$hide=/p/valores.html

WikiLeaks: o site que desafiou o Império

Indicar:

Você sempre quis saber a verdade? Aquilo que jamais é dito em público por nenhum jornal? Pois nesse momento todo mundo pode espiar pelo bura...

Você sempre quis saber a verdade? Aquilo que jamais é dito em público por nenhum jornal? Pois nesse momento todo mundo pode espiar pelo buraco da fechadura da diplomacia mundial e ter acesso a informações secretas que nem os espiões da ficção jamais ousaram imaginar.





Há uma expressão muito usada entre os maçons para indicar aquele indivíduo que revela os segredos da maçonaria. Eles chamam o acusado do vazamento de "goteira".

Então, imagine um site colaborativo de informações compartilhadas, como é a onisciente Wikipedia, que tivesse as suas informações alimentadas por "goteiras".

Essa seria uma descrição bem próxima da finalidade do site WikiLeaks (goteira é a tradução do termo inglês "leak").

Mas engana-se quem imagina que o site seja formado apenas por hackers adolescentes pichadores de páginas sem nenhuma orientação política ou ideológica.

O próprio WikiLeaks informa ser uma organização fundada por dissidentes chineses, jornalistas, matemáticos e tecnólogos dos Estados Unidos, Taiwan, Europa, Austrália e África do Sul. Seu diretor é o australiano Julian Assange, jornalista e ciberativista e é atualmente administrado pelo The Sunshine News.

O WikiLeaks recebeu vários prêmios para novas mídias, incluindo o New Media Award 2008 da revista The Economist. Em junho de 2009, a WikiLeaks e Julian Assange ganharam o Media Award 2009 (categoria "New Media") da Anistia Internacional, pela publicação de Kenya: The Cry of Blood - Extra Judicial Killings and Disappearances, em 2008. Um relatório da Comissão Nacional Queniana de Direitos Humanos sobre a política de extermínio no Quênia.



O vídeo (Collateral Murder) é uma das mais notáveis publicações do site e foi ao ar em abril de 2010. O site publicou um vídeo mostrando um helicóptero Apache dos EUA, no contexto da ocupação do Iraque, matando pelo menos 12 pessoas, dentre as quais, dois jornalistas da agência de notícias Reuters (Namir Noor-Elden e seu motorista, Saeed Chmagh) durante um ataque a Bagdá, em 2007.

Em outubro, o WikiLeaks divulgou mais 400.000 relatórios sobre incidentes, apresentados como "o vazamento mais importante de documentos militares confidenciais da história".



O WikiLeaks, desde domingo (28), começou a divulgar cerca de 250.000 documentos secretos, relativos ao conteúdo de correspondências entre diplomatas americanos e embaixadas no mundo todo, e desde então, conforme divulgado no próprio site, vem sendo alvo de ataque de hackers.

São 251.288 documentos enviados por 274 embaixadas. Destes, 145.451 tratam de política externa, 122.896, de assuntos internos dos governos, 55.211, de direitos humanos, 49.044, de condições econômicas, 28.801, de terrorismo e 6.532, do Conselho de Segurança da ONU.

O Pentágono suspeita que o analista de inteligência Bradley Manning, 22 anos, seja o responsável pelos vazamentos.

Nesta terça (30), o site, vítima de um ataque de hackers, saiu do ar por várias horas. Além disso, o governo chinês tentou censurar as partes do site que fossem relacionadas à China.



A quantidade de informações é enorme e deixa os EUA constrangidos frente a seus aliados e seus inimigos tradicionais. A seguir uma amostra do que a imprensa publicou.

Brasil


O Brasil sabia da "presença" das Farc na Venezuela mas não podia ser admitido publicamente para que o papel de mediador do Brasil fosse preservado. Além disso, o Brasil considerava a Colômbia como a "principal fonte de instabilidade" na região.

