Fertilidade após os 30 anos reduz bruscamente na mulher

Pesquisadores da Escócia descobrem o motivo pelo qual as mulheres têm dificuldade para engravidar após os 30 anos e aconselham às mulheres a engravidarem antes desse prazo.
Gravidez

Cientistas das universidades de Saint Andrews e Edimburgo, descobriram a razão pela qual mulheres têm dificuldade em engravidar depois dos 30 anos. Em estudo publicado no Public Library of Science One, relatou-se que o problema deve-se ao fato de até essa idade as mulheres já terem utilizado cerca de 90 por cento da “reserva ovariana”, isto é, quase todo o potencial de óvulos que as mulheres possuem desde o nascimento.

Os estudiosos escoceses constataram que, embora o organismo feminino continue a produzir óvulos após os 30, a reserva de óvulos potencialmente férteis reduz-se até se tornar insignificante, aumentando as dificuldades em conceber um filho e acarreta riscos para a saúde da criança.

Em média, as mulheres nascem com 300 mil óvulos, que diminuem a um ritmo muito mais acelerado do que se pensava até então, pois aos 30 anos 95 por cento das mulheres já possuem apenas 12 por cento de suas reservas de óvulos, caindo para três por cento aos 40 anos. Embora o corpo feminino só amadureça uma média de 450 óvulos ao longo da vida, os investigadores acreditam que quanto maior for o reservatório de óvulos potenciais, melhor será a qualidade destes para fertilizar.

A pesquisa explica pela primeira vez o declínio real da “reserva ovariana” das mulheres, desde a sua concepção até à menopausa.

Hamish Wallace, um dos cientista envolvidos na pesquisa, admite que muitas mulheres acreditam que, por continuarem a produzir óvulos, a sua fertilidade mantém-se intacta.

A nossa investigação demonstra que as mulheres sobrevalorizam as suas perspectivas de fertilidade.
Hamish Wallace. Um dos pesquisadores do estudo


E mais, na pesquisa constatou-se que há diferenças notáveis na capacidade das mulheres produzirem óvulos, pois algumas nascem com cerca de 3,5 milhões de potenciais óvulos e outras com apenas 35 mil. Wallace ressaltou que o estudo pode ajudar a reconhecer quais mulheres atingiriam a menopausa mais cedo e qual seria o momento ideal para conservar óvulos de doenças com câncer nos ovários.

A pesquisa coletou informações sobre 325 mulheres europeias e americanas de diferentes idades, a partir das quais foi elaborado um gráfico de declínio potencial da “reserva ovariana” das mulheres ao longo da vida.

Via Ciência Hoje

Para saber mais: Human Ovarian Reserve from Conception to the Menopause - W. Hamish B. Wallace, Thomas W. Kelsey
1 Comments
Disqus
Fb Comments

 
Leitura
pida