Blog Brasil Acadêmico

Prédio de 30 andares construído em 15 dias

O vídeo a seguir é um exemplo do estágio tecnológico em que se encontra a construção civil e ilustra o ritmo alucinante de crescimento que a China experimenta acentuadamente desde os anos 1990.
Um verdadeiro Lego gigante.

A construtora chinesa Broad Sustainable Building (www.broad.com) conseguiu erguer em apenas 360 horas (15 dias) um hotel pré-fabricado de 30 andares. Embora já tenha construído outro edifício, o New Ark Hotel, de 15 andares, em apenas seis dias, o novo edifício, por ter o dobro de andares, impressiona mais.





Consegue imaginar o susto? Você viaja por uma semana e quando volta para casa tem um prédio de 15 andares tapando sua visão do horizonte. Mas eles foram ainda mais além.


Em cerca de duas semanas (15 dias) eles erigiram um hotel de luxo (cinco-estrelas) chamado T30 com 358 quartos distribuídos em seus trinta andares. Para se ter uma ideia, no Brasil, esse mesmo tempo só daria para erguer 1/2 (meio) andar.


Modelo testado contra terremotos.
O edifício, construído junto ao Lago Dongting, um dos maiores da China, na província de Hunan, foi terminado em 31 de dezembro de 2011 e sua construção foi apresentada no vídeo a seguir que mostra, em câmera rápida, todo processo do primeiro ao último dia.
O hotel foi  apresentado como um avanço ambiental, já que sua construção emprega menos materiais nocivos para a natureza (como cimento e concreto) e gera menos resíduos.
Alguns especialistas asseguraram que o novo hotel representa um marco que pode mudar o setor mundial da construção a longo prazo.
E a segurança? Com os recentes desabamentos de edificações no Rio essa é uma questão bem viva na mente dos que assistiram a tragédia. Segundos os construtores do T30, o desenho do prédio foi testado pela China Academy of Building Research e  é capaz de suportar terremotos de até 9 graus de magnitude.


Primeiro os japoneses nos deram mostras de rapidez na recuperação da infraestrutura do país. Agora vemos outro exemplo de eficiência da construção civil oriental.




Foram 333 blocos pré-moldados, de 60 m2 cada, foram montados em um galpão e levaram quatro meses para serem concluídos. Foram instalados neles o piso e todo o sistema hidráulico, elétrico e de refrigeração do prédio.


O trabalho de logística também impressiona já que todos os blocos foram transportados por caminhão até o canteiro de obras e erguido por guindastes, como pecinhas de Lego. A montagem da estrutura foi feita sem interrupções durantes 360 horas com três turnos de operários se revesando.


No Brasil, em quinze dias, o prédio nem teria saído do papel. O que atrapalha a construção civil brasileira são a falta de planejamento e os empecilhos da parte burocrática.
Jaime Lerner. Arquiteto, urbanista e ex-governador do Paraná.


Se esse for mesmo uma mudança de paradigma na construção de edfícios, não será imprevisível que comecemos a importar prédios pré-fabricados na China (com possíveis perdas de empregos por aqui). 


Dá para imaginar blocos pré-moldados cruzando oceanos e ainda fazendo com que a rápida entrada em operação do empreendimento construído compense os custos.


Números da construção do T30:
  • Em média, a cada 12 horas era finalizado um andar.
  • 200 operários se revesavam em turnos de 8 horas.
  • Quatro meses montando os 333 blocos pré-moldados de 60 m2.
  • Pode resistir a terremotos de 9 pontos na escala Richter.
  • Produziu apenas 0,5% do entulho produzido pelos métodos tradicionais.
  • Consumiu 1620t (toneladas)  de cimento (um prédio de mesmo porte consome cerca de 12000t).
  • Estima-se que o prédio terá vida útil de 600 anos.
  • Possui mais de 30 tipos de mecanismos para economizar energia. Ex.: Isolamento térmico para refletir a luz solar, economizando ar condicionado; lâmpadas de LED. Entre outros.
[Via BBA]
2 Comments
Disqus
Fb Comments