Falando de temas de segurança regional, Jobim reconheceu na prática a presença da guerrilha das Farc na Venezuela e ofereceu sugestões para criar confiança na fronteira entre Colômbia e Equador. Perguntado sobre a presença das Farc na Venezuela, disse que se reconhecesse sua presença poderia arruinar a capacidade do Brasil como país mediador.(...) Apesar da tendência do Governo do Brasil de culpar a Colômbia pelas tensões atuais, seus esforços por manter a paz são sinceros e deveriam ser apoiados.
Trecho de documento de novembro de 2009 da embaixada dos EUA em Brasília, que mostram conversas de uma funcionária americana, Lisa Kibuske, com o ministro da Defesa, Nelson Jobim.


O Ministério das Relações Exteriores é apontado como antiamericano, já Jobim é visto como interlocutor "confiável".

Em outro documento, o rei do Bahrein afirmou há um ano que o caça francês Rafale, que a França quer vender ao Brasil, tem "tecnologia ultrapassada".

"O rei Hamad bin Issa al Khalifa pediu apoio ao general Petraeus (então comandante do exército americano encarregado do Oriente Médio) para que fabricantes de aeronaves dos EUA participassem do Salão Aeronáutico do Bahrein, previsto para janeiro de 2010", segundo a carta escrita pela embaixada dos EUA em Manama.

"Disse que a França estava dando o seu total apoio a que o Rafale estivesse lá, mas concordou com Petraeus que o caça francês era de tecnologia ultrapassada".

Os documentos que tratam do Brasil são, em sua maioria, análises feitas pela Biblioteca do Congresso americano em caráter reservado para os legisladores e, segundo analistas, teria "um peso muito grande" na tomada de decisão dos congressistas de lá.

Um dos documentos, de 1998, apontava o Brasil e a Argentina como países "dominantes" do Mercosul. Porém, em textos mais recentes, o Brasil já aparece como "única potência" da América Latina e "líder entre países em desenvolvimento".

Um relatório afirma que fortalecer os laços regionais, como o Mercosul e a Unasul (União das Nações Sul-Americanas), e com países da África e da Ásia foi uma opção do governo brasileiro apesar de "provavelmente ser mais benéfico ao próprio interesse econômico do Brasil no longo prazo" se aproximar da União Europeia e dos EUA.

Outro documento afirma que o Brasil teria prendido supostos financiadores do terrorismo mas que teria ocultado a causa da prisão para não chamar a atenção da mídia e de outras autoridades.

...vários indivíduos engajados em supostas atividades de financiamento do terrorismo, mas basearam sua detenção em acusações diferentes para "não chamar a atenção da mídia e dos altos representantes governamentais.
Trecho do documento secreto


Atualização (05/12/2010):

EUA tentaram usar Saito e Jobim para venda dos caças Super Hornet

A disputa pela venda de 36 caças para as Forças Aéreas Brasileiras foi palco de grande atuação da representação americana no Brasil. Documentos obtidos pelo WikiLeaks revelam que a embaixada procurou o ministro da Defesa, Nelson Jobim e o comandante da FAB Brigadeiro Juniti Saito para influenciar na decisão. Ao mesmo tempo, instava o governo americano a se mexer, assim como o francês estava fazendo.



A menos de um mês do final do governo Lula, a compra dos caças continua sem definição e deve ser decidida pela presidente eleita Dilma Rousseff. Nesta semana, ela retoma a discussão em reunião com o ministro Jobim.

Antonio Patriota, anunciado como futuro ministro das Relações Exteriores durante o próximo governo, também foi alvo de lobby sobre os caças. Durante uma reunião de uma hora no dia 4 de fevereiro, o embaixador americano Thomas A. Shannon ouviu que a decisão de liberar toda a tecnologia necessária ao Brasil refletia uma mudança de paradigma para os EUA e ouviu que a decisão ainda não estava tomada.

Mas ouviu mais. Segundo o relato de Shannon, Patriota comentou ainda a situação do Irã, que na época sofria pressões contra mais uma rodada de sanções contra seu programa nuclear. Teria dito que o Brasil quer "evitar uma repetição do Iraque", e que se havia uma saída diplomática, ela deveria ser adotada. “A desconfiança é grande (sobre o Irã). Nós nunca sabemos o quão sinceros, mas vamos continuar tentando”, concluiu. O embaixador recomendou ao governo brasileiro que se movimentasse com cautela em relação ao Irã.

Argentina


O Departamento de Estado americano, chefiado por Hilary Clinton, pediu informações à embaixada dos EUA em Buenos Aires sobre a saúde mental da presidente Cristina Kirchner.


Cristina Kirchner


Depois, documentos revelaram comentário feitos pelos chefes de Gabinete dos Kirchner, Alberto Fernández (2003-2008) e Sergio Massa (2008-2009).

Neles, Massa revelou que teve de lidar com uma governante "submetida" a seu marido e diz que "a presidente trabalharia muito melhor sem Néstor (falecido em 27 de outubro de 2010) do que com ele" (Alguém mais lembrou da Weslian Roriz?)

Em uma correspondência anterior, um diplomata americano disse:

Massa nos afirma que CFK (Cristina Fernández de Kirchner) remete quase todos os assuntos a seu marido e que, na prática, só obedece ordens.
Trecho de correspondência enviada por diplomata americano


Os diplomatas transmitiram a Washington o que políticos argentinos lhes foram contando dos Kirchner durante jantares e encontros privados.

Em um desses jantares, Massa disse que os Kirchner não tinham a menor chance de vencer as eleições de 2011 e chegou a chamar Néstor Kirchner de "psicopata".

Segundo a atual embaixadora americana, Vilma Martínez, em um dos telegramas vazados, foi tal a dureza de suas palavras que a esposa de Massa, Malena Galmarini, fez sinal para que ele se calasse.

Em outra correspondência cita as opiniões do ex-assessor presidencial Alberto Fernández, quem, mais discreto, afirma que Néstor Kirchner tem "melhor reputação de competência que sua esposa", mas diz que "não poderá ganhar as eleições de 2011".

Fernández teme que "CFK governe mais progressivamente à esquerda, que é o único setor que lhe permanece fiel". No entanto, o próprio Fernández considera que "a esquerda por si própria não é capaz de levar ninguém à Presidência neste país".

Estados Unidos



De acordo com a BBC, documentos indicariam que os EUA ordenaram a espionagem de vários altos funcionários da ONU, dentre os quais o seu secretário-geral, Ban Ki-moon.

Em julho, 91 mil documentos foram divulgados sobre a Guerra no Afeganistão, um dos maiores vazamentos da história militar americana. Os arquivos, que vão de janeiro 2004 a dezembro de 2009, mostram ainda que o Taleban está mais forte do que no início do conflito, em 2001, e que centenas de mortes de civis deixaram de ser relatadas oficialmente.

Veja algumas revelações dos documentos:

PERSEGUIÇÃO

Existência de destacamento militar especial cuja função é capturar ou matar insurgentes, sem direito a julgamento

PAQUISTÃO

Fortes suspeitas de que o serviço secreto paquistanês mantém encontros com insurgentes afegãos para ajudá-los na luta anti-EUA

AVIÕES

Uso cada vez mais frequente dos chamados drones (aviões não tripuladas), embora os resultados sejam piores que o divulgado. Há casos de drones que caíram e que se chocaram

CIA

Expansão das atividades da inteligência, líder em planos de emboscadas, ataques aéreos e incursões noturnas

Diplomatas americanos barganharam com outros países para ajudar a esvaziar a prisão de Guantánamo, realocando detentos. Por exemplo, foi pedido que a Eslovénia aceitasse um prisioneiro se quisesse agendar um encontro com o presidente Barack Obama. A República de Kiribati recebeu oferta de incentivos valendo milhões de dólares para aceitar detentos muçulmanos chineses. Em outro caso, aceitar mais presos foi descrito como "uma forma de baixo custo para a Bélgica alcançar proeminência na Europa".

Inglaterra


O irmão do príncipe Charles, príncipe Andrew, conforme publicou o jornal "The Guardian" segundo documentos vazados, criticou a França, investigadores anticorrupção britânicos e jornalistas do próprio "The Guardian".

De acordo com conteúdo de uma correspondência diplomática de Tatiana Gfoeller, embaixadora americana no Quirguistão, Andrew, na qualidade de enviado especial do Reino Unido, "se queixou dos investigadores anticorrupção britânicos, que tinham cometido a imbecilidade de quase afundar o acordo denominado Al-Yamama com a Arábia Saudita".

Segundo ela, o príncipe "se referia a uma investigação, posteriormente encerrada, sobre os supostos subornos que um membro da casa real saudita tinha recebido em troca de um lucrativo contrato com a BAE Systems para fornecimento de equipamentos e treinamento das forças de segurança sauditas".

Alemanha


Um documento considerou Angela Merkel "contrária à tomada de riscos e raramente criativa". Já seu ministro da pasta das Relações Exteriores, Guido Westerwelle, teria uma "personalidade exuberante", mas pouco conhecimento de política externa.

Autoridades americanas advertiram a Alemanha em 2007 para não prendessem agentes da CIA envolvidos em uma fracassada operação em que um alemão inocente com o mesmo nome de um suspeito foi erroneamente sequestrado por meses no Afeganistão. Um alto diplomata americano disse que "a intenção é que o governo alemão pese cuidadosamente cada passo com as implicações no relacionamento com os EUA".

Atualização (06/12/2007):
O chefe de gabinete do ministro alemão dos Negócios Estrangeiros demitiu-se por causa das revelações da WikiLeaks – a primeira demissão causada pelo “cablegate”.

Revelações de que diplomatas norte-americanos foram informados da evolução das conversações para a formação de uma coligação entre o FDP (liberais) de Guido Westerwelle, o ministro dos Negócios Estrangeiros, e a CDU (União Democrata-Cristã) da chanceler, Angela Merkel, por uma fonte dos liberais, provocou enorme polêmica.

Depois de negar a existência de um informante, o FDP levou a cabo um inquérito interno para perceber quem seria o “Garganta Profunda”. Helmut Metzner, 42 anos, acabou por confessar que tinha sido ele a fonte de informação. Segundo o FDP, Metzner "desistiu do seu papel no gabinete do ministro Westerwelle".

Nos telegramas da WikiLeaks, Westerwelle era descrito como tendo poucos conhecimentos de questões internacionais complexas, uma figura exuberante e pouco previsível.

França


De acordo com o 'Le Monde', um dos cinco periódicos que tiveram acesso aos documentos antecipadamente, o presidente francês Nicolas Sarkozy, por exemplo, foi descrito como "delicado" e "autoritário",
Segundo um diplomata francês, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, estaria 'louco' e transformando o seu país em 'outro Zimbábue'.

Itália


Um importante diplomata descreve Berlusconi como "irresponsável, vão e pouco eficaz como líder europeu moderno". Em outro documento, o premiê italiano é descrito como "frágil física e politicamente", que não descansa apropriadamente por causa das festas que promove até altas horas da madrugada.

Diplomatas americanos em Roma comunicaram em 2009 o que suas fontes italianas descrevem como uma estreita ligação entre Sílvio Berlusconi e o premiê russo Vladmir V. Putin incluindo generosos presentes e lucrativos contratos de energia por uma intermediação sombria.

China


Segundo documentos do WikiLeaks, a China contrata hackers desde 2002. O Politburo, segundo organismo mais importante do governo da China, comandou a invasão dos sistemas de computador do Google no país, como parte de uma campanha de sabotagem a computadores, realizada por funcionários do governo, especialistas particulares e criminosos da internet contratados pelo governo chinês. Eles também invadiram computadores do governo americano e de aliados ocidentais, do Dalai Lama e de empresas americanas.

Além disso, estaria preparada para abandonar a Coreia do Norte e aceitar a reunificação das duas Coreias.

Rússia


O promotor espanhol José "Pepe" Grinda Gonzáles, em mensagem enviada a Washington, afirma que Rússia, Bielo Rússia e Tchechênia haviam se tornado "estados mafiosos", onde não há como diferenciar as atividades do governo e do crime organizado.

Afeganistão


O irmão do presidente Hamid Karzai é descrito como "amplamente conhecido como corrupto e traficante de drogas".

Paquistão


Os EUA lideraram por anos uma missão secreta para retirar urânio enriquecido do Paquistão.

Líbia


Muammar Kadafi tem medo de voar sobre as águas e nunca viaja sem sua enfermeira "voluptuosa e loira".

Arábia Saudita


O seu rei, Abdullah, repetidamente pediu aos EUA para atacar o Irã e destruir seu programa nuclear, além de, segundo registros, ter aconselhado Washington a 'cortar a cabeça da cobra' enquanto ainda havia tempo.

Segundo um telegrama ao Departamento de Estado em dezembro do ano passado, doadores sauditas continuam sendo os principais financiadores de grupos militantes sunitas, como a Al Qaeda.

Iêmen


O presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, mente ao seus compatriotas ao dizer que os ataques americanos a Al-Qaeda são feitos por seu país. "Vamos continuar dizendo que as bombas são nossas, e não de vocês...", teria dito em uma reunião com o general americano David Petraus.

Irã


O Irã obteve mísseis da Coreia do Norte, capazes de atingir o leste europeu, e os EUA estavam preocupados de que o Irã estaria usando esses foguetes como 'peças de montagem' para construir mísseis de mais longo alcance. Os mísseis avançados são muito mais poderosos do que qualquer equipamento que os EUA tenham reconhecido existir no Irã.

México


De acordo com um documento da embaixada americana no México vazado pelo Wikileaks e publicado no jornal espanhol "El País": Em outubro de 2009, a embaixada informou sobre um encontro entre Dennis Blair, então diretor Nacional de Inteligência dos EUA, e o presidente mexicano Felipe Calderón, no qual este "enfatizou que Hugo Chávez está ativo em toda parte, incluindo o México".

Os Estados Unidos têm de estar prontos para comprometer o próximo presidente do Brasil.
indica a mensagem do embaixador americano Carlos Pascual


O Brasil é "vital para conter Chávez", disse Calderón, lamentando que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha sido reticente em fazê-lo. "Os Estados Unidos precisam comprometer mais o Brasil e influenciar sua perspectiva", acrescenta a comunicação que relata a reunião.

O México está tentando isolar a Venezuela através do Grupo do Rio.
Presidente Calderón a um funcionário americano


A comunicação relata que Calderón se mostrou especialmente preocupado com as relações da Venezuela com o Irã e com sua crescente influência na América Latina.

"Há um vínculo entre Irã, Venezuela, drogas, traficantes de drogas e assuntos relativos ao estado de direito", conclui o texto enviado a Washington.

Calderón disse acreditar que Chávez tenha financiado em 2006 a campanha presidencial do esquerdista Andrés Manuel López, que perdeu as eleições mexicanas para ele por 0,05% dos votos.

Bolívia


Exemplo de um documento publicado na íntegra (tradução), onde Jobim afirma que presidente da Bolívia possui tumor no nariz:

C O N F I D E N C I A L BRASÍLIA 000093 SIPDIS STATE FOR WHA/BSC, WHA/AND, INR E.O. 12958: DECL: 01/22/2019 TAGS: PREL, PINR, BO, BR ASSUNTO: BRASILEIRO LULA OFERECE TRATAMENTO DE TUMOR A MORALES, DA BOLÍVIA

Classificado por: Embaixador Clifford M. Sobel, Razões 1.4 (b) e (d) 1. (C) Em uma conversa com o embaixador Sobel após a reunião de 15 de janeiro de 2009 em La Paz entre o presidente brasileiro Lula e o presidente boliviano Morales, o ministro da Defesa brasileiro Nelson Jobim (proteger) confirmou um boato anterior segundo o qual Morales estaria sofrendo de um tumor grave do nariz. Jobim disse ao embaixador que Lula convidou Morales a fazer exames e tratamento em um hospital de São Paulo. Embora tenha sido divulgado publicamente que Morales precisa de cirurgia para 'sinusite aguda' e otites e dores de cabeça relacionadas a esta, segundo Jobim seus problemas são causados de fato por um tumor grave, e a cirurgia será uma tentativa de remover o tumor. Mas o tratamento foi adiado para depois do referendo constitucional programado para 25 de janeiro. Jobim, que esteve presente ao encontro entre Lula e Morales, comentou que o tumor talvez explique por que Morales pareceu desconcentrado e não estava como costuma ser nesse encontro e em outras reuniões recentes. SOBEL


Honduras



Atualização:

O chanceler Celso Amorim disse nesta sexta-feira (04/12/2010) que o telegrama em que o embaixador americano em Honduras, Hugo Llorens, afirma não ter dúvidas de que houve um golpe "ilegal e inconstitucional" no país mostra que o Brasil estava certo no episódio.

Fomos criticados aqui por muitos e o embaixador americano reconhece que aquilo ali foi um golpe, que contrariava a democracia nas Américas.
Celso Amorim. Ministro das Relações Exteriores


O telegrama, vazado pelo site WikiLeaks, foi enviado a Washington em 23 de julho de 2009, quase um mês depois da deposição do presidente Manuel Zelaya.

Paraguai


Os EUA pediram, em março de 2008, um mês antes da última eleição presidencial paraguaia, informações detalhadas sobre os candidatos.
Dados biométricos, incluindo impressões digitais, imagens faciais e dados para reconhecimento da íris, e DNA.
Informações que os EUA teriam tentado obter dos candidatos à presidente do Paraguai


Uma mensagem da secretaria de Estado dos EUA à embaixada americana em Assunção relata a preocupação do governo americano com a suposta presença de grupos como Al Qaeda, Hizbollah e Hamas na tríplice fronteira, entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Venezuela


Documento mostrou que a diplomacia americana trabalhou para isolar o presidente venezuelano, Hugo Chavez.

A coisa não anda bem para o diretor do WikiLeaks, Julian Assange, que teve uma ordem de prisão emitida pela Interpol para sua captura. Ele é acusado de estupro e agressão sexual à duas mulheres. Assange nega e diz que isso não passa de uma campanha para desmoralizar o site.

Os serviços secretos americanos estão desde já muito satisfeitos.
Julian Assange


O WikiLeaks promete mais documentos bombásticos no início de 2011. Desta vez sobre um banco americano.

Atualização:
O WikiLeaks já está espelhado em mais de 355 sites
. Tudo para escapar da censura e divulgar (sem controle) o conteúdo dos documentos.

Para saber mais:

Vazamento do WikiLeaks é 'ilegal, irresponsável e criminoso', diz Otan - G1
EUA apertam o cerco contra o WikiLeaks e seu fundador - Terra
Análise: Inócua, ciberperseguição só revela ignorância tecnológica - Terra

Comentários

BLOGGER: 9
Loading...

$hide=/p/valores.html

[/fa fa-cloud/ Nuvem de categorias]$hide=mobile

Nome

A divulgar Abelha Acessibilidade acessório Acidente Acidentes Acústica Adágios Adestramento Administração adulto Aerodinâmica Aeronáutica África Agência Brasil Agência Fiocruz Agência Porvir Agência Senado Agência USP Agricultura Agropecuária AIDS Alcoolismo Alemanha Alerta Algoritmo Alimento Alzheimer Amazon Amazônia América Latina Análise Combinatória Anatomia Android Animação Animais de Estimação Animal Antropologia Apicultura App Apple Apresentação aquário Argentina Arqueologia arquitetura Arte Astrobiologia Astrofísica Astronomia Ativismo Áudio Audio FX Áustria Autismo Auto-ajuda Automobilismo Automóvel aventura Aviação Aviônica Bahia Balonismo Banco de Dados Beber e Dirigir biblioteconomia Bicicleta Biografia Biologia Biologia Marinha bioquímica Biotecnologia Bitcoin Blog Blogger Boato Bomba borderô de desconto Botânica BRASA Leads Brasil Brasília BRIC Browser Bugs CAD Calor Câmera lenta Campanha cardiologia Carnaval carreira Cartografia Casemods Caso Isabella Nardoni Caso Snowden Ceará Celebridades celular Células-Tronco Cérebro Charge China Cibercultura Ciclovia Cidadania Ciência Cinema Clip Cliparts Cloud computing Coaching Comédia competência Complemento de dois Comportamento Computação Computação em grade Computação forense Computação Gráfica Computação Móvel Comunicação e Marketing Concurso Concurso Cultural de Natal Concursos Público Concursos Públicos Conectômica Conferência Congresso em Foco Conspiração Consumidor Consumismo contabilidade Contos Copa do Mundo Cordel Coreia do Norte Coreia do Sul Corpo Coruja cosmética Cosmologia Crash Course Criança Criatividade Crime Crime Digital crise crise econômica crônica crônicas Cronologia CSS Cuba Culinária Cultura Curiosidades custos fixo custos variáveis Dança DAO Darwin Davos Debate Decoração demência Demografia Denúncia Dermatologia Desastre Natural Descoberta desconto duplicatas Desenho instrucional Desenvolvimento de jogos Design Design Instrucional Destaque Dia das Mães Dia do professor diabetes Dicas Didática Dieta diplomacia Direito Direito Eleitoral Direito Internacional Direito Tributário Direitos Humanos Disney Distrito Federal Documentário Doutorado download Drogas Drone Dubai e-Book e-governo EBC Ecologia Economia Editoração Eletrônica Educação Educação a Distância Educação Corporativa educação física Educação sexual Efeitos Sonoros Egiptologia Eleições Eleições 2014 Eleições 2018 Eletricidade eletrônica Embrapa empreendedorismo enciclopédia endocrinologia Enem Energia Energia Alternativa Energia Nuclear Engenharia Engenharia Agrícola Engenharia Civil Engenharia de materiais Engenharia de Software Engenharia Genética Engenharia Mecânica Enretenimento Ensino a Distância Ensino Superior Entomologia Entretenimento Entrevista Entrevista. Epidemiologia Epistemologia Equador Escândalo Escritório Espaço Espanha Espanhol Espeleologia Espetáculo Espionagem Esporte Estação Estágio Estatísticas estrutura de dados Ética EUA Europa Evento Evolução Exercícios físicos Exobiologia experiência fábulas Facebook Farmacologia Favo Feminismo Férias Ferramentas FIFA Filantropia Filmes Filosofia Finlândia Firefox Física Física Quântica Fisiologia Fisioterapia Flagrante Flamengo Folclore Fome Fonética Fonoaudiologia Fotografia Fotos em 360 graus França Francês frases Fraude Freeware Futebol Futurologia gadget Gafe Gastroenterologia Gastronomia Geek Genética Geofísica Geografia Geologia Geometria geopolítica Gerenciamento do Tempo Geriatria Gestão de Competências Gestão de Configuração Gestão de Pessoas Gestão de Projetos Gestão do conhecimento Ginecologia Glass Google Governo GPS Gradiente gramática Gravidez Grécia Grécia Antiga Guerra Guerra Civil Guinness H2 Haiti hardware História HIV Hololens homenagem Horologia HPV HTML Humor Humor Negro IBGE IBM ICIJ Idioma IHC ilo ilusão ilusionismo Imagem 3D Imagens Imagine Cup Império Romano Imprensa Impressora 3D Imunologia Incêndio Inclusão digital Índia Índios Infectologia Infográfico Informática Inglaterra Inglês Inovação Inspiração Inteligência Artificial intercâmbio Interface Interfaces Hápticas Internacional Internacionalização da Amazônia Internet Internet das Coisas Inundação Invenção Inventos iPad IPEA iphone Irã Iraque Israel Japão Java Java. jogos Jogos educativos Jogos Olímpicos Jornalismo Justiça Kinect Le Monde Diplomatique Brasil Le Monde Diplomatique Brasil Letras Lexicografia Liderança Life Hacking Linguística Literatura Livro Lógica Logística Loterias Lua Maçonaria Malásia Malvinas Malware Mapa Mário Sérgio Conti Marte Mastologia Matemática Matemática Financeira maternidade Mecânica Mecânica dos Fluidos Mecatrônica Medicina Medicina Esportiva Medicina Veterinária Meio Ambiente Mel melanoma Memória memorização Mente Mercado de Trabalho mercosul Mestrado meteorologia Metodologia Científica México Microbiologia Microsoft Mídia Social Militar Mineralogia Mistério MIT Mitologia Mobilidade Mobilidade Urbana MonaVie Montanhismo Moodle Mossad Motivação Movimento Maker MSF Mudança Climática Mulher Multimídia museu Música MVC Nanotecnologia Nasa Natação Natal Natureza Negócios Netflix Neurociência Neurologia Nicolelis Nordeste Noruega notícias Novidades Novo Enem Números Nutrição Obama Obesidade Observatório da Imprensa Obstetrícia Oceanografia odontologia Offshore Leaks oftalmologia Olimpíadas oncologia ONU Opinião Óptica Oracle Oriente Médio Orkut Ornitologia ortografia Ortopedia Ótica Otorrinolaringologia Oxfam Pacifismo Paginadores paleontologia Paquistão Pará Paraguai parkinson Passeio virtual Patinação Pedagogia Pediatria Pensamentos performance Periférico Pesca Pesquisa Petição Petrobrás Petróleo Photoshop Pirataria planilha de custo Playstation 3 Plebiscito Pneumologia Podcast Poesia Poítica Politica Política Portugal português Pós-graduação prazo médio Pré-sal Prêmio Nobel primatologia Primeira Guerra Mundial privacidade produtividade professor Hamilton Alves Programa Gratuito Programação Projeção Mapeada Projeto Truco Promoção Propaganda Psicanálise Psicologia Psicologia Animal Psiquiatria Pública publicidade Publieditorial Quadrinhos Quads Qualidade Qualidade de Vida química realidade aumentada realidade diminuída Realidade Misturada Realidade Virtual Reconhecimento de imagem Reconhecimento de voz Recorde Redação redes Referência Referendo Reforma Política Reino Unido Relacionamento Relações Internacionais Religião Responsabilidade Social Retrospectiva Review Rio 2016 Rio de Janeiro Rio Grande do Norte Rio Grande do Sul robótica Roda Viva Roma roteiro RSA Rússia Samsung Sanitarismo Santa Catarina São Paulo Saúde Savant Segunda Guerra Mundial Segurança Segurança da Informação Seleção Natural Séries serviço Serviço Online Sexologia sexualidade Show SIGGRAPH Simulação Singularity University Síria Sismologia Sistema operacional Sistemas de Numeração Sites de Busca Sociedade Sociologia Software Software Livre Sol Sono Sony SOPA Star Wars Suécia Sugestão de presentes Sun supercomputadores Sustentabilidade Tabagismo Taiwan Talento precoce taxa de juros efetiva taxa de juros nominal Taxas Equivalentes Taxidermia Teatro Técnicas de Estudo Tecnologia Tecnologia da Informação TED TED-Ed TedMed TEDx TEDx Rio+20 TEDxAmazônia TEDxAsaSul Telefonia Televisão Temas Tempo Tendências Teologia teoria das supercordas Terremoto Terrorismo Testes Tipologia Tomada de Decisão tradução Trânsito transporte tributo Trigonometria Tubarão Tunísia Turismo Tutorial Twitter Uber UFC UFG ufologia UFRJ Unicamp UNIFESP universidade Universidade Corporativa Universidade de Cambridge Universidade de Michigan Urbanismo Urologia USP Utilidade Pública Utilitário Vale Vaticano Veículo Autônomo Ventriloquismo Verão vestibular Vestimenta Vida Digital Vida Moderna Vida Selvagem Videogame Vídeos Vídeos 360 Violência Vírus Visão Computacional Vôlei Vulcanologia Watergate Política WCIT 2016 WCIT 2017 Web 2.0 Web Application Web Semântica Web Seminar webdesign Webinar widget WikiLeaks Wikipedia Windows Xadrez YouTube Zika Zoologia
false
ltr
item
Brasil Acadêmico: WikiLeaks: o site que desafiou o Império
WikiLeaks: o site que desafiou o Império
http://1.bp.blogspot.com/_cM2l6Y3Ulgg/TPY6q5tlsHI/AAAAAAAAFHA/2mU0U7UbhUg/s400/Wikileaks_logo.png
http://1.bp.blogspot.com/_cM2l6Y3Ulgg/TPY6q5tlsHI/AAAAAAAAFHA/2mU0U7UbhUg/s72-c/Wikileaks_logo.png
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2010/12/wikileaks-o-site-que-desafiou-o-imperio.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2010/12/wikileaks-o-site-que-desafiou-o-imperio.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Nenhuma artigo encontrado. VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTS Ver Todos Indicado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS ARTIGOS Nenhum artigo corresponde ao critério procurado Ir para Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir Este conteúdo é PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para o clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy