Pés de café mutantes sem cafeína

Compartilhar

Pesquisadores brasileiros, apressados, induzem mutação em sementes de cafeeiro para que produzam café descafeinado sem processos industriais...

Pesquisadores brasileiros, apressados, induzem mutação em sementes de cafeeiro para que produzam café descafeinado sem processos industriais.

Em 2004, um grupo de pesquisadores brasileiros anunciou, em artigo publicado na revista Nature, a descoberta de pés de café desprovidos de cafeína.



A planta estava entre mais de três mil mudas da variedade Coffea arabica vindas da Etiópia em 1964. Contudo, a exploração comercial do café descafeinado natural tem se revelado uma má ideia devido à baixa produtividade das plantas.

Equipe de pesquisadores do café descafeinado natural em 2004

Agora, utilizando uma técnica para induzir mutação em sementes, um pesquisador da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) obteve, a partir de sementes de um cafeeiro já utilizado comercialmente, sete plantas mutantes que combinam a produtividade e a ausência de cafeína. O estudo, apoiado pela FAPESP por meio da modalidade Auxílio à Pesquisa – Regular, foi realizado por Paulo Mazzafera, professor do Departamento de Biologia Vegetal e diretor do Instituto de Biologia da Unicamp, além de ser um dos membros da coordenação da área de Agronomia e Veterinária da FAPESP. No artigo de 2004, o cientista teve a colaboração de pesquisadores do Instituto Agronômico, de Campinas (SP).



Segundo Mazzafera, seu experimento utilizou sementes do cafeeiro comercial Catuaí Vermelho, da espécie Coffea arabica, que foram tratadas com dois tipos de mutagênicos. As cerca de 28 mil plantas resultantes da germinação foram analisadas por um método qualitativo que identificava a presença ou ausência de cafeína.

Com o tratamento, obtivemos sete cafeeiros que são praticamente desprovidos de cafeína. São plantas bastante vigorosas que já estão produzindo flores. Já fizemos boa parte das análises bioquímicas e moleculares dessas plantas e procuramos uma empresa brasileira interessada em implantar comercialmente esse café naturalmente descafeinado.
Paulo Mazzafera. Pesquisador


O cientista explica que o campo experimental onde foi feito o experimento tem atualmente 250 plantas. Com as sementes disponíveis é possível plantar cerca de 5 hectares para testes.

Se der tudo certo, vamos fazer mudas com essas sementes e levar tudo a campo em 2011.
Paulo Mazzafera. Pesquisador


Segundo ele, o interesse comercial pelo café descafeinado é pequeno no Brasil, diferentemente do que ocorre em outros países. Menos de 1% do café comercializado em território brasileiro é descafeinado. Enquanto isso, na Europa e nos EUA, a divulgação dos efeitos adversos da cafeína tem provocado um aumento crescente do mercado de café descafeinado.

O café descafeinado corresponde a cerca de 10% do total do café comercializado no mundo. Certamente, é um mercado muito interessante e muito valorizado. A alternativa de um café desse segmento que não tem necessidade de passar por processos industriais para ser descafeinado é bastante promissora em termos de mercado.
Paulo Mazzafera. Pesquisador


Existem três processos para produção do café descafeinado. O método que emprega o solvente diclorometano, o método suíço, que utiliza água para retirar a cafeína, e o método de gás carbônico supercrítico.

Método suíço de descafeinização. Sem adição de produtos químicos.

No método suíço, a água retira a cafeína, mas leva junto muitos elementos importantes do café, tendo que ser retornada ao processo. Já o supercrítico exige instalações muito caras.
Paulo Mazzafera. Pesquisador


As plantas obtidas pelo processo só apresentaram um problema: a estrutura de uma flor de café normalmente garante que a planta tenha uma alta taxa de autofecundação – próxima de 95% –, mas a flor da planta mutante abre precocemente, quando ainda está imatura, e, com isso, pode não ter a mesma taxa de autofecundação.

Como a flor abre antes, em tese ela pode receber pólen de plantas com outros teores de cafeína. O problema, no entanto, não é tão grave, porque podemos plantar lotes de café formados exclusivamente com as plantas mutantes, segregados dos lotes com as plantas normais. Ou podemos colocar abelhas nas plantações do material com baixo teor de cafeína, provocando assim um aumento da taxa de autofecundação entre elas.
Paulo Mazzafera. Pesquisador


Um dos principais resultados do método que envolveu indução à mutação foi a economia de tempo.

O melhoramento genético tradicional poderia demorar muitos anos para chegar a gerar plantas descafeinadas produtivas.
Paulo Mazzafera. Pesquisador


O processo mutagênico utilizado para a obtenção das plantas descafeinadas foi patenteado.

No Brasil, não podemos patentear o material, por isso patenteamos o processo. No momento em que uma companhia brasileira se interessar em implantar o café descafeinado natural, poderemos fazer uma patente internacional relativa aos produtos provenientes desse café, cobrando royalties para quem for produzir.
Paulo Mazzafera. Pesquisador


Fonte: Agência FAPESP, Jornal da Unicamp

Comentários

BLOGGER: 1
  1. SAUDAÇÕES!
    AMIGO:
    De parabéns o Dr, Paulo Mazzafera, por tão importante pesquisa!
    Uma pena que no Brasil não pode patentear o material, ainda bem que viabilizaram o reconhecimento do processo!
    Parabéns pela excelente matéria!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
Comente aqui...

$show=mobile

Nuvem de Categorias

Nome

#existepesquisanobrasil,2,Abelha,3,Acessibilidade,25,Acessórios,2,Acidente,52,Acústica,16,Adestramento,5,Administração,42,Aerodinâmica,4,Aeronáutica,9,África,6,Agência Bori,1,Agência Brasil,25,Agência FAPESP,5,Agência Fiocruz,6,Agência Porvir,1,Agência Senado,2,Agência USP,5,Agnotologia,1,Agricultura,7,Agropecuária,4,AirBNB,1,Albert Einstein,1,Alcoolismo,9,Alemanha,10,Alemão,4,Alerta,2,Algoritmo,8,Alimento,1,Alzheimer,4,Amazon,5,Amazônia,5,América Latina,1,Análise Combinatória,1,Análise de Texto,2,Anatomia,8,Android,3,Animação,52,Animais de Estimação,6,Animal,2,Antropologia,14,Apicultura,9,App,9,Apple,5,Apresentação,4,aquário,1,Argentina,4,Armamento,1,Arqueologia,6,arquitetura,33,Arte,172,Astrobiologia,3,Astrofísica,4,Astronomia,34,Ativismo,33,Áudio,3,Audio FX,2,Áustria,1,Autismo,2,Auto-ajuda,10,Automobilismo,16,Automóvel,22,aventura,3,Aviação,5,Aviônica,8,Bahia,2,Balonismo,3,Banco Central,1,Banco de Dados,5,Beber e Dirigir,1,biblioteconomia,6,Bicicleta,1,Biografia,18,Biologia,174,Biologia Marinha,15,bioquímica,7,Biotecnologia,25,Bitcoin,2,Blog,29,Blogger,33,Boato,6,Bomba,1,Botânica,6,BRASA,1,BRASA Leads,1,Brasil,40,Brasília,16,BRIC,1,Browser,11,Bugs,3,CAD,3,Calor,2,Caltech,1,Câmera lenta,1,Campanha,47,Canadá,1,cardiologia,16,Carnaval,2,carreira,3,Cartografia,3,Casemods,1,Caso Isabella Nardoni,1,Caso Snowden,1,Ceará,1,Celebridades,6,celular,24,Células-Tronco,5,Cérebro,2,Charge,22,ChatGPT,2,China,22,Cibercultura,3,Ciclovia,1,Cidadania,40,Ciência,218,Cinema,68,Climatologia,3,Clip,1,Cliparts,1,Cloud computing,4,Coaching,12,Comédia,2,competência,2,Complemento de dois,1,Comportamento,272,Computação,87,Computação em grade,5,Computação forense,3,Computação Gráfica,140,Computação Móvel,1,Computação Quântica,1,Comunicação e Marketing,151,Concurso,2,Concurso Cultural de Natal,1,Concursos Público,2,Concursos Públicos,4,Conectômica,1,Conferência,1,Congresso em Foco,1,Conspiração,2,Consumidor,7,Consumismo,3,contabilidade,2,Contos,55,Copa do Mundo,26,Cordel,3,Coreia do Norte,1,Coreia do Sul,1,Corpo,2,Coruja,1,cosmética,3,Cosmologia,21,Covid-19,99,Crash Course,1,Criança,1,Criatividade,4,Crime,49,Crime Digital,9,crise,11,crise econômica,8,Croácia,1,crônica,7,crônicas,5,Cronologia,1,CSS,3,Cuba,4,Culinária,8,Cultura,17,Curiosidades,113,custos fixo,1,custos variáveis,1,Dale Dougherty,2,Dança,6,DAO,1,Darwin,12,Davos,1,Debate,3,Decoração,1,demência,1,Demografia,3,Denúncia,12,Dermatologia,6,Desastre Natural,14,Descoberta,2,Desenho instrucional,18,Desenvolvimento de jogos,17,Desenvolvimento Pessoal,1,Design,32,Design Instrucional,16,Destaque,9,Dia das Mães,1,Dia do professor,1,diabetes,6,Dicas,66,Didática,1,Dieta,4,Dinamarca,1,diplomacia,3,Direito,186,Direito Eleitoral,2,Direito Internacional,29,Direito Militar,1,Direito Trabalhista,1,Direito Tributário,2,Direitos Autorais,4,Direitos Humanos,39,Disney,8,Distrito Federal,4,Documentário,71,Doutorado,1,download,3,Drogas,7,Drone,3,Dubai,1,e-Book,2,e-governo,2,EBC,1,Ecologia,88,Economia,118,Editoração Eletrônica,1,Educação,410,Educação a Distância,185,Educação Corporativa,6,educação física,19,Educação sexual,6,Efeitos Sonoros,4,Egiptologia,2,Eleições,29,Eleições 2014,12,Eleições 2018,5,Eleições 2020,2,Eleições 2022,1,Eletricidade,10,eletrônica,4,Elon Musk,1,Em Operários,1,Embrapa,4,empreendedorismo,7,enciclopédia,1,endocrinologia,6,Enem,3,Energia,17,Energia Alternativa,18,Energia Nuclear,12,Enfermagem,1,Engenharia,68,Engenharia Agrícola,1,Engenharia Civil,6,Engenharia de materiais,17,Engenharia de Software,5,Engenharia Genética,32,Engenharia Mecânica,2,Enretenimento,1,Ensino a Distância,11,Ensino Superior,5,Entomologia,7,Entretenimento,46,Entrevista,91,Entrevista.,1,Epidemiologia,70,Epistemologia,1,Equador,1,Escândalo,6,Escritório,1,Espaço,72,Espanha,1,Espanhol,2,Espeleologia,1,Espetáculo,8,Espionagem,20,Esporte,43,Estação,1,Estágio,2,Estatísticas,40,estrutura de dados,1,Ética,32,EUA,20,Europa,2,Evento,58,Evolução,5,Exercícios físicos,2,Exobiologia,3,experiência,43,fábulas,3,Facebook,20,Família,1,Farmacologia,23,Favo,1,Feminismo,1,Férias,1,Ferramentas,13,FIFA,2,Filantropia,4,Filmes,19,Filosofia,50,Finep,2,Finlândia,3,Fintech,1,Firefox,1,Física,118,Física Quântica,4,Fisiologia,10,Fisioterapia,6,Flagrante,2,Flamengo,1,Folclore,3,Fome,1,Fomento,1,Fonética,1,Fonoaudiologia,7,Fotografia,47,Fotos em 360 graus,6,França,10,Francês,4,Frase,3,Fraude,5,Freeware,75,Futebol,38,Futurologia,92,gadget,87,gadgets,1,Gafe,2,Gamificação,7,Gastroenterologia,5,Gastronomia,2,Geek,2,Genética,45,Geofísica,1,Geografia,57,Geologia,11,Geometria,6,geopolítica,21,Gerenciamento do Tempo,2,Geriatria,12,Gestão de Competências,2,Gestão de Configuração,2,Gestão de Pessoas,10,Gestão de Projetos,22,Gestão do conhecimento,7,Ginecologia,3,Glass,1,Google,81,Governo,4,GPS,1,Gradiente,1,gramática,15,Gravidez,1,Grécia,1,Grécia Antiga,2,Guerra,42,Guerra Civil,2,Guinness,1,H2,2,Haiti,3,hardware,38,História,216,HIV,1,Hololens,2,homenagem,46,Horologia,1,HPV,1,HTML,6,Humor,212,Humor Negro,9,IBGE,3,IBM,4,ICIJ,2,Idioma,56,IESB,2,IHC,8,ilo,29,ilusão,36,ilusionismo,5,Imagem 3D,16,Imagens,7,Imagine Cup,1,Império Romano,8,Imprensa,34,Impressora 3D,22,Imunologia,8,Incêndio,2,Inclusão digital,8,Índia,4,Índios,1,Infectologia,36,Infográfico,56,Informática,38,Inglaterra,4,Inglês,26,Inovação,203,Inspiração,1,Inteligência Artificial,154,intercâmbio,1,Interface,205,Interfaces Hápticas,24,Internacional,23,Internacionalização da Amazônia,3,Internet,166,Internet das Coisas,2,Inundação,2,Invenção,20,Inventos,6,iPad,1,IPEA,1,iphone,3,Irã,3,Iraque,1,Israel,7,Itália,2,Japão,5,Java,2,Java.,2,jogos,11,Jogos de Tabuleiro,5,Jogos educativos,19,Jogos Olímpicos,10,Jornalismo,72,José Saramago,1,Justiça,4,Ken Robinson,1,Kinect,10,Le Monde Diplomatique Brasil,9,Le Monde Diplomatique Brasil,1,Letras,2,Lexicografia,5,Liderança,4,Life Hacking,20,línguas estrangeiras,3,Linguística,11,Literatura,58,Livro,70,Lógica,26,Logística,4,Loterias,4,Lua,1,Maçonaria,4,Malásia,2,Malvinas,2,Malware,1,Mapa,96,Mário Sérgio Conti,1,Marte,4,Mastologia,1,Matemática,84,Matemática Financeira,1,maternidade,1,MEC,1,Mecânica,8,Mecânica dos Fluidos,2,Mecatrônica,47,Medalha Fields,1,Medicina,561,Medicina Esportiva,2,Medicina Veterinária,4,Meio Ambiente,128,Mel,1,melanoma,1,Memória,5,memorização,4,Mente,4,Mercado de Trabalho,84,mercosul,1,Mestrado,4,Metaverso,2,meteorologia,12,Metodologia Científica,57,México,1,Microbiologia,4,Microsoft,16,Mídia Social,59,Militar,15,Mineralogia,1,Mistério,3,MIT,15,Mitologia,2,Mobilidade,1,Mobilidade Urbana,9,Moda,1,MonaVie,1,Montanhismo,1,Moodle,7,Mossad,1,Motivação,1,Movimento Maker,3,MSF,1,Mudança Climática,30,Mulher,4,Multimídia,14,museu,16,Música,90,MVC,1,Nanotecnologia,36,Nasa,19,Natação,2,Natal,17,Natureza,2,Nefrologia,1,Negócios,31,Netflix,1,Neurociência,95,Neurologia,80,Nicolelis,1,Nordeste,2,Noruega,2,notícias,8,Novidades,18,Novo Enem,2,Números,2,Nutrição,72,Obama,1,Obesidade,11,Observatório da Imprensa,27,Obstetrícia,4,OCDE,1,Oceanografia,7,odontologia,9,Offshore Leaks,2,oftalmologia,11,Olimpíadas,9,oncologia,50,ONU,10,OpenAI,1,Opinião,107,Óptica,17,Oracle,1,Oriente Médio,5,Orkut,2,Ornitologia,1,ortografia,3,Ortopedia,4,Ótica,8,Otorrinolaringologia,2,Oxfam,3,Pacifismo,1,Paginadores,1,paleontologia,4,Palestina,1,Paquistão,1,Pará,2,Paraguai,2,parkinson,2,Passeio virtual,1,Patinação,1,Paulo Freire,1,Pedagogia,5,Pediatria,6,Pensamentos,3,performance,3,Periférico,1,Pesca,2,Pesquisa,257,Petição,1,Petrobrás,10,Petróleo,13,Photoshop,5,Pirataria,7,planilha de custo,1,Playstation 3,2,Plebiscito,3,Pneumologia,1,Podcast,7,Poesia,29,Política,318,Polônia,1,Portugal,8,português,19,Pós-graduação,2,Pré-sal,5,Prêmio Nobel,7,primatologia,1,Primeira Guerra Mundial,2,privacidade,25,produtividade,8,professor Hamilton Alves,2,Programa Gratuito,4,Programação,59,Projeção Mapeada,1,Projeto Truco,2,Promoção,1,Propaganda,5,Psicanálise,1,Psicologia,282,Psicologia Animal,25,Psiquiatria,17,Pública,14,publicidade,19,Publieditorial,5,PUC Minas,1,Quadrinhos,11,Quads,5,Qualidade,3,Qualidade de Vida,11,química,34,REA,2,realidade aumentada,47,realidade diminuída,2,Realidade Misturada,5,Realidade Virtual,50,Reconhecimento de imagem,12,Reconhecimento de voz,3,Recorde,1,Recoverit,1,Recuperar vídeos,1,Redação,1,redes,12,Referência,5,Referendo,1,Reforma Política,3,Reino Unido,2,Relacionamento,2,Relações Internacionais,41,Religião,43,Responsabilidade Social,4,Retrospectiva,1,Review,15,Rio 2016,6,Rio de Janeiro,3,Rio Grande do Norte,1,Rio Grande do Sul,1,Robert Oppenheimer,3,Robô,49,robótica,51,Roda Viva,49,Roma,6,roteiro,1,RSA,1,RTP,1,Rússia,6,Samsung,1,Sanitarismo,5,Santa Catarina,1,São Paulo,5,Saúde,619,Savant,1,Segunda Guerra Mundial,26,Segurança,127,Segurança da Informação,68,Seleção Natural,3,Séries,2,serviço,1,Serviço Online,1,Sexologia,2,sexualidade,5,Show,7,SIGGRAPH,1,Simulação,36,Singularity University,1,Síria,3,Sismologia,2,Sistema operacional,4,Sistemas de Numeração,1,Sites de Busca,21,Sociedade,5,Sociologia,53,Software,34,Software Livre,24,Sol,2,Sono,4,Sony,3,SOPA,2,Star Wars,1,Startup,2,Steve Cutts,1,Steve Jobs,1,Suécia,3,Sugestão de presentes,66,Sun,1,supercomputadores,2,Sustentabilidade,5,Tabagismo,6,Taiwan,1,Talento precoce,1,Taxas Equivalentes,1,Taxidermia,1,Teatro,26,Técnicas de Estudo,3,Tecnologia,597,Tecnologia da Informação,29,TED,445,TED-Ed,48,TedMed,2,TEDx,5,TEDx Rio+20,1,TEDxAmazônia,1,TEDxAsaSul,1,Telefonia,61,Televisão,43,Temas,1,Tempo,2,Tendências,13,Teologia,6,teoria das supercordas,1,Teoria dos Jogos,1,Terremoto,8,Terrorismo,15,Tesla,1,Testes,17,ticker,2,TikTok,1,Tipologia,8,Tomada de Decisão,1,tradução,5,Trânsito,12,transporte,59,Tributo,3,Trigonometria,1,Tubarão,2,Tunísia,1,Turismo,28,Tutorial,23,Twitter,10,Uber,7,Ucrânia,11,UFC,1,UFES,1,UFG,2,UFMG,1,ufologia,5,UFRJ,3,UFSC,1,UNB,1,Unicamp,4,UNIFESP,1,UNIP,1,universidade,6,Universidade Corporativa,1,Universidade da Califórnica,1,Universidade da Geórgia,1,Universidade da Pensilvânia,1,Universidade de Brasília,1,Universidade de Cambridge,2,Universidade de Chicago,1,Universidade de Columbia,1,Universidade de Michigan,1,Universidade de Princeton,1,Universidade de Rochester,1,Universidade de Washington,3,University College London,1,Urbanismo,26,Urologia,2,URSS,1,User Experience,1,USP,11,Utilidade Pública,4,Utilitário,3,Vale,1,Vaticano,1,Veículo Autônomo,9,Venezuela,1,Ventriloquismo,2,Verão,1,vestibular,3,Vestimenta,1,Vida Digital,7,Vida Moderna,18,Vida Selvagem,10,Videogame,119,Vídeos,987,Vídeos 360,1,Vietnã,1,Violência,5,Vírus,18,Visão Computacional,10,Vôlei,1,Vulcanologia,8,Watergate Política,1,WCIT 2016,2,WCIT 2017,1,Web,1,Web 2.0,29,Web Application,160,Web Semântica,2,Web Seminar,1,webdesign,13,Webinar,2,widget,2,WikiLeaks,37,Wikipedia,4,Windows,5,Xadrez,2,YouTube,6,Zika,1,Zimbábue,1,Zoologia,59,
ltr
item
Brasil Acadêmico: Pés de café mutantes sem cafeína
Pés de café mutantes sem cafeína
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhPh-QR-6dHqEaK97zrNSFkFj7UKr-m__lJEQdnOJo7oxhbmIWYfbaTf36DZzsZ8AVT-nCRS3chblblhUCx1-_NidLvG9EIQophhUSd8e_auBXWYQHJV_WqO8J_5_7Q25uKaYe3rN4yy4-2/s400/coffeeplant.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhPh-QR-6dHqEaK97zrNSFkFj7UKr-m__lJEQdnOJo7oxhbmIWYfbaTf36DZzsZ8AVT-nCRS3chblblhUCx1-_NidLvG9EIQophhUSd8e_auBXWYQHJV_WqO8J_5_7Q25uKaYe3rN4yy4-2/s72-c/coffeeplant.jpg
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2010/07/pes-de-cafe-mutantes-sem-cafeina.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2010/07/pes-de-cafe-mutantes-sem-cafeina.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhum post encontrado Ver todos Saiba mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início Páginas POSTS Ver todos Especialmente para você Categoria Arquivo Busca Todos os posts Nenhum post coincide com sua busca Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir Conteúdo PREMIUM fechado Passo 1: Compartilhar com a rede social Passo 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo código Selecionar todo código Todos os código copiados para a memória Não posso copiar o código / textos, favor teclar [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Tabela de Conteúdo