$hide=/p/valores.html

Esmague o medo e aprenda o que quiser

Indicar:

Da EG conference: As divertidas e encorajadoras anedotas do guru em produtividade Tim Ferriss mostram como uma simples questão — "O que...

Da EG conference: As divertidas e encorajadoras anedotas do guru em produtividade Tim Ferriss mostram como uma simples questão — "O que é o pior que pode acontecer?" — é tudo o que você precisa para aprender a fazer qualquer coisa.


Este é Tim Ferriss por volta de 1979 DC, aos dois anos. Pelo agachamento, dá pra notar que eu era um garoto bem confiante — e não sem motivo. Eu tinha um hábito bem gracioso, na época, que era o de esperar até tarde da noite, quando meus pais relaxavam de um dia de trabalho duro, fazendo palavras cruzadas, vendo tevê. Eu corria pela sala, pulava no sofá, arrancava as almofadas, jogava no chão, gritava a plenos pulmões, e corria, porque eu era o Incrível Hulk. (Risos) Obviamente, dá pra ver a semalhança. E este hábito durou muito tempo.

Aos sete anos, eu fui ao acampamento de verão. Meus pais acharam necessário para sua sanidade. E, sempre ao meio-dia, as crianças iam a um lago, onde haviam docas. Pra pular da ponta e mergulhar no fundo. Eu nasci prematuro. Sempre fui pequeno. Meu pulmão esquerdo falhou no parto. E sempre tive problemas para flutuar. Então a água sempre me amedrontou, pra começar, mas eventualmente eu entrava. E num dia em particular, os campistas pulavam através de bóias. Eles pulavam entre as bóias. E eu achei divertido. Então eu mergulhei, e o valentão do acampamento segurou meus calcanhares. E eu tentei subir pra tomar ar, e minhas costas bateram no fundo da bóia. Eu enlouqueci e pensei que fosse morrer. Um conselheiro do acampamento felizmente veio e nos separou. Daí em diante eu tinha terror de nadar. O que eu não superei ainda. Minha inabilidade de nadar tem sido uma de minhas maiores humilhações. Foi quando eu percebi que não era o Incrível Hulk.

Mas esta história tem um final feliz. Aos 31, que é minha idade agora, em Agosto, tirei duas semanas para reexaminar a natação, e questionar todos os seus óbvios aspectos. E parti de nadar uma volta, ou seja, 10 metros, como um macaco se afogando, com o coração batendo 200 vezes por minuto, eu medi, até conseguir ir de Montauk em Long Island perto de onde cresci, e pular no oceano e nadar um quilômetro em mar aberto, sair e me sentindo melhor do que quando entrei.

E quando saí, na minha sunga, estilo europeu, me senti como o Incrível Hulk.

E é como que quero que todos aqui sintam, como o Incrível Hulk, ao fim desta apresentação. Especificamente, quero que sintam-se capazes de se tornarem excelentes nadadores de longa distância, aprendizes de línguas de classe mundial, e campeões de tango. E gostaria de compartilhar minha arte. Se tenho uma arte, ela consiste em desconstruir as coisas que me amedrontam. Então, seguindo.

Natação, primeiros princípios. Primeiros princípios, isso é importante. Descobri que os melhores resultados na vida são sempre sabotados por falsas idealizações e pressuposições não testadas. E a virada na natação começou quando um amigo disse:

"Vou passar um ano sem estimulantes" — este era do tipo que toma seis expressos duplos por dia — "se você conseguir nadar um quilômetro em mar aberto."

Então começou o desafio. Eu comecei a procurar triatletas porque descobri que quem nada desde cedo não sabe ensinar o que faz. Tentei pranchinhas. Meu pé atravessava a água como lâminas. Nem me movia. Saía desmoralizado, olhando para meus pés. Palmares, tudo. Tentei até lições com atletas olímpicos, nada ajudou. Então Chris Sacca, que agora é um grande amigo, havia completado um Iron Man a uma temperatura de 40 graus, e disse, "Tenho a resposta às suas preces." E me apresentou ao trabalho de um homem chamado Terry Laughlin, que é o fundador da Natação de Imersão Total. O que me levou a examinar biomecânica.

Então aqui estão novas regras para o nado, se algum de vocês tem medo, ou não é bom em nadar. A primeira é, pare de chutar. Bem pouco intuitivo. Ao que parece a propulsão não é o problema de verdade. Chutar mais forte não resolve o problema porque o nadador comum só transfere cerca de 3% de seu gasto de energia em movimento para a frente. O problema é a hidrodinâmica. Então no que você deve focar é em permitir que sua parte inferior siga os movimentos do torço, como um carro pequeno no vácuo de um grande, na estrada. E isso é conseguido atraves de uma posição horizontal do corpo. O único modo de fazer isso é não nadar na superfície. Nosso corpo é mais denso que a água. 95 porcento dele seria, pelo menos, naturalmente submerso.

Então você termina, número três, não nadando, no caso do nado livre, sobre sua barriga, como muitos acreditam, sobre a água. Mas na verdade indo do vácuo direito, ao vácuo esquerdo, mantendo a fuselagam em posição tanto quanto possível. Então vejamos alguns exemplos. Este é Terry. E podem ver que ele estende seu braço direito abaixo da cabeça e bem à frente. Então todo o seu corpo está, realmente, submerso. O braço está estendido abaixo da cabeça. A cabeça se mantém alinhada à espinha, e usamos a pressão da água para elevar as pernas — muito importante, especialmente para quem tem pouca gordura. Eis um exemplo da braçada. Então não chute. Abane um pouco. Você pode ver que esta é a extensão esquerda. Então vemos a perna esquerda. Pequeno abano, com o propósito de girar o quadril para chegar ao lado oposto. E o ponto de entrada para esta mão - notem, ele não está indo pra frente pegar a água. Ao invés disso, ele penetra a um ângulo de 45 graus de seu antebraço, então propulsionando-se por inércia — muito importante.


Incorreto, acima, é o que quase todos os trinadores vão lhe ensinar. Não é culpa deles, de verdade. E eu chegarei ao implícito versus explícito em um momento. Abaixo é o que quase todos os nadadores irão perceber que permite que façam o que fiz, que é ir de 21 braçadas a cada 18.3 metros, a 11 braçadas, em dois treinos, sem treinador, sem monitor de video. E agora eu adoro nadar. Não posso esperar para nadar. Darei uma lição mais tarde, sozinho, se não quiserem me acompanhar.

Última coisa, respiração. Um problema que muitos de nós têm, quando nadam. Em nado livre, a melhor maneira de melhorar é virar com o corpo, e olhar para a mão alta antes de entrar na água. E isto o levará longe. E é isso. É realmente tudo o que precisamos saber.

Línguas. Materiais versus métodos. Eu, assim como muitos, concluí que era terrível em línguas. Eu sofri no espanhol, no primeiro ano do segundo grau. E a soma total do meu conhecimento era, "Donde esta el bano?" E eu não entendia a resposta. Era lastimável. Então fui transferido a outra escola no segundo ano. Pude escolher outras línguas. A maioria dos meus amigos escolheu japonês. Então pensei, por que não punir a mim mesmo? Vou fazer japonês. Seis meses depois, pude ir ao Japão. Meus professores me asseguraram, "Não se preocupe. Você terá aulas de japonês todos os dias pra lhe ajudar. Vai ser uma experiência fantástica." Minha primeira viagem internacional, na verdade. Então meus pais me encorajaram, e eu fui.

Cheguei a Tokio. Fantástico. Não acreditava que estivesse do outro lado do mundo. Conheci minha família anfitriã. As coisas foram bem, eu acho, considerando tudo. Na primeira noite, antes do primeiro dia de escola, eu disse à minha mãe, educadamente, "Por favor, me acorde às oito." Então, (em japonês) Mas eu não disse (em japonês). Eu disse (em japonês). Quase. O que eu disse foi:

Por favor, me estupre às oito.

 (Risos) Nunca se vou uma japonesa mais confusa. (Risos)

Andei para a escola. E um professor se aproximou e me entregou um papel. Não consegui ler nada — poderiam ser até hieróglifos — porque era em Kanji, Caracteres chineses adaptados para a língua japonesa. Perguntei o que dizia. E ele, "Ah, okay, okay, ehhto, História Mundial, Cálculo, Japonês Tradicional." E por aí vai. Então veio a mim em ondas. Algo havia se perdido na tradução. As aulas de japonês não eram somente da língua. Era o currículo normal dos alunos japoneses. Os outros 4.9999 estudantes da escola, tirando o americano. E esta foi minha resposta. (Risos)

Isto me enviou a esta busca em pânico pelo método de aprendizado de linguagem perfeito. Tentei de tudo. Fui a Kinokuniya. Tentei todos os livros possíveis, todos os CDs, Nada funcionou até que achei isto. Isto é o Joyo Kanki. É um bloco, ou melhor, um poster dos 1.945 caracteres mais comuns determinados pelo Ministério da Educação em 1981. Muitas publicaçãoes japonesas se limitam a estes caracteres, para ajudar no grau de instrução — alguns são obrigados. E isto tornou-se meu Cálice Sagrado, minha Pedra de Rosetta.

Logo que foquei neste material, eu decolei. Terminei capaz de ler o Asahi Shinbu, o Jornal Asahi, cerca de seis meses depois — num total de 11 meses — E fui da turma de japonês I à de japonês VI. E trabalhei como tradutor aos 16, quando voltei aos EUA, e continei a aplicar esta abordagem de material sobre método a quase uma dúzia de línguas até agora. Alguém que era terrível em línguas, a qualquer momento pode falar, ler e escrever em cinco ou seis. Isso nos traz ao ponto, que é, muitas vezes é o que você faz, não como faz, o fator determinante. Esta é a diferença de ser efetivo — fazer as coisas certas — e ser eficiente — fazer as coisas bem, sejam ou não importantes.

Você pode fazer o mesmo com gramática. Eu criei estas seis frases depois de muitos experimentos.

  • A maçã é vermelha.
  • Ela é a maçã do John.
  • Eu dei ao John a maçã.
  • Nós queremos dar a ele a maçã.
  • Ele deu ela ao John.
  • Ela deu ela (a maçã) a ele.

Ter acesso a um locutor nativo permite que desconstruamos sua gramática, ao traduzir estas frases no passado, presente e futuro, isso mostrará o sujeito, predicado, verbo, colocação de objetos diretos e indiretos, gênero e assim por diante. Daí, você pode, se quiser, aprender múltiplas línguas, e alterná-las para que não haja influência. Podemos falar sobre isso se alguém estiver interessado. E agora eu adoro línguas.

Então dança de salão, implícito versus explícito — muito importante. Você pode olhar para mim e dizer, "Este cara deve ser um dançarino de salão." Mas não, você estaria errado porque meu corpo é bem mal projetado para a maioria das coisas — bem projetado para levantar pedras pesadas, talvez. Eu costumava ser maior, ter mais músculo. Então acabei andando assim. Eu parecia um orangotango, nosso primo próximo, ou o Incrível Hulk — o que não era bom para dança de salão.

Estava na Argentina em 2005. E decidi assistir a uma aula de tango — sem intenção de participar — entrei, paguei meus dez pesos, andei até lá — 10 mulheres e um cara, normalmente uma boa proporção. A instrutora disse, "Você tem que participar." Imediatamente, o suor da morte. (Risos) Suor de medo de vôo e de briga, porque eu havia tentado dança de salão na escola — pisei no pé da garota com meu salto. Ela gritou. Eu estava tão preocupado com a percepção dela sobre o que eu fazia, que isso explodiu na minha cara, e nunca voltei ao clube de dança de salão. Ela se aproxima, a professora. "Okay, vamos, me agarre." Uma bela assistente de instrução. Ela estava bem irritada porque eu a havia tirado de sua aula avançada. Então eu dei o melhor de mim. Não sabia o que fazer com as mãos. E ela se afastou, soltou seus braços, os pôs na cintura, se virou e gritou para a sala toda:

Este cara é uma montanha de músculos, e está me segurando como um maldito francês.

(Risos) o que achei encorajador. (Risos) Todos riram. Fui humilhado. Ela volta e diz, "Vamos, eu não tenho o dia todo." Como alguém que fez luta livre desde os oito anos, continuei a esmagá-la, ao estilo de Carícia Fatal. Ela olhou pra cima e disse, "Assim é melhor." Então paguei um mês de aulas. (Risos)

E continuei a procurar por — eu queria uma competição, para estabelecer um prazo — Lei de Parkinson, a complexidade percebida de uma tarefa expande-se para encher o tempo alocado para ela. Então eu tinha um prazo curto para a competição. Arrumei uma instrutora feminina primeiro, para me ensinar o papel feminino, guiado, porque eu queria entender a sensibilidade e habilidades que quem segue deve desenvolver, para não repetir o fiasco do colégio. Então fiz um inventário das características, junto a ela, das habilidades e elementos de diferentes dançarinos campeões. Entrevistei essas pessoas, porque todos moravam em Buenos Aires. Comparei as duas listas, e o que achei foi que há explicitamente, especialidades que eles recomendam, alguns métodos de treino. E há coisas em comum que são implícitas e que parece que ninguém ensina. Agora, deixando de lado o protecionismo dos dançarinos argentinos, eu achei isto muito interessante. Então decidi focar em três dessas habilidades. Longos passos. Então muitos milongueros, dançarinos de tango, usavam passos curtos. Achei que os longos eram mais elegantes. Então você tem — e pode fazê-lo em um lugar bem pequeno, na verdade. Segundo, diferentes tipos de pivôs. Terceiro, variação no ritmo. Essas pareceram ser as três áreas que eu podia explorar, para competir, se queria vencer gente que treinava há 20 ou 30 anos.

Esta foto é das semi finais dos campeonatos de Buenos Aires, quatro meses depois. Então, um mês depois, fui ao campeonato mundial, cheguei à semi final. Então estabeleci um recorde mundial, em seguida, duas semanas depois. Quero que vejam parte do que eu treinei. Vou acelerar aqui. Este é o instrutor que Elysia e eu escolhemos para o papel masculino. Seu nome é Gabriel Misse. Um dos dançarinos mais elegantes de sua geração, famoso por seus longos passos, e mudanças de ritmo e seus pivôs. Elysia, por si só, muito famosa. Então acho que vocês concordam, eles ficam bem juntos. Agora, o que eu gosto desse vídeo é que é na verdade a primeira vez que dançam juntos por conta de sua condução. Ele é um condutor bem forte. Ele não conduz com o tórax, o que requer que se curve para a frente. Eu não consegui desenvolver atributos em meus dedões, a força em meus pés, para fazer isso. Então sua condução se baseia em seus ombros e seus braços. Então ele pode levantar a mulher para pará-la, por exemplo. Este é um dos benefícios disso. Então dissecamos isso. Este é um exemplo de um pivô. Este é um pivô de contrapasso. Existem muitos tipos. Tenho centenas de horas de gravações. Tudo categorizado, como fazia George Carlin com sua comédia. Então usando minha arqui nêmesis, Espanhol, nada menos, para aprender tango.

Então o medo é seu amigo. É um indicador. Às vezes mostra o que não deve ser feito. Mas na maioria das vezes, mostra exatamente o que deve ser feito. E os melhores resultados que obtive na vida, os melhores momentos, vieram da simples pergunta.

O que é o pior que pode acontecer?

Principalmente com os medos que vêm da infância. Use processos analíticos, suas capacidades, aplique-as aos velhos medos. Aplique-as a sonhos muito grandes.

E quando penso no que temo agora, é muito simples. Quando imaginei minha vida, o que ela teria sido, sem as oportunidades educacionais que tive, isso me faz pensar. Passei os últimos dois anos tentando desconstruir o sistema público de educação americano, para consertá-lo ou substituí-lo. E pesquisei cerca de 50.000 estudantes até agora, construindo, digamos, meia dúzia de escolas, meus leitores, por enquanto. E se algum de vocês se interessar por isso, eu adoraria conversar com vocês. Não sei de nada. Sou um iniciante. Mas eu faço muitas peguntas, e adoraria seus conselhos. Muito obrigado.

Fonte: TED
[Visto no Brasil Acadêmico]

Comentários

BLOGGER

$hide=/p/valores.html

[/fa fa-cloud/ Nuvem de categorias]$hide=mobile

Nome

A divulgar Abelha Acessibilidade acessório Acidente Acidentes Acústica Adágios Adestramento Administração adulto Aerodinâmica Aeronáutica África Agência Brasil Agência Fiocruz Agência Porvir Agência Senado Agência USP Agricultura Agropecuária AIDS Alcoolismo Alemanha Alerta Algoritmo Alimento Alzheimer Amazon Amazônia América Latina Análise Combinatória Anatomia Android Animação Animais de Estimação Animal Antropologia Apicultura App Apple Apresentação aquário Argentina Arqueologia arquitetura Arte Astrobiologia Astrofísica Astronomia Ativismo Áudio Audio FX Áustria Autismo Auto-ajuda Automobilismo Automóvel aventura Aviação Aviônica Bahia Balonismo Banco de Dados Beber e Dirigir biblioteconomia Bicicleta Biografia Biologia Biologia Marinha bioquímica Biotecnologia Bitcoin Blog Blogger Boato Bomba borderô de desconto Botânica BRASA Leads Brasil Brasília BRIC Browser Bugs CAD Calor Câmera lenta Campanha cardiologia Carnaval carreira Cartografia Casemods Caso Isabella Nardoni Caso Snowden Ceará Celebridades celular Células-Tronco Cérebro Charge China Cibercultura Ciclovia Cidadania Ciência Cinema Clip Cliparts Cloud computing Coaching Comédia competência Complemento de dois Comportamento Computação Computação em grade Computação forense Computação Gráfica Computação Móvel Comunicação e Marketing Concurso Concurso Cultural de Natal Concursos Público Concursos Públicos Conectômica Conferência Congresso em Foco Conspiração Consumidor Consumismo contabilidade Contos Copa do Mundo Cordel Coreia do Norte Coreia do Sul Corpo Coruja cosmética Cosmologia Crash Course Criança Criatividade Crime Crime Digital crise crise econômica crônica crônicas Cronologia CSS Cuba Culinária Cultura Curiosidades custos fixo custos variáveis Dança DAO Darwin Davos Debate Decoração demência Demografia Denúncia Dermatologia Desastre Natural Descoberta desconto duplicatas Desenho instrucional Desenvolvimento de jogos Design Design Instrucional Destaque Dia das Mães Dia do professor diabetes Dicas Didática Dieta diplomacia Direito Direito Eleitoral Direito Internacional Direito Tributário Direitos Humanos Disney Distrito Federal Documentário Doutorado download Drogas Drone Dubai e-Book e-governo EBC Ecologia Economia Editoração Eletrônica Educação Educação a Distância Educação Corporativa educação física Educação sexual Efeitos Sonoros Egiptologia Eleições Eleições 2014 Eleições 2018 Eletricidade eletrônica Embrapa empreendedorismo enciclopédia endocrinologia Enem Energia Energia Alternativa Energia Nuclear Engenharia Engenharia Agrícola Engenharia Civil Engenharia de materiais Engenharia de Software Engenharia Genética Engenharia Mecânica Enretenimento Ensino a Distância Ensino Superior Entomologia Entretenimento Entrevista Entrevista. Epidemiologia Epistemologia Equador Escândalo Escritório Espaço Espanha Espanhol Espeleologia Espetáculo Espionagem Esporte Estação Estágio Estatísticas estrutura de dados Ética EUA Europa Evento Evolução Exercícios físicos Exobiologia experiência fábulas Facebook Farmacologia Favo Feminismo Férias Ferramentas FIFA Filantropia Filmes Filosofia Finlândia Firefox Física Física Quântica Fisiologia Fisioterapia Flagrante Flamengo Folclore Fome Fonética Fonoaudiologia Fotografia Fotos em 360 graus França Francês frases Fraude Freeware Futebol Futurologia gadget Gafe Gastroenterologia Gastronomia Geek Genética Geofísica Geografia Geologia Geometria geopolítica Gerenciamento do Tempo Geriatria Gestão de Competências Gestão de Configuração Gestão de Pessoas Gestão de Projetos Gestão do conhecimento Ginecologia Glass Google Governo GPS Gradiente gramática Gravidez Grécia Grécia Antiga Guerra Guerra Civil Guinness H2 Haiti hardware História HIV Hololens homenagem Horologia HPV HTML Humor Humor Negro IBGE IBM ICIJ Idioma IHC ilo ilusão ilusionismo Imagem 3D Imagens Imagine Cup Império Romano Imprensa Impressora 3D Imunologia Incêndio Inclusão digital Índia Índios Infectologia Infográfico Informática Inglaterra Inglês Inovação Inspiração Inteligência Artificial intercâmbio Interface Interfaces Hápticas Internacional Internacionalização da Amazônia Internet Internet das Coisas Inundação Invenção Inventos iPad IPEA iphone Irã Iraque Israel Japão Java Java. jogos Jogos educativos Jogos Olímpicos Jornalismo Justiça Kinect Le Monde Diplomatique Brasil Le Monde Diplomatique Brasil Letras Lexicografia Liderança Life Hacking Linguística Literatura Livro Lógica Logística Loterias Lua Maçonaria Malásia Malvinas Malware Mapa Mário Sérgio Conti Marte Mastologia Matemática Matemática Financeira maternidade Mecânica Mecânica dos Fluidos Mecatrônica Medicina Medicina Esportiva Medicina Veterinária Meio Ambiente Mel melanoma Memória memorização Mente Mercado de Trabalho mercosul Mestrado meteorologia Metodologia Científica México Microbiologia Microsoft Mídia Social Militar Mineralogia Mistério MIT Mitologia Mobilidade Mobilidade Urbana MonaVie Montanhismo Moodle Mossad Motivação Movimento Maker MSF Mudança Climática Mulher Multimídia museu Música MVC Nanotecnologia Nasa Natação Natal Natureza Negócios Netflix Neurociência Neurologia Nicolelis Nordeste Noruega notícias Novidades Novo Enem Números Nutrição Obama Obesidade Observatório da Imprensa Obstetrícia Oceanografia odontologia Offshore Leaks oftalmologia Olimpíadas oncologia ONU Opinião Óptica Oracle Oriente Médio Orkut Ornitologia ortografia Ortopedia Ótica Otorrinolaringologia Oxfam Pacifismo Paginadores paleontologia Paquistão Pará Paraguai parkinson Passeio virtual Patinação Pedagogia Pediatria Pensamentos performance Periférico Pesca Pesquisa Petição Petrobrás Petróleo Photoshop Pirataria planilha de custo Playstation 3 Plebiscito Pneumologia Podcast Poesia Poítica Politica Política Portugal português Pós-graduação prazo médio Pré-sal Prêmio Nobel primatologia Primeira Guerra Mundial privacidade produtividade professor Hamilton Alves Programa Gratuito Programação Projeção Mapeada Projeto Truco Promoção Propaganda Psicanálise Psicologia Psicologia Animal Psiquiatria Pública publicidade Publieditorial Quadrinhos Quads Qualidade Qualidade de Vida química realidade aumentada realidade diminuída Realidade Misturada Realidade Virtual Reconhecimento de imagem Reconhecimento de voz Recorde Redação redes Referência Referendo Reforma Política Reino Unido Relacionamento Relações Internacionais Religião Responsabilidade Social Retrospectiva Review Rio 2016 Rio de Janeiro Rio Grande do Norte Rio Grande do Sul robótica Roda Viva Roma roteiro RSA Rússia Samsung Sanitarismo Santa Catarina São Paulo Saúde Savant Segunda Guerra Mundial Segurança Segurança da Informação Seleção Natural Séries serviço Serviço Online Sexologia sexualidade Show SIGGRAPH Simulação Singularity University Síria Sismologia Sistema operacional Sistemas de Numeração Sites de Busca Sociedade Sociologia Software Software Livre Sol Sono Sony SOPA Star Wars Suécia Sugestão de presentes Sun supercomputadores Sustentabilidade Tabagismo Taiwan Talento precoce taxa de juros efetiva taxa de juros nominal Taxas Equivalentes Taxidermia Teatro Técnicas de Estudo Tecnologia Tecnologia da Informação TED TED-Ed TedMed TEDx TEDx Rio+20 TEDxAmazônia TEDxAsaSul Telefonia Televisão Temas Tempo Tendências Teologia teoria das supercordas Terremoto Terrorismo Testes Tipologia Tomada de Decisão tradução Trânsito transporte tributo Trigonometria Tubarão Tunísia Turismo Tutorial Twitter Uber UFC UFG ufologia UFRJ Unicamp UNIFESP universidade Universidade Corporativa Universidade de Cambridge Universidade de Michigan Urbanismo Urologia USP Utilidade Pública Utilitário Vale Vaticano Veículo Autônomo Ventriloquismo Verão vestibular Vestimenta Vida Digital Vida Moderna Vida Selvagem Videogame Vídeos Vídeos 360 Violência Vírus Visão Computacional Vôlei Vulcanologia Watergate Política WCIT 2016 WCIT 2017 Web 2.0 Web Application Web Semântica Web Seminar webdesign Webinar widget WikiLeaks Wikipedia Windows Xadrez YouTube Zika Zoologia
false
ltr
item
Brasil Acadêmico: Esmague o medo e aprenda o que quiser
Esmague o medo e aprenda o que quiser
https://1.bp.blogspot.com/-gSix3hANBGI/V4L-6xaW0yI/AAAAAAAAme8/TBE-ox0bFxkMRgCQPIL24qxBNl5S5NYiQCLcB/s400/ferriss.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-gSix3hANBGI/V4L-6xaW0yI/AAAAAAAAme8/TBE-ox0bFxkMRgCQPIL24qxBNl5S5NYiQCLcB/s72-c/ferriss.jpg
Brasil Acadêmico
http://blog.brasilacademico.com/2016/07/esmague-o-medo-e-aprenda-o-que-quiser.html
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/
http://blog.brasilacademico.com/2016/07/esmague-o-medo-e-aprenda-o-que-quiser.html
true
3049085869098582068
UTF-8
Nenhuma artigo encontrado. VER TODOS Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTS Ver Todos Indicado para você CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODOS ARTIGOS Nenhum artigo corresponde ao critério procurado Ir para Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir Este conteúdo é PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para o clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy