o nome? E a quem serve um nome? Ele deixa o ignorante no mesmo estado em que se encontra e ao resto nada ensina. E, mesmo assim, se cito aqui esta planta, junto a tantas outras tão pobremente descritas, é em consideração a certos leitores que preferem encontrar algo sem valor ou até estúpido em um verbete de um dicionário do que nem o verbete encontrar.
Página 191 da primeira seção da Enciclopédia
com o verbete Aguaxima em destaque.

The Encyclopedia of Diderot & d´Alembert é um projeto colaborativo de tradução para o inglês além de permitir consultar a enciclopédia em ambos idiomas.

Fonte: TED Ed
[Visto no Brasil Acadêmico]

COMMENTS

BLOGGER

$show=mobile

Nome

#existepesquisanobrasil,1,A divulgar,2,Abelha,3,Acessibilidade,20,acessório,2,Acidente,48,Acidentes,2,Acústica,16,Adágios,1,Adestramento,5,Administração,26,adulto,1,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,8,África,6,Agência Brasil,18,Agência Fiocruz,1,Agência Porvir,1,Agência Senado,1,Agência USP,4,Agricultura,4,Agropecuária,2,AIDS,1,AirBNB,1,Alcoolismo,7,Alemanha,3,Alerta,1,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,1,Amazônia,4,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Anatomia,6,Android,3,Animação,46,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,8,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Arqueologia,5,arquitetura,29,Arte,149,Astrobiologia,2,Astrofísica,3,Astronomia,24,Ativismo,26,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,14,Automóvel,19,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,3,Bicicleta,1,Biografia,16,Biologia,157,Biologia Marinha,15,bioquímica,6,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,32,Boato,5,Bomba,1,borderô de desconto,1,Botânica,5,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,34,Brasília,14,BRIC,1,Browser,10,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Câmera lenta,1,Campanha,44,cardiologia,14,Carnaval,2,carreira,2,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,3,Cérebro,2,Charge,22,China,16,Cibercultura,2,Ciclovia,1,Cidadania,39,Ciência,183,Cinema,63,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,1,Complemento de dois,1,Comportamento,249,Computação,81,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,135,Computação Móvel,1,Comunicação e Marketing,131,Concurso,1,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,3,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,45,Copa do Mundo,27,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,3,Crime,46,Crime Digital,7,crise,11,crise econômica,8,crônica,5,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,9,Curiosidades,112,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dança,6,DAO,1,Darwin,9,Davos,1,Debate,1,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,10,Dermatologia,7,Desastre Natural,13,Descoberta,2,desconto duplicatas,1,Desenho instrucional,11,Desenvolvimento de jogos,8,Design,25,Design Instrucional,6,Destaque,25,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,3,diplomacia,3,Direito,173,Direito Eleitoral,1,Direito Internacional,28,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,1,Direitos Humanos,37,Disney,5,Distrito Federal,2,Documentário,60,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,81,Economia,106,Editoração Eletrônica,1,Educação,331,Educação a Distância,143,Educação Corporativa,4,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,1,Eleições,23,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eletricidade,9,eletrônica,3,Em Operários,1,Embrapa,1,empreendedorismo,6,enciclopédia,1,endocrinologia,5,Enem,3,Energia,14,Energia Alternativa,16,Energia Nuclear,11,Engenharia,62,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,4,Engenharia de materiais,13,Engenharia de Software,4,Engenharia Genética,30,Engenharia Mecânica,1,Enretenimento,1,Ensino a Distância,9,Ensino Superior,3,Entomologia,7,Entretenimento,41,Entrevista,83,Entrevista.,1,Epidemiologia,21,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,5,Escritório,1,Espaço,65,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,39,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,32,estrutura de dados,1,Ética,23,EUA,14,Europa,2,Evento,37,Evolução,4,Exercícios físicos,2,Exobiologia,2,experiência,42,fábulas,3,Facebook,17,Farmacologia,8,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,6,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,16,Filosofia,47,Finlândia,1,Firefox,1,Física,103,Física Quântica,3,Fisiologia,7,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,6,Fotografia,40,Fotos em 360 graus,6,França,6,Francês,2,frases,2,Fraude,4,Freeware,67,Futebol,38,Futurologia,78,gadget,88,Gafe,2,Gamificação,5,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,1,Genética,38,Geofísica,1,Geografia,52,Geologia,10,Geometria,6,geopolítica,20,Gerenciamento do Tempo,1,Geriatria,10,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,3,Gestão de Projetos,17,Gestão do conhecimento,6,Ginecologia,3,Glass,1,Google,78,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,13,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,1,Guerra,35,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,35,História,187,HIV,1,Hololens,2,homenagem,45,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,208,Humor Negro,8,IBGE,2,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,43,IHC,8,ilo,29,ilusão,34,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,6,Imagine Cup,1,Império Romano,5,Imprensa,33,Impressora 3D,16,Imunologia,2,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,3,Índios,1,Infectologia,16,Infográfico,47,Informática,38,Inglaterra,3,Inglês,22,Inovação,178,Inspiração,1,Inteligência Artificial,98,intercâmbio,1,Interface,188,Interfaces Hápticas,20,Internacional,22,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,160,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,6,Japão,2,Java,2,Java.,2,jogos,9,Jogos educativos,13,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,69,Justiça,4,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,1,Lexicografia,5,Liderança,3,Life Hacking,20,Linguística,9,Literatura,54,Livro,57,Lógica,25,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,68,Mário Sérgio Conti,1,Marte,2,Mastologia,1,Matemática,76,Matemática Financeira,1,maternidade,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,46,Medicina,470,Medicina Esportiva,1,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,104,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,68,mercosul,1,Mestrado,1,meteorologia,11,Metodologia Científica,44,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,14,Mídia Social,54,Militar,14,Mineralogia,1,Mistério,2,MIT,12,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,1,MSF,1,Mudança Climática,20,Mulher,4,Multimídia,14,museu,10,Música,82,MVC,1,Nanotecnologia,33,Nasa,15,Natação,2,Natal,17,Natureza,1,Negócios,25,Netflix,1,Neurociência,82,Neurologia,77,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,1,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,1,Nutrição,63,Obama,1,Obesidade,10,Observatório da Imprensa,26,Obstetrícia,3,Oceanografia,7,odontologia,7,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,7,oncologia,45,ONU,8,Opinião,92,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,3,Ótica,8,Otorrinolaringologia,1,Oxfam,2,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,3,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Pedagogia,1,Pediatria,6,Pensamentos,2,performance,2,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,198,Petição,1,Petrobrás,9,Petróleo,12,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,4,Poesia,28,Poítica,1,Politica,5,Política,287,Portugal,6,português,18,Pós-graduação,1,prazo médio,1,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,6,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,1,privacidade,17,produtividade,3,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,51,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,265,Psicologia Animal,23,Psiquiatria,13,Pública,12,publicidade,18,Publieditorial,4,Quadrinhos,10,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,32,REA,2,realidade aumentada,44,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,2,Realidade Virtual,37,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,10,Referência,2,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,1,Relacionamento,2,Relações Internacionais,40,Religião,39,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,4,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,1,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,robótica,97,Roda Viva,45,Roma,4,roteiro,1,RSA,1,Rússia,1,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,4,Saúde,484,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,21,Segurança,116,Segurança da Informação,60,Seleção Natural,2,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,28,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,14,Sociedade,4,Sociologia,52,Software,32,Software Livre,25,Sol,2,Sono,4,Sony,2,SOPA,2,Star Wars,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,61,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,taxa de juros efetiva,1,taxa de juros nominal,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,2,Tecnologia,538,Tecnologia da Informação,28,TED,389,TED-Ed,40,TedMed,2,TEDx,1,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,59,Televisão,43,Temas,1,Tempo,1,Tendências,10,Teologia,5,teoria das supercordas,1,Terremoto,7,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,11,transporte,55,tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,21,Tutorial,20,Twitter,8,Uber,4,UFC,1,UFG,1,ufologia,5,UFRJ,1,Unicamp,1,UNIFESP,1,universidade,5,Universidade Corporativa,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Michigan,1,Urbanismo,23,Urologia,1,User Experience,1,USP,6,Utilidade Pública,3,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,7,Ventriloquismo,3,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,17,Vida Selvagem,10,Videogame,114,Vídeos,928,Vídeos 360,1,Violência,4,Vírus,2,Visão Computacional,9,Vôlei,1,Vulcanologia,6,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web 2.0,29,Web Application,134,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,11,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,1,YouTube,6,Zika,1,Zoologia,56,
ltr
item
Brasil Acadêmico: A controversa origem da enciclopédia
A controversa origem da enciclopédia
https://1.bp.blogspot.com/-wvSgEyabB0g/VzFdknps1QI/AAAAAAAAlW0/u0_g0uNhqzARqT4IxMCTuE8lqXBJArcCACLcB/s1600/enc.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-wvSgEyabB0g/VzFdknps1QI/AAAAAAAAlW0/u0_g0uNhqzARqT4IxMCTuE8lqXBJArcCACLcB/s72-c/enc.jpg
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2016/05/a-controversa-origem-da-enciclopedia.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2016/05/a-controversa-origem-da-enciclopedia.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhumpost encontrado VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas POSTS Ver Todos Recomendado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS POSTS Não encontrado nehum post de acordo com o seu critério Voltar para Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agorinha 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy